12 de abr de 2013

A Eleiçao do último Papa (Parte I)

Posted by Liberte Sua Mente on quinta-feira, 12, Abril, 2013


Eleição de Francisco profecia

A partir de hoje é iniciada uma série de 6 textos com profecias de João XXIII, Parravicini e Nostradamus sobre a vinda do último Papa, o processo de queda do Vaticano, o surgimento do falso profeta, a invasão européia e o fim do papado antes do ápice da Tribulação. Os seis textos estarão assim nomeados: 1) A Eleição do Último Papa 2) A Morte do Papa 3) A Queda da Igreja 4) Muitos Pais antes do Ápice 5) Roma após a morte de Francisco 6) O Falso Profeta A imagem é de uma clareza impressionante: são mostrados sete papas e o oitavo com a bandeira da argentina. A frase escrita confirma essa interpretação: “A Virgem elegerá...


A imagem é de uma clareza impressionante: são mostrados sete papas e o oitavo com a bandeira da argentina. A frase escrita confirma essa interpretação: “A Virgem elegerá a Argentina no caos”
Da mesma forma que João no Apocalipse nomeia a Igreja como “mulher”, Parravicini utiliza analogia semelhante, apontando que as forças positivas ligadas ao Cristianismo colocarão nos tempos finais um bom papa na Igreja para iniciar a correção dos erros seculares da Igreja.
João XXIII no livro “As Profecias do Papa João XXIII”, publicado em 1976 pela editora Difel, descreve na página 87 um impressionante texto sobre a eleição do papa argentino, que é o último papa, Pedro Romano da profecia de Malaquias. Colocarei o texto abaixo entre aspas e os comentários sem aspas para facilitar o entendimento da profecia:
“Bendito, bendito, bendito. Serão os jovens a aclamar-te, novo pai de uma Mãe que sorri. Os filhos dos santos de Milão”
Na cerimônia de entronização do papa, ocorrida dia 19 de março, foi observado pela imprensa o grande número de jovens que foram aclamar o papa durante sua entronização, sobretudo diante do imenso telão da praça de Maio, que transmitiu ao vivo a cerimônia. Os filhos dos santos de Milão ao que parece é uma referência a arquidiocese de Milão, a maior do planeta e que segundo a profecia parece que ajudará o atual papa dando apoio as reformas que ele pretende implementar. Além disso, o atual arcebispo de Milão é Angelo Scola, rival direto de Bertone no Conclave e na ideologia sobre como a Cúria deve ser conduzida; ele pode ser um importante aliado do papa na realização das mudanças na Cúria.
“Dezesseis te conterão. Manterão altas as suas mãos”
Segundo o “Corriere Della Sera”, o papa recebeu mais de 90 votos no Conclave. Se ele não votou em si mesmo e 16 foram contra sua eleição, ele recebeu 98 votos, portanto a explicação dessa frase ao que parece está exatamente no número de opositores no Conclave. Esses tentariam, figurativamente, impedir as ações do papa segurando suas mãos.
“Virgem Maria próxima. Virgem Maria que foi sacrificada”
A eklesia dos cristãos primitivos, a Igreja purificada, ao que parece é o significado de Virgem Maria, mulher pura, Igreja pura, seguindo a mesma figura de linguagem que João utiliza no Apocalipse ao comparar a Igreja a uma mulher. A eklesia durante as perseguições romanas foi sacrificada, parece estar aí o significado de Virgem Maria no texto de João XXIII.
 “Em suas palavras encontrarás a estrada, bendito, bendito, bendito”
Na pureza e simplicidade dos cristãos primitivos, o papa encontrará a estrada para guiar os fiéis católicos. A ênfase no termo “bendito” mostra claramente que será um ótimo papa.
“Serás pai de todos. Será difícil o início da estrada, caminhar para Roma em dias de sangue. Clarear as névoas e os seus sepulcros. Dar nome sagrado às coisas sagradas, dar nome profano às profanas.”
Uma Igreja para todos, sobretudo os pobres, ao que parece esse é o significado de tornar-se pai de todos. Ao mesmo tempo os primeiros anos do papado apontam para dificuldades em Roma, rebeliões e revoluções por causa da economia, período nublado (névoas) com muitas mortes (sepulcros). Esse conflito interno de origem econômica é que futuramente atingirá o Vaticano e suas riquezas, que serão alvo da cobiça do governo italiano, tentando salvar sua economia rocambolesca. Nomear o que é sagrado e o que é profano indica que os recentes escândalos encobertos pela Igreja serão postos as claras nesse processo de renovação, mostrando claramente o que pode ser feito na Igreja (sagrado) e o que não pode (profano).
“Receberás em tua casa um santo com os pés nus. E farás esperar os poderosos, as mãos desarmadas, suplicando-te. O santo falará por ti em cada lugar e eis do mundo as flores alvas que te envolverão.”
O santo com os pés nus é uma clara referência a Francisco de Assis. Mesmo sendo jesuíta, o papa mostra muito mais afinidades no modo de agir com os franciscanos. Esse homem descrito como “o santo dos pés nus” é um homem que aparecerá novamente em outro texto profético de João XXIII (que trarei nessa série de estudos) ao visitar o túmulo do papa já morto (a referência nesse texto é clara: “o túmulo do descalço”, ou seja, o túmulo do franciscano, o túmulo de Francisco). Ao que parece esse santo franciscano é um nobre homem, da Ordem dos Franciscanos que permanecerá vivo após a morte do papa e combaterá os desmandos que ocorrerão no Vaticano após a morte do papa: sem um papa e com perseguições aos católicos, sobretudo os jovens, contrários aos desmandos do governo e da ala mais tradicionalista da Igreja tentando voltar ao poder (nesse período nem terá se iniciado a invasão islâmica). Outra questão importante é que esse franciscano poderá colaborar no processo de descentralização do papado, pois ao que tudo indica nessa época ele será uma espécie de segundo papa em Roma, talvez alguém mais novo que será preparado pelo atual papa para lidar com as dificuldades que ocorrerão internamente em Roma e no Vaticano.
“Tua será a viagem da coragem, o grande desafio ao mundo e ao imundo príncipe do mundo”
“Imundo príncipe do mundo” é o falso profeta  que atuará durante o período tribulacional fomentando guerras e mortes (Apocalipse 16:13). A coragem para iniciar as mudanças será um desafio para o comodismo do mundo e aos objetivos do homem retratado como “príncipe imundo”, provavelmente alguma liderança de algum país diretamente envolvido nos conflitos da Tribulação. Ao longo dos seis textos dessa série a identidade dele será claramente mostrada.
“A quem te mandar soldados, oporás legiões. E nunca retirarás a palavra dada. E te descalçarás e caminharás com o santo descalço.”
Soldados do próprio governo italiano, provavelmente seja essa a referência, durante os anos finais do papado. A frase seguinte é enigmática quando fala que o papa ficará descalço e caminhará com o santo descalço. Pode representar tão somente a simplicidade do papa em não tentar defender as riquezas do Vaticano perante uma ação interna do governo italiano como também pode representar a extinção do cargo papal pelo próprio papa antes da sua morte.
“Quando de Maria Santíssima divulgares a palavra, tua única ferida se fechará. A mãe da Igreja será Mãe do mundo. Anjo serás dito, bendito.”
A profecia é encerrada com outra profecia: a única ferida do Cristianismo Primitivo é o Cristianismo Romano, representado na figura do Vaticano, mais precisamente na figura do papa, ou seja, ao fechar essa ferida o cargo de papa, único, centralizado como conhecemos hoje deixará de existir e assim a mãe (não mais o pai, papa) da Igreja, aquela que deu origem ao Cristianismo Primitivo, será a mãe do mundo. O fim do papado como o conhecemos hoje, a volta da simplicidade das eklesias e dos diversos líderes, apóstolos ao invés de uma liderança centralizada. 
Nostradamus também traz várias quadras sobre o último papa, devido a sua grande importância nos anos que precedem o ápice da Grande Tribulação. Vejamos essas quadras:
Centúria X Quadra 73
“Os tempos presentes junto com o passado
Serão julgados por um grande “Jovialiste”
O mundo tardio lhe será desanimador
E desleal para o jurista do clero” 
Nostradamus utiliza o nome “Jovialiste” em maiúsculas para definir o último papa. Mas qual seria o significado de Jovialiste? É o somatório de duas palavras: Jove (Júpiter) e est (leste, oriente). Júpiter na mitologia romana é o deus grego Zeus, pai de todos (papa) e segundo o meridiano de Greenwich, o Vaticano está exatamente no oriente. Zeus/Júpiter é o deus mitológico do trovão (lembram do raio caindo na basílica de São Pedro?) e filho de Saturno (2013 é um ano regido por Saturno). Ele é quem julgará, segundo a segunda e quarta linhas da quadra, toda a Igreja (clero), pois é o Jovialiste, o jurista clerical. A referência a “mundo tardio” certamente se refere a sua eleição em avançada idade (76 anos).
Vale ainda ressaltar que entre as palavras Jove e est está a palavra lis, referente à flor de lis, o lírio, que simboliza na Igreja a pureza da mãe de Jesus (citada por João XXIII como Virgem Santíssima). A flor de lis é um tradicional símbolo da França, sobretudo da monarquia e se repararmos que o nome do papa é Francisco (que significa “aquele que nasceu na França”), sendo assim o Jovialiste de Nostradamus está perfeitamente definido como o último papa, Francisco.
Outra curiosidade é que o seu primeiro dia completo como papa eleito foi 14 de março, que é o 73ª dia do ano, exatamente o número da quadra que fala do Jovialiste.

http://www.julearauju.blogspot.com.br/
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, será muito legal...meu muito obrigado!! Volte Sempre!!!

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...