25 de set de 2015

Uma pessoa feliz não precisa de religião, não precisa de nenhum templo.


"Uma pessoa feliz não precisa de religião, não precisa de nenhum templo. Para ela, todo o Universo é um templo."
(Osho)
Certa ocasião ao conversar com uma amiga muito querida, ela me olhou e perguntou, como uma pessoa tão "legal" como eu, não frequentava regularmente nenhuma igreja. Ela, como uma praticante fiel de uma denominação religiosa, sempre me convida para ir em sua igreja. Sempre que posso e sinto vontade.vou com ela. Mas, todas essas ocasiões em que vou com ela, são ocasiões ligadas aos meus sentimentos. No que estou no sentindo vontade de fazer naquele momento.
Por isso vou à qualquer igreja, qualquer manifestação religiosa, em qualquer espaço religioso; sem nunca ter me sentido na obrigação de continuar frequentando de maneira regular ou quase obrigatoriamente alguma delas.
A verdade é que não consigo ver algum lugar desse planeta menos sagrado, que qualquer ambiente considerado sagrado em algum lugar específico ou especial para alguns.
Quantas vezes espero o amanhecer do dia, pois considero um espetáculo único e imperdível na minha vida. Nesse momento me sentindo em comunhão com o Divino, com uma Existência, com o Cosmos. Sem ter que estar dentro de alguma igreja ou templo em particular.Me sinto dentro de uma ímpar religiosidade sincera e plena em todos os sentidos. Já chorei inúmeras ocasiões nesses momentos por pura emoção.
Momentos de celebração ao contemplar um belo arco-íris, sentir à chuva na minha pele, toda natureza com suas expressões de vida.
Em qualquer lugar onde me sinta bem, tenho meus momentos de comunhão com o 'Todo', como minha manifestação particular de religiosidade.
O que penso, falo ou faria nas ruas por onde vivo; só ou acompanhada, sempre seria meu comportamento natural, sem medos ou algo para ser escondido em alguma igreja.
Uma igreja para o ser humano, deveria ser uma continuidade de toda uma expressão individual da sua religiosidade ímpar, natural e sincera, que ela naturalmente expressaria fora desses ambientes.
Jamais um ambiente de medo, onde uma crassa maioria se "esconde" das suas reais vontade e temores do que desejam fazer de verdade em suas vidas.
"Uma pessoa feliz e consciente nunca necessita de templos algum."
O que torna um ser humano verdadeiramente religioso, é seu comportamento constante diante de todos ou de si mesma.
Sem que exista alguma necessidade de se procurar algum lugar específico para se sentir bem ou mais próxima de Deus.
Uma expressão de divindade única e maior, sempre já estará no nosso interior.
Quem mais, além de nós individualmente, manifestaria alguma verdadeira e aceitável manifestação de alguma religiosidade sincera e verdadeira?
Quem poderia nos ensinar isso?
Poderíamos no máximo, fingirmos que somos praticantes, por participarmos e sermos exatamente o que esperam da gente.
Uma religiosidade ímpar como à mais pura expressão de uma verdadeira "fé" na vida, fé no Todo, na Existência, apenas individualmente, cada um de nós conseguiríamos expressar sempre.
No mais...gosto de ir à igrejas, templos e espaços dos mais diversos, como minha expressão de comunhão nesses momentos, ao lado de irmãos que amo de coração.
Mas, sempre será em TODO lugar por onde vivo, meu lugar ímpar de expressar minha religiosidade maior e verdadeira.
Comigo e todo esse vasto universo.
Namaste
Raquel Santana


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, será muito legal...meu muito obrigado!! Volte Sempre!!!