30 de mar de 2018

DEUS É AMOR? VAMOS A UMA REFLEXÃO FORA DA VISÃO RELIGIOSA QUE MUITOS POR NÃO SABER OU POR MEDO SE RECUSAM EM IREM ALÉM DE SUAS CRENÇAS PESSOAIS.

Coloquei uma enquete sobre o que a maioria acredita de que "Ele" é um "Deus" de Amor. Mas, será que é mesmo? 

Essa foi a enquete que postei.... 
DEUS É AMOR
(*Uma pergunta que ao mesmo tempo carece de reflexão por parte dos que acreditam em "Deus", se "Deus" é de fato o próprio AMOR?! E se "Ele" é o próprio AMOR, "Ele" carece do amor do humano?) 

 Então, a maioria votou que SIM, que "Deus" é de fato amor. Mas, numa visão e compreensão mais ampla, "Ele" é de fato o próprio AMOR? 


Mas, antes eu quero dizer uma coisa; há algumas pessoas que não entenderam a proposta das enquentes em relação a temas bíblicas, ou perguntas polêmicas que não são reavaliadas por muitos, por uma questão de se ter tudo como uma verdade final e absoluta. E a proposta das enquetes que resolvi publicar na coleção, não é para gerar debates ou de digladiarmos, não é de maneira nenhuma maliciosa ou de passar algo distorcidos, só porque não posso acreditar como a maioria das pessoas creem na bíblia, mas para nos levar de forma sadia e intelectual a uma reflexão melhor e mais aprofunda dos assuntos em questão e em detalhes que são ignorados deliberadamente pela religião, ok?! 

Obs.: Acreditar do jeito que você quer segundo a sua fé, não é a mesma coisa em lidar com a bíblia do jeito que está literalmente escrito, ok?
Vamos SABER, ao invés de ficar o tempo todo só crendo e tendo fé onde não precisa e sem respeitar o que de fato quer dizer as pessagens bíblica.


Dito isso vamos ao que interessa....rs 


 *Será que "Deus" é amor?* 

Será que quando afirmamos de bate e pronto tão somente que "Ele" é amor, é porque temos conhecimento de causa no que acreditamos e afirmamos, ou estamos apenas por crenças reproduzindo tudo pronto e sem avaliação alguma, mesmo em se tratando de Deus?

É inegável que pegando as coisas dessa forma, desconsiderando tudo os imprescindíveis detalhes que deveria está fazendo parte do que acreditamos, o máximo que teremos é a superficialidade, de algo extremamente raso e sem sentido diante de realidade dos fatos, tendo com isso apenas uma verdade aparente do que se acredita, e não o que de fato "Deus" é.

Vou ser bem breve nesse assunto, não afirmando nada, mas dando a possibilidade de se ver o outro lado da moeda nessa questão, porque nem tudo é o que parece, não é mesmo? 


Bom...o que seria uma pessoa que ama, mas que não é amor?
Há diferenças entre um e o outro? 


O ser humano por exemplo tem a capacidade de amar, porém qual o ser humano que possa ser o próprio amor nesse mundo?
Existe? E se existe, como seria essa pessoa nesse nível de amor?
É possível alguém ser o próprio amor, assim como a maioria das pessoas acreditam piamente de que "Deus" é e tem? 


Mas se um ser humano ama de verdade, o mesmo já está em um nível louvável e até acima da média dos demais, porém ele (a) é ainda nessas condições de amor que só ama, um ser limitado e sem autossuficiência alguma, ou seja, nesse nível de amor assim, ele ainda carece de muitas coisas como humano amando ou não. E isso é totalmente normal e natural a um ser nessas condições de amor, mas se faz sim necessário as pessoas aprenderem a amar, para ganharem mais LIBERDADE E CONSCIÊNCIA, e não com a proposta de se alcançar o inalcançável em ser o próprio amor, porque não existe ou meios para nenhum ser humano na face da Terra. Até mesmo porque religiosamente se acredita que isso é um atributo natural e divino de "Deus" em ser o próprio AMOR.

O que quero dizer com isso de uma pessoa que só ama?
É algo insuficiente e irrelevante já que o ser humano em hipótese alguma pode ser amor quando que no máximo o individuo só pode amar? Não!!!
Eu quero dizer que uma pessoa que "só ama", ela ama, mas também tem a necessidade de ser amada por alguém, certo?

E por que?

Porque essa mesma pessoa não é o próprio amor, e se ela não é amor, ela terá ainda sim, necessidades de humano com relação a outras pessoas. E isso faz todo sentido em questões de amor humano, ou alguém ama ou não ama, e o que passar disso não passa de ilusões e distorções humanas e nada mais.


Falamos da capacidade de um ser humano amar ou não, porém com relação a "Deus" seria diferente, e que só "Ele" em todo o universo além de amar também é AMOR, como se acreditam segundo o que prega as religiões?

Bom....segundo a bíblia é declarado de que "Ele" é AMOR, porém, quando vamos dentro de uma visão mais ampla da questão na prática, vemos que tem incoerências a esse amor sendo o próprio Deus. E por quê?

Porque mesmo na bíblia vemos um "Deus" de forma bem explícita com características e necessidades humanas, um "Deus" que tem sentimentos e emoções humanas, ou seja, 


"Ele" tem inveja,
"Ele" é vingativo,
"Ele" mata pessoas,
"Ele" tem ciúmes,
"Ele" fica triste,
"Ele" se arrepende,

"Ele" se ira, 
"Ele" castiga,
"Ele" é egóico, 
e etc.


Necessidades de caráter humana em "Deus":


"Ele" necessita ser adorado,
"Ele" carece ser cultuado,
"Ele" carece da servidão humana,
"Ele" carece da atenção humana,
"Ele" carece de exclusividade,
"Ele" carece ser louvado (ególatra),
"Ele" carece de sacrifícios e promessas humanas,

...e o que é pior de tudo isso...."Ele" carece do AMOR HUMANO.

Em suma ...."Ele" é um ser carente em todos os aspectos, assim como é de algo natural dos seres humanos.

Então, em relação a tudo que citei acima em relação a "Deus" a ser o próprio amor, não é verdade, é impossível se acreditar de que "Ele" é o que na prática não é e nem nunca foi - sendo o PRÓPRIO AMOR.

Um Deus pra ser considerado o PRÓPRIO AMOR, Ele deveria ser por natureza e essência, desprovido de tudo que lembra e existe nos seres humanos, quanto as necessidades, sentimentos e emoções humanas em sua totalidade.
Ele por ser o próprio AMOR teria que ter características próprias e divinamente compatível ao próprio AMOR em absoluto.

Então, se esse "Deus" tem características e comportamentos humanos, "Ele" não pode ser em hipótese alguma ser considerado e nem muito menos acreditado como sendo um SER AMOR....porque sendo assim, seria de todo contraditório com a verdadeira natureza e excelência do amor em relação a DEUS.

Esse "Deus" que todo mundo acredita cegamente, no máximo que "Ele" poderia dar a alguém, é um amor igualmente humano, ou seja, "Ele" só pode amar, e nunca ser o que as pessoas acreditam, por várias razões que citei acima. Mas, para um "Deus" que só ama, não seria nada divino ou maior do que o amor humano, porque isso os humanos podem fazer.

Então, "Ele" nessa condição e em nível de amor humano, "Ele" não passa de um ser humano qualquer.
Qual é a façanha e honra nisso para um "Deus" com todas capacidades e atributos divinos se "Ele" só tem a capacidade de amar alguém?!
Sendo assim, Ele não é amor, e se "Ele" não pode ser o que os religiosos acreditam que "Ele" é, "Ele" não pode ser DEUS também.
Um "Deus" que só ama, não é DEUS.
Então, a ideia de que "Deus" é amor, não se sustenta, porque "Ele" não corresponde e atende os requisitos de atributos naturais de um DEUS/AMOR.

Quando falamos de que "Deus" é amor, sem questionamento e sem nenhum senso crítico, estamos sem perceber desconsiderando tudo que O faz divinamente ser o que deveria ser por natureza, e que isso só caberia a um DEUS de verdade ser, e não o que achamos por crença ou fé do que gostaríamos que "Ele" fosse.

E o que é um SER AMOR?

Um SER AMOR, seria um SER completo;
um ser totalmente realizado em amor em si mesmo o tempo todo; 

um SER sem carência,
um Ser que não exige nada de ninguém em coisa alguma em sua vida;
um Ser que não depende de nada e ninguém para se satisfazer ou de realizar os seus "desejos" e "necessidades", até mesmo porque tudo que Ele tem está contido naturalmente em seu SER por natureza divina. 

Um SER AMOR, é um SER que não precisa dos humanos em absolutamente para nada, mas se você mesmo assim O serve, ou acha que Ele precisa do seu amor, você está provando e negando o contrário do que ele é mesmo de fato.
Dirigir o seu amor a quem não precisa é negar a quem de fato precisa do seu amor.

Um SER AMOR é em absoluto Autossuficiencia.


Em um DEUS que é AMOR, tudo que você faz ou iria fazer, seria diante de um DEUS assim, totalmente indiferente e desnecessário, ou seja, uma perca de tempo qualquer coisa que você fizesse para um DEUS que é em essência AMOR/DEUS


Um DEUS que é Um SER AMOR não necessita do amor humano, não necessita da servidão humana.
Aquele que está pleno não necessita de servos, o próprio amor não carece ser amado.


Então em suma, o "Deus" que te apresentaram esse tempo todo não passa de um humano igual a você. Logo então, "Ele" não é o próprio AMOR em nada, porém, se você se contentar em pelo menos de que "Ele" ama você, lamento em dizer que até isso "Ele" não tem pra você porque mesmo na bíblia está registrado a ausência do amor "Dele" para com os humanos. E quando aparentemente "Ele" tem, é só um "amor" por pura barganha e conveniência. 
E um DEUS que precisa ou carece do seu amor, Ele não tem amor e dignidade própria

Mas, você pode se perguntar, se Ele não tem e nem é o próprio amor, de onde vem a crença de que Deus é amor?

São os humanos que sem pesquisas, analises e observação em nada a respeito desse "amor divino", é que atribuíram isso a "Ele" de algo que "Ele" nunca teve e nem pode ser ou ter, porque a Sua natureza é uma natureza meramente e totalmente humana e expressamente limitada.  


Vale lembrar que isso tudo que foi tratado aqui, não é para os obstinados convencidos de plantão, que a todo custo no fanatismo querem manter dentro de uma fé cega e isenta de razão e lógica, ok? 
São apenas para pessoas que ainda conseguem ter a capacidade de processar o que vê e ouvi, para que por si só, no bom senso e honestidade, possam tirar as suas próprias conclusões. 
A ideia aqui apresentada é para refletirmos juntos o que muitas vezes deixamos passar batido, porque achamos que fé é tudo, e que tudo do jeito que tá, basta apenas ter fé. E isso não é ser coerente e justo a si mesmo com a verdade latente e real que está sempre nos dizendo o contrário de nossas crenças. 

Melhor ter uma verdade que incomoda do que uma mentira confortável.

"Eu quero saber, e não acreditar." 


- Por Rentato Brito



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, será muito legal...meu muito obrigado!! Volte Sempre!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
▲ Topo