12 de jun de 2016

RELAÇÕES RETROALIMENTATIVAS


RELAÇÕES RETROALIMENTATIVAS

O AMOR NUNCA ESTEVE NA POSSE, MAS NA LIBERDADE MÚTUA.
SOMOS TODOS 'ÁGUIAS' E NÃO 'PASSARINHOS' SEMPRE SUJEITOS A GAIOLA.

Muitas mulheres acham que quando homem vem com a ideia de "compromisso" é porque de fato sabem o que querem e suprirá as suas fantasiosas expectativas .....e que homem assim, é bem raro se encontrar, porque a maioria só querem "ficar" ou só sexo.....rsrs....não confunda sexo com amor, e nem que amor é sinônimo de "compromisso sério"
A maioria das vezes que o homem vem com essa ideia de "compromisso sério" com você mulher, entenda sempre o real significado e intenção desse homem do que ele quer mesmo de fato com você, não pela promessa do compromisso, mas pelo que ele é, e se a real intenção é mesmo de amor e liberdade com você, e isso é totalmente primordial para uma boa relação em respeito mútua da liberdade individual de cada um!
Porque se o "compromisso sério" é pra você um modelo absoluto e totalmente confiável, porque o compromisso sério é o oposto do "ficar" ou qualquer coisa semelhante a isso, então se prepare para o inferno que o político acabou de prometer pra você.
A ideia de "compromisso sério' é mais uma tática de pura apelo do ego em busca de segurança e insanas satisfações, impondo um fardo que ambos jamais irão suportar no decorrer dos tempos, sendo que esses tipos de crenças não se sustenta dentro de uma realidade no que isso representa em si mesmo.

Isso é infelizmente o calcanhar de Aquilies para a maioria das mulheres.

Até mesmo porque um homem realmente livre e que se ama, não precisa prometer nada e nem muito menos um "amor" regrado e mesquinho do tal "compromisso sério".

Um homem realmente livre e que se ama, ele apenas vai dar essencialmente a única coisa que ele tem e pode dar a uma mulher em abundância: O AMOR REAL E AMPLO A SUA AMADA EM TOTAL LIBERDADE E RESPEITO.

Nada é estático, tudo está em constante movimento, e assim também é para com o amor, está o mesmo sempre e perpétuo movimento. 


Uma dica: Não deixe que a fantasia do "compromisso sério", seja a sua fraqueza ou que isso é tudo que você espera de um homem, porque isso não existe, seria como uma cartilha de regras ou dogmas, fazendo da relação um ato inteiramente religioso e sem sentido algum.

Um amor baseado em regras e compromissos, esse mesmo amor não é digno de relevância alguma.
Se o homem é de fato consciencialmente livre e que aprendeu a amar a si mesmo, automaticamente ele será livre com você e você com ele em total amor e liberdade. Nesse caso com certeza ele realmente TE AMA, porque ele não violará a sua própria livre natureza de ser e viver.
Porque você não nasceu para homem nenhum e nem que existe homem que nasceu pra você.

A mulher tem que ser independente em tudo, principalmente de homens, porque senão os efeitos colaterais serão inevitáveis e até irreversíveis.

Amor e liberdade nunca teve nada a vê com "ficar" ou muito menos com esse tal "compromisso sério." Isso tudo é fantasia de mulher com mentalidade de princesinha e não de uma woman powerful (Mulher Poderosa), indubitavelmente imposta por essa sociedade caótica, atrasada e obstinadamente auto-refém de sua própria monstruosa criação moralmente condicionada e insana.

Ser humano nenhum nasceu para ser um do outro em nome do suposto amor, porque isso é surreal, é ir contra ou insulto a própria natureza, (isso é prisão e herança coletiva da ignorância sociocultural), onde o amor não ganha espaço e propósitos intrínsecas na vida de ambos. 
O ser humano existe para compartilhar em amor e liberdade, (o real amor), e que nisso possa se expandirem em uma nova livre consciência crescente em liberdade mútua, sempre mantendo a digna essência de amigos sem rótulos que livremente se amam dentro da espontânea experiências com objetivo de progressão e evolução de ambas as partes.

Vejo que existe muitas pessoas que falam de amor, mas que na verdade são apenas apreciadores desse amor, porque na prática morrem de medo de viver esse amor ao qual a maioria desconhecem por ser ainda algo desconhecido, e que por consequência vai de encontro e contra a tudo que se acredita no que tange a esse amor egóico, cultural e inteiramente condicionado.

Os paradigmas sociocultural é o grande vilão - o problema recorrente de tudo, porque as pessoas se travam diante da "verdade absoluta" da maioria. E que vivem escravos da auto-imagem dada por terceiros, sem se darem conta de que perderam a sua real autenticidade para consigo mesmo e para com os outros, se utilizando de máscaras e fugindo de si mesmo o tempo todo para agradar a plateia. Sendo assim, como esse mesmo alguém pode dizer que te ama, sendo indiferente a si mesmo como escravo a lealdade de tudo que ele não é, e não tem??!!! 

Apenas viva a real presença do aqui e agora, sempre 
(((estando))) em amor e na liberdade e respeito para com a sua amada (o), sem as correntes da oferenda ou do
 apelo do "compromisso sério" e os seus derivados....porque quando pensamos que alguém é nosso, é bem nessa hora que a perdemos, e quando só amamos estando com alguém, esse amor se torna eterno e genuinamente transformador. 

Vamos em liberdade apenas amar como ama o amor uns aos outros, sem o cruel crivo nefasto do ego humano.


No amor está sempre o (((estar com))) e nunca em (((ter nada pra si)))

- Renato Brito


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, será muito legal...meu muito obrigado!! Volte Sempre!!!