23 de jan de 2017

NOSTRADAMUS - PROFECIAS - MITO OU VERDADE?

Vou dar aqui a minha humilde opinião sobre esse ícone da crença popular. 

SERÁ MESMO QUE NOSTRADAMUS MERECE CRÉDITOS POR TER PROFETIZADO TANTAS COISAS, E QUE AS MESMAS PROFECIAS VEM AO LONGO DOS TEMPOS SE CUMPRINDO?
ELE ERA MESMO UM ADIVINHO OU UM PROFETA? 


Quanto a minha visão do famigerado Nostradamus....é o seguinte: ele não é nada mais e nada menos que os Nostradamus de hoje em dia, onde se você tiver um copo com água, e jogar um monte de pedras para cima, com certeza de que todas as pedras lançadas para cima, uma com certeza vai cair dentro do copo. Então é assim que os charlatões trabalham para ludibriar os incautos. Porque as pessoas são fascinadas por essas coisas de desvendar os "mistérios do futuro", como se algo já preestabelecida do nada está no futuro como enigma para só os seres especiais na crença de que os mesmos existem para desvendar o futuro de nossa história. 

Mas o maior problema de tudo, não é tanto a pessoa de Nostradamus, mas sim, as pessoas que se utilizam de especulações de suas escritas, em que deliberadamente cada um sai interpretando tudo de acordo com suas próprias crendices, e não de acordo com que realmente quis dizer segundo o autor, e desconsiderando de entender com propriedade qual era o contexto geral da época dele, e principalmente entender a mentalidade do autor, e não de alguém que tenta fraudulosamente extrair e se apoiar segundo o seu próprio achismo ou de sempre tentar harmonizar uma catástrofe ou qualquer coisa do gênero com aquilo que quero que ganhe peso e valorização as custas da ignorância alheia.

Tanto é que muitos ainda acreditam que ele "profetizou" sobre a vinda de Adolf Hitler, mas nada tinha a vê com o contexto da época de Nostradamus.
É impossível alguém se quer imaginar quem passará a existir daqui a um minuto e de como será a sua história em relação a humanidade, quem dirá daqui após 5 séculos, não é mesmo? rs

Vejo que tudo que ele escreveu era apenas para época dele e não para várias gerações futuras. E que mesmo para sua época era também "pedras lançadas para cima", e é claro que de tudo que ele "profetizava", uma pedra de fato iria cair ao menos uma dentro do copo d`água evidentemente! Esquecendo que tanto por parte do povo de sua época e da nossa também, que as demais "pedras" que sempre era a maioria, caiam para fora do copo, e as mesmas não foram levadas em consideração em que todas elas deveriam ser questionadas, já que todas eram "profecias", porque então todas as demais "pedras" não caíram dentro do "copo" ????!!!!

Um profeta se faz com apenas um fato realizado e concretizado? Um profeta não deveria acerta com 100% de suas profecias, já que ele é um canal de influência metafísica inerrante e infalível? 


Pra mim, esse personagem era só um cara que tinha certas percepções de coisas que realmente poderia ou não acontecer, se tal coisa ou pessoas continuassem a trilhar certos caminhos, que os levaria a algo bom ou não....ou seja, ele era um observador e muito sensível aos movimentos óbvios das coisas.
Mas ele não era perfeito em tudo que observava, não era adivinho ou um profeta, e que nada que ele "profetizou" era algo de alguém especial com habilidades além da linha do tempo.

Infelizmente é muito difícil pra quem tem essa habilidade de percepção das coisas e da vida, se manter dentro da realidade dos fatos, as pessoas logo associam equivocadamente que ele era alguém com uma capacitação que o faz dele como um "instrumento" da "providência", ou de uma "força divina" ou de cunho "espiritual" desconhecida. Mas isso é apenas um movimento de crença coletiva de falsa atribuição que as próprias pessoas dão sem condizer com a realidade do mundo real.

Então sendo assim, uma pessoa [sensível e observadora], é alguém habilidosa sim, porém limitada em sua(((percepção)))mas que está naturalmente dentro do fluxo da(((lei da probabilidade))), que pode ou não acontecer. E que mesmo quando algo acontece, do que ele disse antes de algum evento acontecer, não foi uma "profecia", ou de que alguém "adivinhou", foi só o que ele percebeu além da maioria de algo que já estava sendo projetado para acontecer dentro de sua própria geração e não algo escrito para após 500 anos.

Então lembre se disso: Se eu digo (adivinho) algo que ainda não aconteceu, o mesmo pode sim acontecer, porque há possibilidades, de algo acontecer ou não, dentro da minha sensibilidade e percepção de algo que está sendo construído fora da visão da maioria.

E muitas vezes também pode ser só algo da cabeça dele, e é o que mais acontece com essas pessoas, que se colocam iludidamente numa posição "privilegiada" diante da sociedade, ou vice e versa!!!

Mas se alguém acertar o que disse antes de um evento acontecer, isso não o faz dele alguém "especial",  se ele acertar ou não o que supostamente adivinhou, porque quem vive de "profetizar" ou "adivinhar", tanto o adivinho quanto os adeptos desses crenças, esquecem que de tudo que ele "adivinhou", 99,99% caíram fora do copo. 



Vou dar um exemplo de um homem que em sua época era extremamente perspicaz e de um nível de consciência sem igual diante de sua realidade social em que vivia, e que não é nada de diferente de nossa sociedade em que estamos inseridos em nossos dias atuais. 

Esse homem era nada mais e nada menos, que o famoso George Orwel, e se é assim que se classifica um "profeta" ou "adivinho", então essa pessoa era ele, porque até hoje vem acontecendo tudo o que ele disse em sua obra.

A diferença do escritor e jornalista George Orwel com o ícone da crença popular Nostradamus, é que George Orwel não atribuía a tudo que ele percebia a nada, a não ser a uma aguçada percepção própria e natural diante dos problemas vigentes que iria se agigantar com o passar dos tempos, porém Nostradamus, sempre via tudo com paixão diante da realidade adaptada e harmonizada com suas crenças pessoais e nessa ele foi ganhado peso e destaque.
Infelizmente uma pessoa que tem e leva o rótulo de profeta, guru, vidente ou guia, tem e ganha mais destaque do que alguém que racionalmente analisa e pauta as suas percepções dos fatos com realismo e honestidade. 


O que falar do temível e paranoico FIM DO MUNDO?


Vale uma ressalva aqui, quanto a insana ansiedade humano pelo fim do mundo.

Meus caros leitores, o fim do mundo ou o fim da existência, não é e nem nunca foi algo de ordem de crença religiosa ou divina, mas algo que cientificamente vai sim chegar e acontecer querendo a gente ou não, porque é algo já preestabelecida naturalmente pelo Universo desde de sua origem.


Então alguém dizer que o fim do mundo irá acontecer breve ou não, seria a mesma coisa, de alguém adivinhar ou profetizar que o sol irá nascer no dia seguinte....rsrsrs

Então Nostradamus, não era adivinho e nem profeta, mas era ele tão somente um homem, que falava com um tom profético de coisas que de tempos em tempos inevitavelmente acontece no que tange a força da natureza e da ambivalência do ser humano. 

- Por Renato Brito



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, será muito legal...meu muito obrigado!! Volte Sempre!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
▲ Topo