26 de mai de 2017

O último "Profeta" João Batista! Mas será?!

Nenhum comentário:
O título profeta, apóstolo, evangelista, guia, e tantos outros, são realmente naturais e divinamente atestados? Ou são meramente títulos de caráter humana e de imposição religiosa?!

Segundo a crença popular e religiosa sim, porém diante da realidade isso nunca existiu, são apenas termos que a religião inventou para que as pessoas tivessem uma imagem equivocada sobre esses homens como homens divinamente inspirados, dotados e vindos de "Deus", porém eu lamento em dizer que nunca houve profetas do jeito que a religião sempre impôs e apregoou, e que infelizmente ecoa até hoje essa inverdade na mente dos crédulos. 
Na verdade o que se tinha lá trás, e ainda tem em nossos dias atuais, são homens sábios e com uma rara percepção e visão da vida e do universo humano, a começar por si mesmo. Porém nada desses atributos fazem do mesmo um "profeta","apóstolo", ou alguém super dotado pela tal inspiração divina. Tantos homens e mulheres que tivemos são apenas pessoas maduras e experimentadas na vida.
Então sendo assim também era nos tempos antigos, sempre se teve homens diferenciados no nível consciencial, de conhecimento e de sabedoria, e com uma visão e percepção que poucos tinham....mas eles em nada era alguma coisa da forma que a oligarquia religiosa acintosamente prega.
Eram apenas humanos dedicados a verdade, eram mestres de si mesmos, e com efeito os mesmos compartilhavam a verdade revolucionária, que só os anarquistas tem coragem e a intrepidez de ir além do que tem e são em si mesmos. Eles incomodavam os que eram obstinados e apegados em se manter ainda no padrão doentio e corrupto social, em decorrência da viciante zona do "jardim da infância".

Nesse mundo sempre houve poucas pessoas livres e conscientes, e que não serão os últimos enquanto existir mundo. 
Eram pessoas honestas com a realidade, sem a viciosa crença de se pautarem tudo no tal sobrenatural, ou numa divindade 'A' ou 'X'

Os tais "profetas" eram homens comuns,com seus próprios nomes, e não em títulos, mas com um nível de percepção e de consciência elevada e nada mais!!! E o João era um deles, e nesse ângulo de visão, nada se findou nele como sendo ele o último em sabedoria e percepção das coisas em sua época.

Alguém pode dizer que a bíblia diz que ele era "profeta", ou enviado e ungido de "Deus", segundo a "profecia" de tal fulano "profeta" tal.
Porém eu digo que isso não é verdade, porque nem mesmo a bíblia diz que ele era profeta. E tem mais; nem mesmo João disse que era alguma coisa. No máximo que foi dito por ele, foi: "Eu sou a voz que clama no deserto". Isso honestamente podemos o considerar como sendo profeta ou qualquer outro título?!
Com essa frase que ele disse, conheço alguns que fazem isso também em nossos dias na prática. Porém não são vistos assim, porque não são ligados a religião e ao credo de ninguém, e nem estão canonizado na bíblia, né??!! rsrs.
Na verdade só são livres pensadores que não aceitam a proposta corrupta e religiosa de serem adestrados como cães.

Vale uma observação aqui: Quanto a crença religiosa e que estão enraizado na mente das pessoas, de que João Batista era uma profecia a se cumprir, em relação a sua vinda praticamente no fim do período judaico, posso talvez fazer uma outra matéria a respeito de pessoas que supostamente vieram se cumprindo assim segundo "profecia" de tal profeta 'A', 'B' ou 'C'....e etc.

A ideia de "envidado" de "Deus", é uma mera crença popular, e não um fato.
A ideia de "ungido", é a penas um costume, uma cultura local e temporal, para atender apenas aspectos das crenças e das necessidades humanas e estruturais religiosas e nada mais.


Será que João Batista, e tantos outros que o antecederam eram "profetas" e seres "divinamente" "enviados" e "inspirados" por "Deus", segundo o que a religião sempre afirmou?!
Não, meus caros! Eram apenas homens comuns, e os mesmos tinham uma visão das coisas bem do jeito que é ou do que poderia ser ou acontecer. Porque se for assim, então o escritor 
George Orwell, poderia ser considerado um profeta. Quem já leu o livro dele, sabe o que eu quero dizer. Porque se o critério é prever coisas e outros requisitos mais, então devemos tê-lo, o George Orwell como profeta também, porque ele teve os mesmos atributos que as pessoas religiosas acreditam que os seus ícones bíblico tem, o que acham?! rsrs
Enquanto a maioria das pessoas andam sempre dormindo e distraídas muitas vezes com o óbvio, ou com algo que possivelmente poderia acontecer em um dado momento ou época, outros apenas percebem observando algo que se inicia ou que está em andamento, de algo que está sendo desenvolvido para o bem ou para o mal, se assim continuar, seja no campo individual ou coletivo.

Vale salientar aqui, que não me refiro a outra crendice dentro de um romance popular famigerado de que existe uma ordem formado por uma poderosa elite chamado Illuminati, ou que a visão e percepção que algumas pessoas sensatas e racionais tem do mundo e do ser humano, é de idiotizar as pessoas que está para ser implantada uma "Nova Ordem Mundial". Um projeto global e surreal e sem sentido algum a ser implantado. Isso é tolice dos crédulos conspirólogos e dos oportunistas de plantão. 


Me refiro apenas a algo que envolve o nosso mundo, a todos nós de modo geral.
Não existe mocinhos e vilões, existe o Todo. Não existe a ponta da pirâmide sem a base, e a ponta da pirâmide só é o que é, porque simplesmente a base é corrupta e ignorante, ou seja, a ponta da pirâmide é o mais puro reflexo da base e não ao contrário do que se acreditam. O que se vê mesmo é o vitimismo de pessoas 
panfletando e lutando freneticamente em frente a um inimigo imaginário. 

No dia em que a base mudar de modo geral, dentro de uma livre consciência, é bem certo que a ponta da base será oposto do que é hoje. Mas também enquanto não mudarmos, iremos apenas jogar pedras em nosso próprio reflexo, com cara vítima de nossos próprios fantasmas.  

Então em suma pra terminar...na real, João Batista, era apenas o João batista, e não um profeta.
João - O "apóstolo", era apenas o João - homem, e não apóstolo.
Os "discípulos", não eram nada mais que simplesmente homens comuns que seguiam uma ideologia de alguém, que só serviram em sua época. Até mesmo porque não existe uma verdade e absoluta aplicável como uma lei universal a todos. Se assim fosse, teríamos muitas culturas e nações consumidas e extintas, e outras que não poderiam nem mesmo a existir. A verdade absoluta não abre campo e espaço para outras linhas de pensamentos, e nem permite democraticamente mudanças da mesma. Porque uma verdade assim no absoluto se limita, e com efeito tornando-se algo inteiramente dogmático.

É só você dar uma lida melhor sem a visão de crença religiosa, de como era o período teocrático com relação ao povo hebreu, quando eles tinham a crença da verdade divina e absoluta. Como era tratada essa "verdade" que eles tinham com relação as diversidades de outras culturas e outros mundos?!

Aqui vai um antídoto para quem acha isso certo, só porque se tem a tarja da inspiração ou de ordem divina.


("Sempre que alguém pensa que descobriu o que é o bem absoluto, sente-se autorizado a praticar qualquer mal. Prefiro os quem tem dúvidas".)


Então se deve aprender a diferenciar o João e tantos outros que a religião criou e romanceou, com o João - o sábio, simples e comum (Homem).
A religião desonestamente pegou alguns homens históricos, reais e também fictícios, e o iconizaram para endeusá-los para servir de estratégia e "referência" "moral", social e religiosa, para controle e poder sobre o povo iludido e preso em suas falácias e fantasias. 

"A grande questão não é como vejo o mundo, mas como me vejo. Tudo derivará desse ponto de partida que, uma vez modificado, modificará todo resto."


- Renato Brito (Liberte Sua Mente)



25 de mai de 2017

Vacinas Podem Causar Autismo? Elas contém Mercúrio? - Lenda ou Fato

Nenhum comentário:

E hoje vamos falar dessa polêmica envolvendo Teorias conspiratórias e vacinas, as vacinas são seguras? Causam autismo? Descubra assistindo ao vídeo de hoje.



Fontes:

https://www.indicedesaude.com/artigos...

https://noticias.uol.com.br/saude/ult...




PROJETO BILIONÁRIO DA NASA - 100 VEZES MAIS POTENTE DO QUE O HUBBLE

Nenhum comentário:
Se o Hubble já é potente imagina um telescópio 100 vezes melhor. 

Depois de tantos anos mantendo o título de melhor telescópio espacial do mundo, parece que o Hubble vai finalmente ser ultrapassado. Em um anúncio oficial, a NASA revelou o projeto WFIRST, um aparelho poderosíssimo que vem para combinar o melhor dos telescópios atualmente em operação. Para explicar melhor, pode-se dizer que os telescópios espaciais possuem duas categorias. A primeira delas inclui aparelhos como o Hubble, que são incrivelmente poderosos, mas capazes de ver apenas uma fração do espaço por vez, ou aparelhos que são pouco precisos e, em compensação, capturam grandes partes do espaço. O WFIRST (“Wide-Field Infrared Survey Telescope”), por sua vez, é o primeiro em sua categoria por ser capaz tanto de registrar enormes porções do espaço, mas por também conseguir fazer as capturas de imagem com extrema precisão. E quão poderoso seria esse telescópio, em dados mais específicos? Nas palavras de Neil Gehrels, um dos cientistas do projeto, o WFIRST tem “a mesma precisão de imagem e poder do telescópio espacial Hubble, mas com cem vezes a área de céu que ele vê”. É impossível negar que isso tem potencial para ser realmente incrível.





E se o Brasil Ainda Fosse uma Monarquia

Nenhum comentário: