12 de dez de 2013

LIVRA-SE DO PROTETOR SOLAR TÓXICO; UTILIZE ANTES ÓLEO DE COCO

Posted by Liberte Sua Mente on quinta-feira, 12 Dezembro, 2013

O Verão é tempo de praia, ou pelo menos, tempo de piscina. Mas se quiserem alguma protecção dos raios solares UV, não recorram sempre aos protectores solares tóxicos.

Em vez disso, levem um pouco de óleo de coco extra virgem junto da toalha de banho e do chapéu de sol.

É isso mesmo, o mesmo óleo de coco que podem encontrar na vossa banca da cozinha, faz o truque de proteger a vossa pele, não tendo os mesmos ingredientes tóxicos que comprometem a saúde.

O óleo de coco tem sido utilizado à milhares de anos por indígenas das ilhas do pacifico, como um protector solar eficiente.

Porquê encher o corpo com químicos tóxicos, quando podemos utilizar óleo de coco não tóxico.

Existem dois tipos de raios ultravioleta UV provenientes do sol: UA e UVB.

Os raios UVA são os principais responsáveis pelas lesões de pele, causadas pela exposição excessiva ao sol, podendo dar origem a cancro e aoenvelhecimento da pele.

Porém, embora os raios UVB possam causar lesões e queimaduras solares, estes são necessários para que o nosso organismo produza o seu próprio protector contra o cancro, a vitamina D produzida através da pele.

A luz solar é de longe a forma ideal de produzirmos vitamina D.

Ao bloquearmos a absorção de raios UVB podemos estar a aumentar inadvertidamente o risco de cancro, com o bloqueio da absorção de vitamina D. Mais, o protector solar causa cancro através de ingredientes carcinogênicos.
Evitem Protectores Solares Tóxicos

De acordo com o Environmental Working Group (EWG) aproximadamente 75% dos protectores comercializados contêm químicos tóxicos, associados ao cancro e a rupturas hormonais.
Os Protectores Solares Que Compramos Normalmente Contêm:
Retinyl palmitate, um conhecido causador de cancro da pele
Oxybenzone, que origina rupturas hormonais as quais provocam lesões na pele e cancro
Zinco e nanopartículas de titânio estão presentes em protectores solares incolores.

Estes e outros produtos esfregados na pele, são imediatamente absorvidos pela corrente sanguínea, e podem ser tão tóxicos como uma dose via oral.
O Embuste do Factor Protector Solar

Um excerto de um artigo de 2012 da CNN sobre protectores solares:

“The EWG said consumers should not purchase sunscreens with SPF greater than 50. SPF (sun protection factor) works by absorbing, reflecting or scattering the sun’s rays on the skin. It is very misleading to put high SPF numbers on labels because it gives consumers a false sense of security and doesn’t offer a lot more protection.”

(O Environmental Working Group (EWG) disse que os consumidores não deveriam comprar protectores solares com factor de protecção solar superior a 50.

O SPF (Sun Protection Facror), funciona através da absorção, reflexão ou dispersando os raios solares na pele. É bastante enganador colocar na embalagem números altos de SPF, porque dá aos consumidores um falso sentimento de segurança e não oferecem muito mais protecção.)

Enquanto que um SPF de 85 possa parecer ter muito mais protecção que um SPF de 30, quanto mais elevado for o número, não quer necessariamente dizer que este ofereça sempre mais protecção.

Estudos revelaram que um protector solar com um SPF de 15 pode bloquear cerca de 93% de todos os raios UVB. Um protector com SPF de 30 bloqueia cerca de 97% e um de 50 SPF bloqueia 98%.

Os factores de protecção partem deste platô.

“A product with SPF 100+ blocks about 99.1 percent of the UVB rays. You don’t really need a high number. They end up being expensive and don’t offer more protection than SPF 50. Keep in mind, SPF protects only against UVB rays.”

(Um produto com SPF 100+ bloqueia cerca de 99.1 % dos raios UVB. Não necessitamos de um numero tão elevado. Acabam por ser mais caros e não oferecem mais protecção que um produto com um SPF 50. Não esquecer que o SPF protege apenas os raios UVB.)

O óleo de coco possui um SPF de 10, ou seja, 90% de benefícios em vitamina D.

Quantas pessoas sabem que os valores de SPF não indicam qualquer tipo de protecção contra os prejudiciais raios UVA?

No entanto o American Cancer Society, aconselha a aplicação de uma quantidade generosa do tóxico protector solar, 30 minutos antes de exposição solar e no mínimo de duas em duas horas depois da primeira aplicação, voltando a aplicar após contacto com água, suor e secagem com toalha.
Escolham Óleo de Coco para Protector Solar

Uma exposição diária solar é essencial para a nossa saúde em geral. É a exposição excessiva que pode causar alguns danos. A exposição solar é a melhor forma do nosso corpo produzir vitamina D saudável. Para a protecção contra queimaduras solares, utilizem um protector solar não tóxico como óleo de coco ou optem por um protector solar de baixo risco, que não contenham ingredientes que comprometam a saúde.

Bruce Fife, ND, autor de Coconut Cures: Preventing and Treating Common Health Problems with Coconut Oil, explica que óleo de coco aplicado na pele protege contra queimaduras solares e contra o cancro. Ao contrário de protectores solares comerciais, o óleo de coco que não é processado não bloqueia por completo contra os raios UVB, que são necessários para a síntese de vitamina D.

Protege a pele e os tecidos subjacentes contra os danos que a exposição excessiva ao sol pode causar. Em vez de queimaduras e pele vermelha, produz um bronzeado suave, dependendo da quantidade de tempo que exposição ao sol.

Bruce Fife afirma que ao consumirmos óleo de coco também reforçamos a pele tornando-a mais resistente a queimaduras solares. Ele alerta para os riscos da utilização de óleo de coco hidrolisado ou processado. Devemos certificar-nos que o óleo de coco é puro e não processado.

http://dicasdatiamicas.wordpress.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, será muito legal...meu muito obrigado!! Volte Sempre!!!