18 de jan de 2017

"BANDIDO BOM É BANDIDO MORTO!"

Nenhum comentário:

Quais ideias estão por trás da frase “Bandido Bom é Bandido Morto”? Será que devemos repetí-la? E a Pena de Morte, devemos apoia-la? Aqui vão minhas considerações sobre o assunto!




15 de jan de 2017

UMA POSSÍVEL CURA PRO CÂNCER?

Nenhum comentário:



Referências:
- Nanopartículas estimulam sistema imunológico a eliminar células cancerígenas (Science):
http://www.sciencemag.org/news/2017/0... 

- Nova técnica anti-câncer combina quimioterapia com fototerapia e imunoterapia (Nature):
http://www.nature.com/articles/ncomms... 

- Terapia fotodinâmica de nanopartículas e o câncer de mama e pulmão (ACS):
http://pubs.acs.org/doi/abs/10.1021/j... 

Não se esqueça de curtir e compartilhar!
Nos vemos no próximo vídeo!
Um abraço!
________________________________________________________________

Arte, introdução e finalização criados por Caique Oliveira// xHardbass.
https://www.youtube.com/xhardbass

Este canal faz parte do Science Vlogs Brasil, um selo de qualidade colaborativo que reúne os divulgadores de ciência mais confiáveis do Youtube Brasil. Conheça todos os canais: youtube.com/c/sciencevlogsbrasil


14 de jan de 2017

A sociedade contemporânea é organizada para formar consumidores.

Nenhum comentário:
A sociedade contemporânea é organizada para formar consumidores. Essa é nossa maior produção em massa: Consumidores. Está em nossa industria cultural, na religião, nas relações, na educação, na moda, no estilo de vida, nos pensamentos que reproduzimos sem nenhuma reflexão crítica.
Não percebemos o quanto assimilamos certos dogmas e os apelidamos de "certo" enquanto rotulamos como "errado" qualquer movimento que contrarie o fluxo da produção de consumidores.
Sair dessa linha de produção pode gerar punições. Somos expulsos de nossas comunidades encubadoras, somos chamados de hereges por agredirmos os deuses que estão por trás da maior parte dos símbolos que cultuamos.
Por trás das confissões, essa tem sido nossa fé: A salvação pelo consumo.
É por isso que nos esforçamos tanto para consumirmos mais! Cegos, não vemos que essa tem sido a tônica de nossas relações, a modelagem de nossas crenças, o paradigma de como educamos nossos filhos. Uma educação para consumidores.
É o que nos legitima como cidadãos "bem sucedidos", nos ilude, pensando que finalmente somos "alguém".
Aprendemos que ter vale mais do que ser. Valorizamos quem tem. Aplaudimos os reis, bajulamos os políticos, contratamos palestrantes/sacerdotes do "sucesso", consumimos literatura que fala sobre "poder", "conquistar", "realizar" e seguimos a "escalada rumo ao topo" deixando para trás os inaptos, os "vagabundos", os artistas, os poetas. Nossa arte só será arte se vender muito, se for cara, se a massa quiser. Vale a quantidade. O ter, não o ser.
Distraídos, nos tornamos plásticos, facilmente modelados, ocos, ideais para assimilarmos sem questionamentos a próxima mensagem publicitária, oráculos revelando o produto que mudará para sempre nossas vidas, até a próxima novidade. Engrenagens de uma máquina voraz que se alimenta da nossa energia, nossa criatividade, nossas motivações, nossa fé.
Humanos reduzidos a consumidores. Gente em forma de produto, política embalada por jingles, fé na prata , "a industria pede, nós formamos", como alardeia uma faculdade aqui no Sul.
O consumismo não se limita a um ato, mas é uma mente, uma grande mente coletiva que norteia nossos valores e nos cega diante da corrosão de um pensamento único, cada vez mais presente em nossas escolhas, nós, que nascemos para consumir.

- Flávio Siqueira

13 de jan de 2017

POR QUE OS MACACOS NÃO FALAM?

Nenhum comentário:

A linguagem complexa é um grande diferencial do ser humano. Por muito tempo se pensou que uma das razões dos primatas não falarem, era por sua estrutura vocal não estar bem adaptada. Será mesmo?




12 de jan de 2017

NASA Detectou Objeto Misterioso Vindo pra Terra? - Asteroide Passa de Raspão. Mito ou Verdade?

Nenhum comentário:




Vídeo do Space Today sobre o asteroide 2017 AG13: http://bit.ly/2jc4W6j 

Fontes: 
http://www.jpl.nasa.gov/news/news.php... 
http://www.sciencealert.com/an-astero...


11 de jan de 2017

Homem que vive sem 90% de seu cérebro faz cientistas reavaliarem conceito de consciência

Um comentário:
Por muitos anos a ciência acreditou que a consciência estaria relacionada ao cérebro, órgão capaz de promover os impulsos elétricos não só do raciocínio, como também outros enviados ao sistema nervoso e ao restante do organismo. No entanto, um caso descrito pela primeira vez em 2007 tem causado grande polêmica para os pesquisadores: o do homem que conseguia manter uma vida relativamente normal com apenas 10% de seu cérebro. Veja a seguir:

Caso foi descrito pela primeira vez em 2007 e tem intrigado os cientistas, uma vez considerado impossível manter a consciência do mundo ao redor com a perda da maioria dos neurônios. Esta história aconteceu com um homem francês, que prefere ter seu nome não identificado, aos 44 anos quando havia procurado um médico por sentir uma leve fraqueza na perna esquerda. Após vários exames, o médico pediu então diagnósticos de imagem de seu cérebro e descobriu que praticamente toda a região que deveria conter tecido cerebral em estava ocupada por líquido, restando apenas uma fina camada do órgão. Isso fez os médicos acreditarem que o cérebro foi se degenerando ao longo do tempo, uma vez diagnosticado com hidrocefalia ao nascer. O homem possuía uma endoprótese que até os 14 anos de idade era capaz de impedir o acúmulo de fluido que, todavia, foi removida, fator que teria causado o início do lento processo de degeneração.

O homem não é considerado mentalmente deficiente, mesmo com apenas 10% restantes de seu cérebro. Ele tem um QI de apenas 75, uma pontuação considerada baixa, porém mesmo assim era capaz de trabalhar e criar seus dois filhos, não apresentando sintomas neurológicos – apenas a fraqueza na perna que o atrapalhava em tarefas diárias.

Pesquisadores da área acreditam que o cérebro consiga aprender infinitas coisas inúmeras vezes, sendo a consciência progressiva, de forma que não nascemos com ela. Assim, o desenvolvimento do cérebro pode acontecer de diferentes formas em diferentes indivíduos. “Consciência é a teoria não conceitual em que o cérebro aprende sobre ele mesmo, sendo a consciência adquirida com a experiência – isto é, aprendendo, interagindo consigo mesmo, com o mundo e com outras pessoas”, diz Axel Cleeremans, psicólogo cognitivo da Universidade Livre de Bruxelas (Bélgica).

Entretanto, este caso provocou questionamentos sobre o que é necessário para que um ser humano tenha consciência, uma vez acreditado que a consciência estaria ligada às partes especificas do cérebro, como o Claustro a título de exemplo. Porém, se esta hipótese tivesse correta, o homem francês não poderia estar consciente do mundo ao seu redor e viver com normalidade, mesmo sem os 90% de seus neurônios, e assim seria improvável que uma área específica fosse a responsável pela consciência. A hipótese de Cleermans chamada de “tese da plasticidade radical”, foi apresentada neste último mês de junho em Buenos Aires, durante a conferência da Associação do Estudo Científico da Consciência. Para o pesquisador, o cérebro do homem francês provavelmente conseguiu se adaptar à erosão causada pelo acúmulo de líquido e assim compensar nas áreas restantes as atividades que normalmente aconteceriam na parte ausente.

[Fonte]
http://universointeligente.org/

10 de jan de 2017

Cadê o ancestral, o elo perdido?

Nenhum comentário:
Respondendo à questão mais frequente do primeiro vídeo da série sobre evolução: porque o ancestral entre humanos e chimpanzés está extinto? Por que nunca acham o elo perdido?




8 de jan de 2017

6 de jan de 2017

Estrela está em Rota de Colisão com o Sistema Solar

5 comentários:
Tinha uma música da Cássia Eller em que dizia que o segundo iria chegar, mas mal sabia ela que a letra relatava algo que pode realmente acontecer, daqui a 1,30 milhões de anos...




3 de jan de 2017

Por que tememos a liberdade?

Nenhum comentário:
A partir do momento que você preso reconheço a possibilidade de voar, reconhece a possibilidade de ser livre, isso inevitavelmente vai gerar angustia, e é bem isso que as pessoas tem medo e fogem, quando tem que voar pela primeira vez sem depender mais do alpiste dado em gaiola. 





Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...