30 de mar de 2018

DEUS É AMOR? VAMOS A UMA REFLEXÃO FORA DA VISÃO RELIGIOSA QUE MUITOS POR NÃO SABER OU POR MEDO SE RECUSAM EM IREM ALÉM DE SUAS CRENÇAS PESSOAIS.

Nenhum comentário:
Coloquei uma enquete sobre o que a maioria acredita de que "Ele" é um "Deus" de Amor. Mas, será que é mesmo? 

Essa foi a enquete que postei.... 
DEUS É AMOR
(*Uma pergunta que ao mesmo tempo carece de reflexão por parte dos que acreditam em "Deus", se "Deus" é de fato o próprio AMOR?! E se "Ele" é o próprio AMOR, "Ele" carece do amor do humano?) 

 Então, a maioria votou que SIM, que "Deus" é de fato amor. Mas, numa visão e compreensão mais ampla, "Ele" é de fato o próprio AMOR? 


Mas, antes eu quero dizer uma coisa; há algumas pessoas que não entenderam a proposta das enquentes em relação a temas bíblicas, ou perguntas polêmicas que não são reavaliadas por muitos, por uma questão de se ter tudo como uma verdade final e absoluta. E a proposta das enquetes que resolvi publicar na coleção, não é para gerar debates ou de digladiarmos, não é de maneira nenhuma maliciosa ou de passar algo distorcidos, só porque não posso acreditar como a maioria das pessoas creem na bíblia, mas para nos levar de forma sadia e intelectual a uma reflexão melhor e mais aprofunda dos assuntos em questão e em detalhes que são ignorados deliberadamente pela religião, ok?! 

Obs.: Acreditar do jeito que você quer segundo a sua fé, não é a mesma coisa em lidar com a bíblia do jeito que está literalmente escrito, ok?
Vamos SABER, ao invés de ficar o tempo todo só crendo e tendo fé onde não precisa e sem respeitar o que de fato quer dizer as pessagens bíblica.


Dito isso vamos ao que interessa....rs 


 *Será que "Deus" é amor?* 

Será que quando afirmamos de bate e pronto tão somente que "Ele" é amor, é porque temos conhecimento de causa no que acreditamos e afirmamos, ou estamos apenas por crenças reproduzindo tudo pronto e sem avaliação alguma, mesmo em se tratando de Deus?

É inegável que pegando as coisas dessa forma, desconsiderando tudo os imprescindíveis detalhes que deveria está fazendo parte do que acreditamos, o máximo que teremos é a superficialidade, de algo extremamente raso e sem sentido diante de realidade dos fatos, tendo com isso apenas uma verdade aparente do que se acredita, e não o que de fato "Deus" é.

Vou ser bem breve nesse assunto, não afirmando nada, mas dando a possibilidade de se ver o outro lado da moeda nessa questão, porque nem tudo é o que parece, não é mesmo? 


Bom...o que seria uma pessoa que ama, mas que não é amor?
Há diferenças entre um e o outro? 


O ser humano por exemplo tem a capacidade de amar, porém qual o ser humano que possa ser o próprio amor nesse mundo?
Existe? E se existe, como seria essa pessoa nesse nível de amor?
É possível alguém ser o próprio amor, assim como a maioria das pessoas acreditam piamente de que "Deus" é e tem? 


Mas se um ser humano ama de verdade, o mesmo já está em um nível louvável e até acima da média dos demais, porém ele (a) é ainda nessas condições de amor que só ama, um ser limitado e sem autossuficiência alguma, ou seja, nesse nível de amor assim, ele ainda carece de muitas coisas como humano amando ou não. E isso é totalmente normal e natural a um ser nessas condições de amor, mas se faz sim necessário as pessoas aprenderem a amar, para ganharem mais LIBERDADE E CONSCIÊNCIA, e não com a proposta de se alcançar o inalcançável em ser o próprio amor, porque não existe ou meios para nenhum ser humano na face da Terra. Até mesmo porque religiosamente se acredita que isso é um atributo natural e divino de "Deus" em ser o próprio AMOR.

O que quero dizer com isso de uma pessoa que só ama?
É algo insuficiente e irrelevante já que o ser humano em hipótese alguma pode ser amor quando que no máximo o individuo só pode amar? Não!!!
Eu quero dizer que uma pessoa que "só ama", ela ama, mas também tem a necessidade de ser amada por alguém, certo?

E por que?

Porque essa mesma pessoa não é o próprio amor, e se ela não é amor, ela terá ainda sim, necessidades de humano com relação a outras pessoas. E isso faz todo sentido em questões de amor humano, ou alguém ama ou não ama, e o que passar disso não passa de ilusões e distorções humanas e nada mais.


Falamos da capacidade de um ser humano amar ou não, porém com relação a "Deus" seria diferente, e que só "Ele" em todo o universo além de amar também é AMOR, como se acreditam segundo o que prega as religiões?

Bom....segundo a bíblia é declarado de que "Ele" é AMOR, porém, quando vamos dentro de uma visão mais ampla da questão na prática, vemos que tem incoerências a esse amor sendo o próprio Deus. E por quê?

Porque mesmo na bíblia vemos um "Deus" de forma bem explícita com características e necessidades humanas, um "Deus" que tem sentimentos e emoções humanas, ou seja, 


"Ele" tem inveja,
"Ele" é vingativo,
"Ele" mata pessoas,
"Ele" tem ciúmes,
"Ele" fica triste,
"Ele" se arrepende,

"Ele" se ira, 
"Ele" castiga,
"Ele" é egóico, 
e etc.


Necessidades de caráter humana em "Deus":


"Ele" necessita ser adorado,
"Ele" carece ser cultuado,
"Ele" carece da servidão humana,
"Ele" carece da atenção humana,
"Ele" carece de exclusividade,
"Ele" carece ser louvado (ególatra),
"Ele" carece de sacrifícios e promessas humanas,

...e o que é pior de tudo isso...."Ele" carece do AMOR HUMANO.

Em suma ...."Ele" é um ser carente em todos os aspectos, assim como é de algo natural dos seres humanos.

Então, em relação a tudo que citei acima em relação a "Deus" a ser o próprio amor, não é verdade, é impossível se acreditar de que "Ele" é o que na prática não é e nem nunca foi - sendo o PRÓPRIO AMOR.

Um Deus pra ser considerado o PRÓPRIO AMOR, Ele deveria ser por natureza e essência, desprovido de tudo que lembra e existe nos seres humanos, quanto as necessidades, sentimentos e emoções humanas em sua totalidade.
Ele por ser o próprio AMOR teria que ter características próprias e divinamente compatível ao próprio AMOR em absoluto.

Então, se esse "Deus" tem características e comportamentos humanos, "Ele" não pode ser em hipótese alguma ser considerado e nem muito menos acreditado como sendo um SER AMOR....porque sendo assim, seria de todo contraditório com a verdadeira natureza e excelência do amor em relação a DEUS.

Esse "Deus" que todo mundo acredita cegamente, no máximo que "Ele" poderia dar a alguém, é um amor igualmente humano, ou seja, "Ele" só pode amar, e nunca ser o que as pessoas acreditam, por várias razões que citei acima. Mas, para um "Deus" que só ama, não seria nada divino ou maior do que o amor humano, porque isso os humanos podem fazer.

Então, "Ele" nessa condição e em nível de amor humano, "Ele" não passa de um ser humano qualquer.
Qual é a façanha e honra nisso para um "Deus" com todas capacidades e atributos divinos se "Ele" só tem a capacidade de amar alguém?!
Sendo assim, Ele não é amor, e se "Ele" não pode ser o que os religiosos acreditam que "Ele" é, "Ele" não pode ser DEUS também.
Um "Deus" que só ama, não é DEUS.
Então, a ideia de que "Deus" é amor, não se sustenta, porque "Ele" não corresponde e atende os requisitos de atributos naturais de um DEUS/AMOR.

Quando falamos de que "Deus" é amor, sem questionamento e sem nenhum senso crítico, estamos sem perceber desconsiderando tudo que O faz divinamente ser o que deveria ser por natureza, e que isso só caberia a um DEUS de verdade ser, e não o que achamos por crença ou fé do que gostaríamos que "Ele" fosse.

E o que é um SER AMOR?

Um SER AMOR, seria um SER completo;
um ser totalmente realizado em amor em si mesmo o tempo todo; 

um SER sem carência,
um Ser que não exige nada de ninguém em coisa alguma em sua vida;
um Ser que não depende de nada e ninguém para se satisfazer ou de realizar os seus "desejos" e "necessidades", até mesmo porque tudo que Ele tem está contido naturalmente em seu SER por natureza divina. 

Um SER AMOR, é um SER que não precisa dos humanos em absolutamente para nada, mas se você mesmo assim O serve, ou acha que Ele precisa do seu amor, você está provando e negando o contrário do que ele é mesmo de fato.
Dirigir o seu amor a quem não precisa é negar a quem de fato precisa do seu amor.

Um SER AMOR é em absoluto Autossuficiencia.


Em um DEUS que é AMOR, tudo que você faz ou iria fazer, seria diante de um DEUS assim, totalmente indiferente e desnecessário, ou seja, uma perca de tempo qualquer coisa que você fizesse para um DEUS que é em essência AMOR/DEUS


Um DEUS que é Um SER AMOR não necessita do amor humano, não necessita da servidão humana.
Aquele que está pleno não necessita de servos, o próprio amor não carece ser amado.


Então em suma, o "Deus" que te apresentaram esse tempo todo não passa de um humano igual a você. Logo então, "Ele" não é o próprio AMOR em nada, porém, se você se contentar em pelo menos de que "Ele" ama você, lamento em dizer que até isso "Ele" não tem pra você porque mesmo na bíblia está registrado a ausência do amor "Dele" para com os humanos. E quando aparentemente "Ele" tem, é só um "amor" por pura barganha e conveniência. 
E um DEUS que precisa ou carece do seu amor, Ele não tem amor e dignidade própria

Mas, você pode se perguntar, se Ele não tem e nem é o próprio amor, de onde vem a crença de que Deus é amor?

São os humanos que sem pesquisas, analises e observação em nada a respeito desse "amor divino", é que atribuíram isso a "Ele" de algo que "Ele" nunca teve e nem pode ser ou ter, porque a Sua natureza é uma natureza meramente e totalmente humana e expressamente limitada.  


Vale lembrar que isso tudo que foi tratado aqui, não é para os obstinados convencidos de plantão, que a todo custo no fanatismo querem manter dentro de uma fé cega e isenta de razão e lógica, ok? 
São apenas para pessoas que ainda conseguem ter a capacidade de processar o que vê e ouvi, para que por si só, no bom senso e honestidade, possam tirar as suas próprias conclusões. 
A ideia aqui apresentada é para refletirmos juntos o que muitas vezes deixamos passar batido, porque achamos que fé é tudo, e que tudo do jeito que tá, basta apenas ter fé. E isso não é ser coerente e justo a si mesmo com a verdade latente e real que está sempre nos dizendo o contrário de nossas crenças. 

Melhor ter uma verdade que incomoda do que uma mentira confortável.

"Eu quero saber, e não acreditar." 


- Por Rentato Brito



Por que Acreditar em Deus?

2 comentários:
Ninguém nasce acreditando em "Deus", aprendemos isso com as pessoas que convivemos, principalmente durante a infância, sendo que isso é uma ideia implantada, que não recebe qualquer tipo de avaliação e também nenhum tipo de crítica; pois é...PROIBIDO DUVIDAR.

É necessário duvidar para além de qualquer sombra de dúvida. 

Será então que existe reais razões para crer?
Faço essa pergunta, pois se não se usa o raciocínio quando "Deus" é apresentado fica a dúvida; se "Deus" é realmente uma ideia válida ou se é apenas uma imposição sem nexo e absurda que nos é definida simplesmente por tradição?

A maioria das pessoas que alegam sobre uma possibilidade de um "Deus", nunca se questionou de fato sendo assim, a ideia se propaga de forma incólume sem qualquer questionamento, e isso pode levar a pensar, que qualquer pensamento que se espalhe sem avaliação pode ser falso desde sua origem.
Com tantos deuses existentes com forma diferentes, moral diversas, histórias singulares, com contradições visíveis entre eles.
O que se pode afirmar com certeza que é impossível que todos os deuses sejam verdadeiros. E isto nos leva a poucas possibilidades que se resumem em algum deus é verdadeiro ou todos são falsos?
Já que por exclusão é difícil determinar qual deus é o verdadeiro.

O que pode ser intrigante é que todos esses deuses são imperceptíveis, imperceptíveis por qualquer um dos sentidos humanos ou aparatos científicos. Não se manifestam apesar de apresentarem leis rígidas e que deve ser obrigatoriamente seguidas, e também o fato de que qualquer deus independente do que seja, move a humanidade por uma lógica um tanto quanto paradoxal, que muitas vezes contrasta com a moral humana e chega a se tornar IMORAL, sem qualquer SENTIDO, as vezes mesmo para os fiéis.


Pode parecer piegas, mas como um ser bondoso admite a seca na Etiópia?
Ou provoca tsumani no Japão?
Terremotos na China?
Furacões no EUA?
Enchentes no Brasil?
Violência por todo mundo? 

Vitimando pessoas inclusive pessoas que frequentam esses templos e louvam esses seres invisíveis e irreais. 

É comum ouvir quando uma pessoa é salva de algum acidente mesmo que muitas outras morram pelo mesmo fato, que este indivíduo tenham sido salvo pela providência divina, e isso chega a ser.......sem comentários...aafff...
...pois, se continuar vivo é uma dádiva de "Deus", então como "Ele" escolhe quem morre, se os acidentes que "Ele" supostamente criaria não fazem esse tipo de escolha. E também por que "Ele" criaria os acidentes? 

E por que levaria a morte de inocentes? como; crianças que se quer tiveram a chance de conhecer a vida na sua plenitude.

Quando se separa esses deuses do cenário as coisas parecem a começar fazer sentido. Somente leis naturais indiferentes provocariam os acidentes, somente a indiferença humana permitiria fome na Somália, e a imprudência seria o fator para os acidentes de trânsito.

Pode passar pela cabeça então que a impossibilidade de qualquer deus, aumenta a nossa responsabilidade com os nossos semelhantes, iguala a expectativas, aumenta o respeito a própria vida e a do próximo. Então por que acreditar em "Deus"? 

Talvez deus seja uma vacina anti-sofrimento, quem sabe?
Algo que faz tudo que não sabemos tem uma desculpa ou uma solução, só que essa vacina não funciona, parece ser somente placebo, mas um placebo que deixa um monte de viciados dependente dos supostos líderes espirituais.
Viciados que não conseguem sequer usar o cérebro para raciocinar o quanto são contraditórios e cruéis esses deuses 

A VIDA é um PRESENTE do "DESTINO" ou do ACASO se preferir, mas muitos se esquecem de viver esta vida com a esperança de serem felizes em outra, que só tem por base pessoas que nunca morreram para saber o que é a morrer.
Gente que sabe as vezes o mesmo até mesmo menos que os cordeiros, e quem leu o seu "livro sagrado" como se fossem robôs alienados da razão sem se preocupar ser quer em entender tendo como propósito somente....seguir.

Como um ser inteligente que supostamente criou tudo daria razão a gente que ignora e despreza a importância do estudo baseado na realidade?! Dando preferência a leitura imbecil dos deuses dos trovões e de pessoas que andaram pelas águas, e ressuscitam muitos homens, só que para que depois eles morram novamente. 

De virgens que são prêmios em outro mundo. 
E mulher misteriosamente fecundada por um ser invisível.

O fato é que esse deus confuso, incompetente, e se realmente ele existe, talvez sua melhor decisão fosse o suicídio, já que a natureza hoje não precisa de nenhum diretor, mas como esse "Deus" antropomórfico nunca e-xis-tiu, e só faz parte das mentes poucas esclarecidas ou que não se deram ou não tiveram a oportunidade de DUVIDAR. Então, o responsável pela morte de quem nunca viveu é de cada um dos seres humanos, mas parece que alguns não querem assassinar a fantasia para salvar a realidade.
Talvez porque seja mais confortável se enganar na fantasia do que enfrentar a vida tal qual se apresenta. 

  


28 de mar de 2018

O que é Depressão Endogâmica?

Nenhum comentário:
Em uma população pequena, acasalamentos entre parentes são comuns. Esta endogamia pode diminuir a habilidade de sobrevivência e reprodução, um fenômeno chamado de depressão endogâmica. Por exemplo, uma população de 40 víboras européias (Vipera berus, indicada à direita) sofreu uma depressão endogâmica quando atividades agrícolas na Suécia as isolaram de outras populações de víboras.¹ Na população isolada, nasceu uma maior proporção de descendentes natimortos e deformados do que nas populações maiores. Quando pesquisadores introduziram víboras de outras populações – um exemplo de exogamia – a população isolada se recuperou e produziu uma proporção maior de descendentes viáveis.

A explicação para a depressão endogâmica está na história evolutiva da população. Através do tempo, a seleção natural extirpou alelos deletérios de uma população – quando os alelos deletérios dominantes são expressos, eles diminuem a eficácia do portador, então na próxima geração haverá menos cópias. Mas alelos deletérios recessivos são “escondidos” da seleção natural pelos seus deletérios dominantes. Um indivíduo carregando um único alelo deletério recessivo será saudável e pode facilmente passar o alelo deletério para a próxima geração. 

Deletérios 

Quando a população é maior, isso geralmente não é um problema - a população pode carregar muitos alelos deletérios recessivos, mas eles são raramente expressos. Entretanto, quando a população se torna pequena, parentes próximos acabam se acasalando uns com os outros, e esses parentes provavelmente carregam o mesmo alelo deletério recessivo. Quando parentes acasalam, a descendência pode herdar duas cópias do mesmo alelo deletério recessivo e sofrer as conseqüências de que o alelo deletério se expresse como mostrado no exemplo abaixo. No caso das víboras européias suecas, significou descendentes natimortos e deformidades. 
Para as víboras européias suecas, a solução para a depressão endogâmica foi simples – introduzir víboras européias de outras populações. Mas se os wombats de nariz peludo sofrerem de depressão endogâmica, não há outra população que possa salvá-los. Entender a história evolutiva de uma população e sua probabilidade de carregar alelos deletérios recessivos sugere que em nossos esforços de conservação deveríamos impedir que as populações caíssem a um nível muito baixo.

 1 Madsen, Thomas; Stille, Bo; Shine, Richard. Inbreeding depression in an isolated population of adders Vipera berus. In: Biological Conservation 1996. 75 (2): 113-118.  

 • Foto de víbora européia © Dr. Wolfgang Wüster

Fonte: Relevância da Evolução



26 de mar de 2018

DRAGON BALL SUPER - A Conclusão Milagrosa! Adeus, Goku! Até nosso próximo encontro!

Nenhum comentário:
O mais esperado episódio final do Dragon Ball - O fenômeno Mundial.
Título - A Conclusão Milagrosa! Adeus, Goku! Até nosso próximo encontro!

“A batalha pelo destino do universo finalmente atinge seu clímax! Lutando contra Jiren, reconhecido como o homem mais forte, o poder de Goku é limitado e ele cai da arena! Mas será?! No momento em que a vitória do Universo 11 parecia certa, o anteriormente despercebido Freeza aparece e o dado como morto nº17 também aparece!?”
Vai ser um um duelo e tanto para dupla Freeza e o futuro mito campeão do Torneio do Poder nº17.
Será uma luta eletrizante entre o trio: Goku, Freeza e nº17 contra o mais poderoso e invencível dos universos - Jiren. 
------------------------------------------------//-------------------------------------------------------
Vamos para uma boa e profunda reflexão do que podemos tirar como exemplos e lições de vida dos personagens desse maravilhoso arco de Dragon Ball Super.

Os 48 minutos do Torneio do Poder foram suficiente não só para contemplarmos a superação dos poderes dos deuses da destruição, como também serviu para quebrar paradigmas e ideologias e a percepção de limites de todos os envolvidos alí.
Ribriane, Toppo e Jiren foram exemplos de humanos com convicções deturpadas, mas que se renderam aos valores mostrados durante as lutas.
Foi uma luta que colocava a prova a existência de todos, que Jiren reconheceu a importância de se ter amigos e de se confiar em alguém. No mesmo Torneio que provou a Ribriane que existe diferentes formas de amar, e que mesmo uma luta pela vida o Toppo aprendeu que existe meios de evoluir sem abandonar os seus valores. Até Bills e Freeza evoluíram significativamente nesses 48 minutos de provação.

Bills por sua vez aprendeu a dar valor aos seres que ele subjugava. Ouvir de um deus vaidoso palavras de agradecimentos pelo desempenho por aqueles que lutavam pela existência de todos do seu universo, incluindo ele próprio, é uma prova da evolução do personagem. Até mesmo o cumprimento do desejo de reviver Freeza como um presente de gratidão foi algo realmente inesperado. E Freeza então, nem se fala, o maior vilão de Dragon Ball, psicótico e imprevisível, mas ao mesmo tempo carismático.
Praticamente tudo que o Freeza faz acaba chamando a atenção de todos que vai vir algo de ruim...mas dessa vez freeza literalmente sacrificou em prol do seu universo e abdicou do seu desejo desesperar em obter as super esferas do Dragão em reinar sobre todos os deuses.

Mesmo que exista ainda uma deixa pra que isso aconteça no futuro histórias de Dragon Ball, mas naquele momento alí, o Freeza se valeu não apenas da racionalidade que exigia a situação como soube pela primeira vez o que é confiar e ser confiado. 

As palavras de Freeza ao se sentir honrado diante da confiança sincera do 17 não foram ditas atoa, e de admitir que o Goku jamais iria deixar de cumprir a promessa que lhe havia feito e cooperar verdadeiramente em prol de todo seu universo, e não apenas por si, foi uma prova de sua evolução e um dos momentos mais inesperados de toda a franquia. 

Justamente aqueles que ignoraram inicialmente o trabalho em equipe, eram os que estavam naquele momento cooperando entre si, na decisão final da sobrevivência do universo.

A combinação incomum desses três proporcionaram uma das melhores lutas já vistas. E claro a desmoralização das convicções deturpadas do Jiren.
E ainda falando sobre Freeza, ele também contribuiu para cutucar a ferida de Jiren com sua provocação. Jiren não queria relembrar das sensações de quando ele se considerava fraco, e foi diante de Freeza e das palavras de Toppo que Jiren pode experimentar mais uma vez o que é lutar pelos outros e tirar força disso.
O papel de Toppo nesse momento foi muito importante, apesar de tudo Toppo tinha uma grande admiração e respeito pelo Jiren. Toppo via nele o que o Jiren não via em ninguém, ele via como amigo, companheiro e acreditava nele. E tudo que Jiren mostrou a todos, foi o desprezo por seus companheiros.


Por essas e outras razões que foi realmente sensacional em ver o Jiren despertando os seus primeiros sinais em lutar pelos seus companheiros viessem desse momento em que o Freeza o dominou.

Freeza também nunca havia confiado verdadeiramente em ninguém e também lutava apenas por si mesmo. É bem provável que isso deve indiretamente ter influenciado a sua decisão de também em lutar pelos os outros.
Outro momento simbólico dessa improvável união de Goku e Freeza, foi quando Freeza e Goku fizeram um último ataque combinado para arremessar Jiren para fora da arena. O uso do super saiyajin do Goku e a forma original de Freeza e inclusive até com o cauda cortada, remetia a luta que eles tiveram vários anos atrás lá em Namekusei; naquela ocasião o Goku e o Freeza davam tudo de si lutando um contra o outro, pra decidir o destino do universo, e agora eles estavam lutando juntos pra fazer a mesma coisa.

Já o Jiren inicialmente persistiu em não reconhecer os valores e sentimentos explorados pelos seus adversários, porém o abalo se tornou esclarecimento e mesmo antes da conclusão da batalha ele havia tomado pelas convicções que fizeram o universo 7 persistir, a maior prova disso está no seu sorriso logo após ele reunir mais forças diante das palavras motivacionais de Toppo, palavras essas que antes não teria o menor valor.

Nesse Torneio o Jiren ficou muito mais forte do que ele já era, e isso ficou evidente na sua luta contra o Goku no episódio passado, mas antes Jiren havia tirados forças do seus traumas passados e convicções deturpadas. Foi muito diferente que aconteceu diante de Feeza e do Toppo, a luta de Goku e Jiren não foi apenas um confronto de forças, eles representavam ideias, a queda do Jiren simbolizou o poder dos valores e da confiança do universo 7, e será o ponto de partida para a mudança que ele prometeu experimentar dalí para frente aceitando laços de amizades e companheirismo que ele tanto negou.

Jiren pode não ter sido tão marcante quanto o Freeza e sua crueldade, o Céu e o seu sadismo, Buu e a sua insanidade, Zamasu e seus ideais, mas certamente ele trouxe pra franquia a ideia de alguém que se fortaleceu sem confiar em ninguém, e que acreditava certamente nessa forma na obtenção de poder, e cada aumento de poder Jiren superava todos os seus oponentes. Foram necessários vários power ups pra que Jiren conseguisse não apenas ser contido, mas que também ele enxergasse a verdade sobre as suas crenças. 


E o mito 17....com certeza foi uma das maiores surpresas desse arco, ninguém imaginava o seu retorno na franquia, e nem imaginava que ele teria tanto destaque assim nesse Torneio. Aquele garoto rebelde e travesso criado para matar o Goku amadureceu, como disse o próprio ator de voz do Japão, o 17 se tornou mais como um humano que deveria quando foi tocado por Goku e os outros, um ótimo humano. No torneio o 17 foi estratégico, frio e calculista, um verdadeiro líder, e foi o único que não julgou e acreditou em Freeza, chegou ao ponto de arriscar a própria vida, porque confiava em seus companheiros, mesmo sem a menor afinidade ou convivência com eles. Fugindo da obviedade o 17 reapareceu e venceu o torneio, ele não venceu porque ele era o mais forte, mas por uma série de fatores, e seu pedido apesar de óbvio, pra nós não parecia óbvio, nem pra sua irmã, e isso foi das várias provas de sua humanidade e de seu amadurecimento dentro da série, que por fim acabou sendo recompensado com um navio que ele tanto queria. 


E por fim o Goku....o Goku nessa reta final do Torneio foi personificacão da superação dos limites nas horas de dificuldades. Na verdade o Goku sempre foi assim, ele sempre acha um modo de ficar mais forte e superar os seus limites e nunca desiste, mesmo diante de um oponente superior e quando for preciso ele sempre conta com a ajuda de seus companheiros, como todo bom protagonista de um Show, mas uma das coisas que difere o Goku é que mesmo indo sempre até o fim nunca se importou realmente em perder, é quando o que está em jogo é a sua própria vida ou a dos outros. 
A vontade de Goku é sempre de lutar contra os mais fortes e ficar mais forte, e as palavras dele para o Jiren são a maior prova disso. Evidentemente havia o fator de sobrevivência pelo qual o Goku estava lutando; Goku lutava pelo seus companheiros, mas com o término da batalha ficou claro o respeito e admiração que o Goku tinha por Jiren e o reconhecimento do seu poder.

Uma outra grande mensagem da obra acabou sendo transmitida pelo próprio Goku:
"Devemos sempre crescer e nos aperfeiçoar, mas não para vencermos os outros, e sim para vencer a nós mesmos.
Devemos dar o nosso melhor e sermos melhores do que éramos ontem, e melhores amanhã do que somos hoje e nunca estarmos satisfeito, mas sempre buscando evolução."


Em toda a análise que se possa fazer de Goku e de todo Dragon Ball valores como, determinação, e a superação sempre serão apresentados.
Dragon Ball Super nos brindou com outros valores e sentimentos já discutidos aqui no decorrer dessa análise, mas Goku sempre será marcado por esse dois conceitos que ele amplamente popularizou nas mais variadas histórias de choune existente.
E Dragon Ball encerrou com chave de ouro ao mostrar aquela nostálgica cena de Goku e Vegeta se preparando para o combate e que o desafio sem fim da superação dos limites continua.


Enfim, é isso, Dragon Ball Super infelizmente chegou ao fim, os momentos finais do último episódio é uma bela síntese da franquia. Podemos acompanhar a evolução e crescimento de vários personagens ao passar de décadas, laços foram estabelecidos, personagens se apaixonaram, casaram, tiveram filhos, formaram famílias. Todos esses valores foram muito explorados nesses últimos episódios do Super, e a comemoração no final com a chegada da Brá para todos os amigos que o Goku fez ao longo de duas gerações, reforça a ideia de que Dragon Ball sabe lidar com a vida de verdade e a forma de como ela caminha. 

E que venha o Filme.     

Curta esse eletrizante vídeo do combate final de Dragon Ball Super:



HOMEM SE LANÇA EM FOGUETE PARA PROVAR QUE TERRA É PLANA, MAS SE DÁ MAL

Nenhum comentário:
Desde 2017 um americano chamado Mike Hughes vem tentando se lançar em um foguete para provar que a terra é plana. Ele conseguiu, mas o resultado não foi nada bom e obviamente, nada foi provado por enquanto. 

Terraplanistas alegam conspiração no lançamento do foguete Falcon Heavy 

Hughes constrói seus próprios foguetes e seu maior objetivo é voar o mais alto possível na atmosfera para assim provar que a Terra é na verdade plana. Após várias tentativas, ele realizou o lançamento no deserto de Mojave, no estado americano da Califórnia. 

O voo foi bem sucedido até certo ponto. Hughes subiu pouco mais de 570 metros de altura, mas acabou realizando uma aterrissagem um tanto quanto forçada, caindo na vertical, quase da mesma forma que subiu. O resultado da queda pode ser visto na imagem abaixo: 

Ele já havia conseguido lançar um de seus foguetes movidos a vapor em 2014, em um voo curto que o deixou uma semana sem poder andar. No final do ano passado, planejava realizar outro lançamento, mas foi impedido pelo governo americano por estar utilizando uma área de propriedade pública. 

Mike Hughes pretende provar que a NASA e todos os astrônomos, astrofísicos e cientistas em geral estão errados e são parte de uma grande farsa, já que a Terra é segundo ele, obviamente, plana como um frisbee. 

Terraplanismo A teoria conhecida como terraplanismo vem surpreendentemente ganhando adeptos, principalmente na internet. Segundo os teóricos, a Terra não tem um formato esférico, mas sim plano, como um prato. Em relação aos limites da Terra plana, as opiniões variam entre um abismo e uma parede de gelo, que seria a real Antártida. 

Entre os argumentos mais usados pelos adeptos da teoria estão o fato de que o horizonte “acaba” quando você o observa do mar e o fato de que a água dos oceanos, lagos e rios não “escorre” pela “suposta esfera”, como aconteceria normalmente.

Fonte: acredite ou não



Como o YouTube consegue armazenar tantos vídeos?

Nenhum comentário:
O Youtube tem mais de 1.5 bilhão de usuários, o que representa quase 1/3 dos usuários da internet, equivalente a uma a cada cinco pessoas no mundo.
Existe mais de 2,5 milhões de editores no youtube, e 2.000 deles como mais de 1 milhão de inscritos. Segundo o pronunciamento da SEO do Youtube feito em 2015, 400 horas de vídeos eram carregados para o youtube a cada minuto....

...197 anos de vídeo carregados por dia para o Youtube.

Como o Youtube consegue armazenar tudo isso?

Confira o vídeo:





24 de mar de 2018

O Falcon 9 da SpaceX Criou Mesmo Um Buraco na Atmosfera da Terra?

Nenhum comentário:
Todo mundo falando do tal buraco na atmosfera que o foguete da SpaceX abriu, não é mesmo? 

Vamos tentar entender o que aconteceu. 

Em 24 de Agosto de 2017, a SpaceX lançou a bordo do seu foguete o Falcon 9, o satélite chamado FORMOSAT-5. 

O lançamento aconteceu direto da Base de Vandenberg, na Califórnia. 

Para facilitar a entrega do satélite na sua órbita, cerca de 720 km, o Falcon 9 fez uma subida inicial bem acentuada, quase que na vertical. 

Esse perfil de voo foi um pouco diferente dos perfis de voos de muitos foguetes. 

O foguete, ao atingir a sua grande velocidade, produziu o que se chama de uma Onda de Choque Acústica circular, ou do inglês, uma SAW. 

Devido ao perfil de voo do Falcon 9 nesse voo, essa foi a maior SAW já produzida por um lançamento de foguete. 

Essa onda de choque acústica que se propagou pela ionosfera da Terra, produziu o que o pessoal está chamando de um buraco no plasma ionosférico. 

Na verdade o que aconteceu foi uma depleção do plasma ionosférico devido à rápidas reações químicas das plumas de exaustão do foguete com o plasma ionosférico.

Qual a consequência disso, isso pode causar um erro de aproximadamente 1 metro, isso mesmo, 1 metro no sistema de navegação por GPS. 

Detalhe importante, pode, pois, ninguém testou para saber se esse erro realmente existe ou se já voltou ao normal.

 Lembrando que isso sim é temporário.

A importância de trabalhos como esse está não no fato de ter causado um buraco na atmosfera da Terra, mas sim em conhecer o que um lançamento pode afetar a nossa atmosfera, isso é importante, conhecer os impactos e as consequências. 

Mas fiquem tranquilos. 

Não foi nada de tão assustador.

Vou deixar o artigo original aqui para que vocês leiam, por favor, leiam, não vão ler blogs que nem sabe do que estão falando, leiam o artigo científico original, está tudo ali.



Link para a live de Lançamento da Soyuz com a Tripulação da Expedição 55 Para a ISS:
Vídeo da live de Lançamento da Soyuz com a Tripulação da Expedição 55 Para a ISS:
https://youtu.be/Mk2YOEB--HI

Fontes: 
https://agupubs.onlinelibrary.wiley.com/doi/pdf/10.1002/2017SW001738https://www.nature.com/articles/d41586-018-02967-2 

Artigo: 
https://www.slideshare.net/sacani/gigantic-circular-shock-acoustic-waves-in-the-ionosphere-triggered-by-the-launch-of-formosat5-satellite






22 de mar de 2018

E Se o Núcleo da Terra Esfriar?

Nenhum comentário:
O que aconteceria se o núcleo da Terra esfriasse?



Fonte: 
http://www.iflscience.com/space/7-horrifying-ways-the-earth-could-die/


21 de mar de 2018

Provavelmente Nunca Ouviremos Os Sinais de Alienígenas

Nenhum comentário:


Procurar vida pelo universo sempre foi algo que de certo modo atormentou a mente humana. 

Em 1961 o astrofísico Frank Drake, resolveu equacionar a chance, a probabilidade de se encontrar vida no universo, e criou a famosa Equação de Drake. 

Basicamente, a Equação de Drake tenta estimar o número de civilizações inteligentes extra-terrestres que existiriam dentro da nossa galáxia num determinado tempo. 

Essa equação sempre foi muito discutida, muitos cálculos já foram feitos utilizando a equação e muito já se falou sobre as consequências de seus resultados.

Recentemente, um grupo de pesquisadores, grupo esse que o próprio Francis Drake faz parte, publicou um estudo que na verdade é uma tentativa de atualizar a Equação de Drake. 

Para estudar melhor a equação e poder tentar tirar alguma conclusão dela esse grupo de pesquisadores partiu de algumas premissas. 

A primeira eles assumiram que civilizações tecnologicamente avançadas estão nascendo e morrendo na nossa galáxia a uma taxa constante. 

E a segunda premissa é que as civilizações não vão emitir sinais indefinidamente, mas sim, esses sinais serão emitidos durante um determinado intervalo de tempo. 

Com essas duas premissas, eles criaram um modelo da nossa galáxia para determinar se a humanidade teria qualquer chance de algum dia detectar esses sinais emitidos. 

 Eles basicamente geraram emissões aleatórias dentro da galáxia, essas emissões geram conchas esféricas de sinal. 

A interesecção de cada concha com a galáxia cria no final um anel.

A probabilidade desse anel cruzar um ponto específico, por exemplo, a Terra é a razão entre a área do anel e a área da galáxia, isso dá o número N de sinais que interceptam a Terra. 

No modelo, dois casos emergiram, em um deles a concha de radiaçào é mais fina que o tamanho da Via Láctea, ou mais grossa.

No primeiro caso, a concha de radiação emitida preencheria somente uma pequena porção da galáxia fazendo sua detecção muito pouco provável, no segundo caso, com a concha de radiação maior que a galáxia, talvez a detecção fosse mais provável. 

Tudo isso somado ao fator tempo, fez com que os pesquisadores chegassem à seguinte conclusão.

Provavelmente no decorrer da nossa vida não iremos encontrar evidências de uma inteligência extra-terrestre, por um lado, é muito complicado registrar a transmissão e por outro, se detectarmos, provavelmente a transmissão será de uma civilização que já foi extinta. 

Os próprios autores falam no artigo que esse é um modelo simples, mas é um primeiro modelo, algo que ninguém tinha feito até agora. 

Eles pretendem melhorar, atualizar, adicionar complexidades a esse modelo para que possam ir refinando os resultados e suas conclusões. 

Até agora só vimos as pessoas falando por aí da Equação de Drake, sem as vezes nem saber sobre o que ela trata, esses caras aí sentaram a bunda e resolveram trabalhar com ela de uma forma mais quantitativa e o resultado está aí apresentado.




Link para o vídeo do Café e Ciência:
https://youtu.be/evciB9mJDrc

Fontes: 

https://www.universetoday.com/138794/hear-signals-aliens-theyre-probably-long-gone/ https://www.sciencenews.org/article/drake-equation-alien-extraterrestrial-civilizations 

Conheça a Agência Marcos Pontes e torne o seu sonho de conhecer o ESO em realidade: 
http://www.agenciamarcospontes.com.br/ 
http://www.agenciamarcospontes.com.br/visita-observatorios-telescopios-eso-atacama-viagem.php



20 de mar de 2018

Por que os EUA interferem tanto no mundo?

Nenhum comentário:
Algo que tentei esclarecer neste vídeo é que o imperialismo sempre existirá. Portugueses e espanhóis no século XV e XVI, britânicos no século XVII, XVIII e XIX, norte-americanos e soviéticos no século XX, norte-americanos no princípio do século XXI. Quem virá a seguir?? Quem prega o fim do imperialismo está gritando contra moinhos. É uma utopia! Sejam capitalistas, sejam árabes, sejam comunistas, sejam monáquicos absolutistas... haverá sempre um império hegemónico no mundo. O objetivo desse vídeo não foi debater se isso é certo ou errado. - Hoje no Mundo Militar
 



19 de mar de 2018

COMO STEPHEN HAWKING VIVEU POR TANTO TEMPO COM A SUA DOENÇA?

Um comentário:
O renomado físico Stephen Hawking viveu por 76 anos – uma idade bem avançada e que nem ele imaginava celebrar após ser diagnosticado com a Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), há 50 anos. Ele faleceu nesta quarta-feira (14).

O físico tinha apenas 21 anos de idade quando recebeu o diagnóstico e lhe disseram que não viveria mais do que dois anos, segundo estimativas dos médicos. O motivo é que a doença causa a morte das células nervosas que controlam movimentos voluntários, como mastigar, andar, falar e respirar. 

Mas se ela costuma ser tão fatal, como que Stephen Hawking conseguiu viver por tantos anos? 

A medicina ainda não tem certeza de como que o físico resistiu tanto tempo à ELA, também conhecida como doença de Lou Gehrig, em homenagem ao jogador de beisebol que também foi diagnosticado com a enfermidade. Mas existe algo que pode explicar: a progressão da doença varia de pessoa para pessoa. 

Por exemplo, 20% das vítimas da doença vivem até cinco anos após o diagnóstico, 10% vivem 10 anos e 5% conseguem chegar à marca de 20 anos ou mais, segundo dados da associação da ELA dos EUA.

A genética possui fator preponderante nessa história, pois cientistas já identificaram mais de 20 genes relacionados à doença. E de acordo com Anthony Geraci, do Northwell Health’s Neuroscience Institute, que fica no estado de Nova Iorque, são esses genes que ditam os vários aspectos da doença, incluindo a sobrevivência de sua vítima. 

Muitos estudos já notaram que quanto mais cedo é feito o diagnóstico e os sintomas começam a se propagar, maiores são as chances de sobrevivência. Foi o caso do próprio Stephen Hawking, já que foi diagnosticado bem cedo, enquanto que a maior parte dos diagnósticos surgem na casa dos 55 aos 75 anos. 

Até existem dois medicamentos que ajudam a tratar a ELA, mas eles costumam dar uma sobrevida de apenas seis meses. Assim, é bem possível imaginar que Stephen Hawking tenha chegado aos 76 anos em função de sua genética. 

Os principais sintomas da ELA são fraqueza muscular e fala arrastada. Eventualmente, as pessoas afetadas pela doença perdem a habilidade de se mexer, falar, comer e respirar por conta própria. 

As vítimas da doença costumam falecer por problemas respiratórios, que ocorre após as células nervosas que controlam a respiração falharem e pararem de trabalhar, por conta da subnutrição ou desidratação, que ocorrem justamente por conta da perda da habilidade em engolir. 

“Se você não tiver essas duas coisas, você pode, potencialmente, viver por um longo tempo, mesmo que a situação piore. O que aconteceu (com Stephen Hawking) é impressionante. Ele é um caso isolado”, disse o professor Leo McCluskey, da Universidade da Pennsylvania, nos EUA.

Fonte: Acredite ou não



Dragon Ball Super: O incrível duelo de titãs. Goku Ultra Instinct Perfect vs Jiren Full Power

2 comentários:
De fato o Goku não venceu o torneio ainda, ou talvez nem vença, mas ele fez muito mais do que isso, em vencer o invencível e humilhado Jiren ao máximo do seu poder. E isso pra mim foi Over Power Épico demais, e um sonho realizado diante de uma expectativa nada promissora até ir ao ar o episódio 130 de DBS.

Já me sinto por satisfeito com esse grande e memorável feito galáctico de Goku, diante de tudo que ele fez contra o Jiren, ou seja, o Goku foi um mega The Best nessa luta com Ultra Instinct Perfect. E depois disso o que vier é lucro. rsrs...

Vlw...Goku....não teria melhor presente que esse que você me deu, dando um pau com direito a humilhação e 
com total MAESTRIA; detentor de um poder ultra-divino e totalmente dominado e tudo mais no Jiren, mesmo no estado Full Power.....que sacode...uhuuuuu....!!!

O Goku derrotou o Jiren do universo mais poderoso de todos os universos que participaram do torneio, e isso foi realmente incrível e histórico esse poder do Migatte No Gokui Perfeito do Goku. Realmente não tem pra ninguém diante desse poder que ultrapassa o poder dos deuses. Com a derrota do Jiren, o Goku é pra mim atualmente com o poder do Migatte No Gokui, o guerreiro Saiyajin mais poderoso e lendário de todos os tempos. Foi sem dúvida alguma o melhor episódio Mega Over Power da saga DBS. 

Tô contagiado até hoje com esse sensacional combate de titãs. Nada e nem mesmo futebol ou qualquer outro anime tenha me deixado assim tão extasiado como foi nesse episódio dessa luta épica de Goku Ultra Instinct Perfect vs Jiren Full Power.
Quase tive uma overdose de emoções do início ao fim do epsídio...kkkkk.....e é isso que Dragon Ball causa na gente....é bom demais isso tudo...!!!


A frase protagonizada de uma das mais marcantes de toda a história de Dragon Ball, ao qual foi a melhor frase que define bem o personagem Goku. 

"Não penso que sou um herói da justiça ou nada do tipo.
Mas, aqueles que tentam machucar os meus amigos...não serão perdoados." 

E essa frase foi uma resposta imediata do Goku diante da estúpida ação do Jiren. E foi essa frase também, seguida de uma surra homérica que enterrou com cal qualquer resquícios das convicções deturpadas de Jiren.
Goku venceu o Jiren tanto em força física quanto em ideologia. 


The return oh the Greatest mito nº17 que ressurgi das cinzas.....é nóis.....!!!!

Vídeo do episódio 130 completo. Confira! 


Esse episódio virou até assunto de Estado, você acredita nisso?! rs
Esse episódio foi como se fosse uma Copa do Mundo. Tamanho poder e repercussão que essa franquia tem com seus animes.
Vamos ver também o que esses personagens podem nos ensinar com a relação a humanidade na vida real.

Confira na íntegra o vídeo abaixo...   



Quem disse que o Brasil ficou de fora?! Confira! MultiShow!!! 





E se os Saiyjins existisse de verdade?

Nenhum comentário:
E se os Saiyajins existisse! Uma raça alien guerreira vindo do espaço para dominar a Terra ou para dividir espaço com os humanos.






Caminhando no Espaço - A Estação Espacial Internacional

Nenhum comentário:
Quanto você conhece da Estação Espacial Internacional? E por que astronautas fazem caminhadas espaciais (spacewalks)? 





17 de mar de 2018

Porque a Terra é redonda e a Via Láctea é plana?

Um comentário:
Vamos ver como a física produz esses dois formatos tão diferentes no universo. 




Veja também:

http://www.askamathematician.com/2014/04/q-why-are-many-galaxies-our-solar-system-and-saturns-rings-all-flat/

https://www.universetoday.com/112805/why-is-everything-spherical/ 

http://curious.astro.cornell.edu/about-us/57-our-solar-system/planets-and-dwarf-planets/orbits/242-why-do-all-the-planets-orbit-in-the-same-plane-intermediate 

https://www.nasa.gov/content/goddard/hubble-eyes-galaxy-as-flat-as-a-pancake 

https://physics.stackexchange.com/questions/93830/why-the-galaxies-form-2d-planes-or-spiral-like-instead-of-3d-balls-or-spheric 

https://www.youtube.com/watch?v=4whKTDzX82A 

https://www.youtube.com/watch?v=Aj6Kc1mvsdo 

https://www.youtube.com/watch?v=tmNXKqeUtJM




REFLEXÃO - O Assassinato de Marielle Franco

Nenhum comentário:
Vamos falar da situação política do Brasil, e do assassinato da vereadora Marielle Franco.





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
▲ Topo