19 de fev de 2017

Hipnose é uma farsa?

Um comentário:
Elucidando em 10 passos as principais dúvidas e tudo que foi dito nesta série sobre hipnose.



Canal do Alberto:
https://www.youtube.com/user/supermem...

Vídeo do Nerdologia:
https://www.youtube.com/watch?v=alsci...

Vídeo do Frank Jaava:
https://www.youtube.com/watch?v=dwEBd...




APROPRIAÇÃO CULTURAL!?

Nenhum comentário:

Devido a polêmica da menina branca utilizando um turbante no metrô, o tema apropriação cultural voltou com força total.
Vamos destrinchar esse assunto sobre a apropriação cultural.

 

Mais informações:
- Entenda a polêmica do turbante (Folha):
https://goo.gl/PCd3qc
- Edward Tylor e o conceito de cultura (Livro):
https://goo.gl/8cNZT2
- O contexto microcultural (Artigo):
https://goo.gl/7lKXns
- Teste de Dna para descobrir ancestralidade:
https://www.ancestry.com/dna/
- A diversidade da cultura africana:
https://www.africaguide.com/culture/
- Influência da cultura indígena na cultura brasileira:
https://goo.gl/JmSTiZ
- Influência da cultura árabe no Brasil:
https://goo.gl/MV6Ixt
- Um ótimo texto sobre a discussão da apropriação cultural:
https://goo.gl/WHXqV8



18 de fev de 2017

CADÊ O FIM DO MUNDO, QUE SE DARIA NO DIA 16/02/17?

2 comentários:
UÉ, KD A TÃO SONHADA PROPOSTA PELOS ADEPTOS DA IDEIA DO "FIM DO MUNDO", QUE SE DARIA NO DIA 16/02/17? 

E hoje vamos falar do fiasco que foi esse ultimo evento "fim do mundo". Por que tantas pessoas preferem dar ouvidos a teorias da conspiração sem pé nem cabeça em vez de ir atrás de fontes sérias?






17 de fev de 2017

Assexualidade

9 comentários:
A sexualidade humana é complexa e diversa. A assexualidade é um exemplo de como nada pode ser tomado como óbvio quando falamos sobre a sexualidade humana. No vídeo de hoje, falaremos sobre o que sabemos atualmente a respeito da assexualidade. 





Por que a energia solar não está em todos os telhados?

Nenhum comentário:
Vamos entender agora nesse vídeo sobre a energia solar que é uma energia natural, limpa e totalmente econômica. O seu bolso agradece...😌😌😌





16 de fev de 2017

SEGUNDO O RENOMADO DR. LAIR RIBEIRO, DIZ QUE O LEITE É UM VENENO, MAS SERÁ MESMO?!

Nenhum comentário:

SEGUNDO DR. LAIR RIBEIRO, DIZ QUE O LEITE É UM VENENO, MAS SERÁ MESMO?!

Olha, eu respeito e muito o Dr. Lair Ribeiro, porém nós temos que tomar muito cuidado até que ponto o que ele diz é cientificamente comprovado ou quando se é apenas um afirmação embasada na própria teoria pessoal!
Porque essa ideia disseminada ultimamente sobre o leite é mais uma coletiva paranoia do que mesmo um verdade em torno do leite.
Mesmo com profissionais em alguma área, mesmo sendo ele tão formado em diversas áreas da medicina, algumas coisas que ele diz sobre a questão que envolve a área alimentícia por exemplo, pode ser meramente uma crença em particular dele, e não que é realmente provado cientificamente ou só porque vem de um Dr., como se o mesmo tem a verdade absoluta, a verdade final, e que não é verdade isso!
Volto a dizer eu respeito e muito o Dr. Lair Ribeiro, e sei que muitas coisas que ele diz, é mesmo verdade, porém nem tudo que ele diz pode ser levado sem antes duvidar, questionar e pesquisar, até que você mesmo tire as suas próprias conclusões.
Estude e sinta mais as reações do seu corpo, o nosso corpo também fala e dá sinais também.

De forma alguma devemos lidar com que ouvimos apenas aceitando tudo cegamente porque, afinal de contas é o Dr. Lair Ribeiro.
Tem uma pessoa que vi que passou por uma experiência, em que essa mesma pessoa aprendeu do Dr. Lair Ribeiro, que ao invés de usar protetor solar convencional, que usasse óleo de coco para se proteger do sol na praia.
*Vocês acham que isso deu certo, só porque foi ele que disse???!!!
Não meu amigos! Não deu certo!!!
Ela teve problemas ao passar o óleo de coco na pele, ficou toda inchada após ficar exposta ao sol.

Veja que essa coisa do LEITE sendo isso ou aquilo é extremamente um exagero, um mito. Uma crença popular e contagiosa levando-os a um comportamento semelhantemente bem religioso.
A única verdade que vejo no caso do leite sendo mesmo uma verdade, é as pessoas que sofrem ou são intolerantes com a questão da lactose. Simplesmente porque essas mesmas pessoas, o organismo delas não produzem a lactase.
Muitos alegam que nós somos os únicos animais que mesmo depois de adultos ainda tomamos leite...rsrsr, porém, um cachorro ou um gato sendo ele filhote ou não, se você der leite pra eles, os mesmos vão tomar leite sim. Se o leite para os animais fosse algo determinado pela natureza, que após um animal adulto não tomasse leite, então quando se é oferecido leite aos mesmos, qual seria a reação dos animas?
Com certeza a negação e a repulsa ao leite, não é mesmo?! Afinal de contas já são bem grandinhos para tomar leite, ainda mais sendo leite de vaca...rsrs

Então temos que tomar muito cuidado com algumas crenças e mitos, até mesmo de profissionais da medicina, porque um mito pode prejudicar pessoas em nome de apenas teoria de uma autoridade.
Vale lembrar que: Fica apenas a critério das pessoas decidirem ou não tomarem leite por razões pessoais e não em função das crenças e teorias alheias, porém dizer que somos adultos e por essa razão não se deve tomar porque os animais não tomam, aí é uma comparação absurda e sem lógica alguma. (Renato Brito)


Link....Como responder a quem diz que o leite faz mal. Mito ou Verdade?





Como responder a quem diz que o leite faz mal. Mito ou Verdade?

Nenhum comentário:

São tantas as lendas negativas sobre produtos lácteos que chegamos a tomá-los com medo


No mundo de hoje, há dois tipos de pessoas: as que toleram a lactose e as que não. Se você está no segundo grupo, não tem opção a não ser restringir os lácteos ou eliminá-los (conforme o grau de intolerância que tiver) para evitar problemas. Mas inclusive se você não tem dificuldade de ingerir leite e derivados, possivelmente acredita que esses alimentos possam causar danos ou prejudicar sua saúde; talvez tenha lido ou ouvido todo tipo de afirmações, muitas delas contraditórias, pois esse líquido branco suscita fortes paixões e fobias entre críticos e partidários. Não há motivo para o temor, como diz Giuseppe Russolillo, presidente da Fundação Espanhola de Dietistas-Nutricionistas: “Os membros da comunidade científica, e os nutricionistas em particular, veem o leite como o alimento biologicamente completo e muito apto para o consumo humano."

Para poder digerir o açúcar do leite é necessário uma enzima chamada 'lactase'. Na Europa, onde a capacidade de produção dessa enzima aumentou, entre 70% e 90% da população a produzem (mas isso pode mudar ao longo da vida)A seguir, apresentamos algumas afirmações sobre o leite que podem confundir o consumidor. E oferecemos a informação para responder, com rigor, a essas sentenças frequentes.

“A maioria da população mundial não pode beber leite”

É verdade. Estima-se que dois terços da população mundial não podem ingerir a lactose depois dos oito anos. Um poderoso argumento para que essa maioria restrinja os lácteos (iogurtes e alguns queijos costumam ser bem digeridos pela maioria dos que têm intolerância, assim como pequenas quantidades de outros laticínios) ou não os consuma nos casos mais extremos. Para poder digerir o açúcar do leite, é necessária uma enzima chamada lactase. Na Europa, onde a capacidade de produção dessa enzima aumentou, entre 70% e 90% da população a produz (embora isso possa mudar ao longo da vida). Na Ásia e na África, ao contrário, a maioria dos habitantes são intolerantes, com taxas que superam 90% em muitos lugares. Por outro lado, existe a alergia ao leite (mais exatamente à sua proteína), que não tem nada a ver e afeta uma porcentagem mínima da população – em geral, menos de 1%. Além disso, a alergia costuma ser transitória. Um conselho pode ser útil para quem sofre dela: não tome lácteos. Já para você que não tem intolerância nem é alérgico, mesmo que se compadeça e se solidarize com os demais, a afirmação que encabeça esse parágrafo não o impede de se deleitar.




No ano passado, só 0,09% do leite analisado apresentou uma quantidade de antibióticos acima dos limites que estabelece a legislação

“O ser humano é o único animal que bebe leite após a amamentação"

Também é certo. Isso porque o ser humano é o único animal que desenvolveu a agricultura e pecuária. Também é o único que cozinha feijoada, que joga futebol e diz obviedades. Os traços que nos tornam humanos são exatamente os que apenas nós desenvolvemos – muitos deles bons, outros nem tanto. Além disso, embora a frase aí de cima geralmente seja aplicada como argumento contrário, poderia ser perfeitamente a favor. Há cerca de 8.000 anos, um grupo de humanos utilizou o leite para se alimentar na Europa e, com o tempo, acabou desenvolvendo a capacidade de digeri-lo. E onde o hábito foi adotado, a adaptação (ao longo de gerações) foi majoritária, de modo que a digestão da lactose parece mais uma vantagem evolutiva que um inconveniente.

“Os produtos lácteos contêm muita gordura saturada”


Há muitos outros alimentos que também fornecem cálcio, como os legumes e as frutas secas, e sua absorção pode ser inclusive melhor

Para começar, há lácteos desnatados que praticamente não contêm gordura alguma. Entre os demais, alguns têm porcentagens modestas (o leite integral tem 3,6% e um iogurte não desnatado tem ao redor de 3%). Esse é um terreno escorregadio, onde a evidência científica parece colocar em xeque ideias que estavam muito arraigadas. Como explica o nutricionista Juan Revenga, durante um tempo pensou-se que todas as gorduras saturadas eram ruins, mas novos estudos mostram que não se pode generalizare que as provenientes do leite podem inclusive ser benéficas para a saúde.



“O leite está cheio de antibióticos e hormônios aplicados às vacas”

Começando pelo final, dar hormônios aos animais é uma prática proibida há anos. Aplicar antibióticos para fomentar o crescimento também é (na União Europeia desde 2006). Miguel Ángel Lurueña, doutor em ciência e tecnologia dos alimentos e autor do blog Gominolas de Petróleo, explica que os antibióticos só podem ser empregados em situações específicas, exclusivamente para fins de tratamento. “Caso sejam administrados, é necessário respeitar um tempo de espera para conseguir que o animal metabolize essas substâncias, a fim de que não estejam presentes no leite (ou na carne) em quantidades que possam representar um risco à saúde humana. Quem menos deseja que haja resíduos de antibióticos no leite é a indústria de alimentos: a presença dessas substâncias traz enormes inconvenientes, entre eles a impossibilidade de elaborar laticínios fermentados como queijo e iogurte. Isso porque os antibióticos podem impedir o desenvolvimento das bactérias que entram em sua elaboração”, diz Lurueña. A Autoridade Europeia de Segurança Alimentar (EFSA) publica todo ano um relatório mostrando os resultados do controle que realiza periodicamente sobre os alimentos. No relatório do ano passado, apenas 0,09% do leite analisado apresentou uma quantidade de antibióticos acima dos limites estabelecidos por lei.

“O leite favorece o câncer”

Sobre esse tema não há conclusões científicas sólidas. Ou seja: se favorece ou impede o desenvolvimento do câncer, não seria de forma determinante, posto que não existe uma clara evidência de uma coisa ou de outra. Em todo caso, os estudos realizados vão na linha do que resume a Escola de Saúde Pública de Harvard: “Enquanto o cálcio e os lácteos podem reduzir o risco de câncer de cólon, um alto consumo desse grupo de alimentos poderia, possivelmente, aumentar ao mesmo tempo o risco de câncer de próstata e de ovário.” Os especialistas tomam essa afirmação com cuidado, já que foram encontradas correlações, mas não causalidades: ou seja, não se sabe se o que provoca um aumento ou uma redução dos tumores seja o leite; pode haver outros fatores na equação. “Esses valores tão estreitos não deveriam ser utilizados para fazer recomendações radicais ou excludentes demais”, conclui Luis Jiménez, químico e autor do livro Lo que dice la ciencia para adelgazar (“O que diz a ciência para emagrecer”).

“O leite produz catarro e favorece o resfriado”

A comunidade científica não tem dúvidas sobre isso. É um mito sem nenhum fundamento. O pediatra Carlos González explica desse modo: “Como o catarro é um mecanismo de defesa das vias respiratórias contra as infecções, poderia-se considerar que essa é uma vantagem do leite. No entanto, vários estudos realizados com um grupo placebo (leite de vaca ou de soja com substâncias que maquiam a diferença do sabor) mostraram que isso não acontece. O leite não produz muco.
Não parece que seja assim. Como dizia numa entrevista de 2013 Sergio Calsamiglia, catedrático do Departamento de Ciência Animal e dos Alimentos da Faculdade de Veterinária da Universidade Autônoma de Barcelona, nos últimos 25 anos foram realizadas 138 pesquisas a respeito. E apenas duas indicaram uma maior incidência de osteoporose entre consumidores de leite. Na imensa maioria ocorreu o contrário. Calsamiglia afirma que esse panorama continua vigente. A Escola de Saúde Pública de Harvard conclui que o consumo de lácteos e cálcio parece “reduzir o risco de osteoporose”, como apontam dezenas de pesquisas.“Os lácteos contribuem para a osteoporose”

E no outro extremo, alguém poderia dizer: “O leite é um alimento imprescindível para ter ossos saudáveis”

Isso é totalmente correto? O leite é uma rica fonte de cálcio, que é importante para os ossos. Portanto, os nutricionistas costumam recomendar sua ingestão para o aporte desse mineral. Mas o leite está longe de ser o único alimento que contém cálcio. Muitos outros também o oferecem, como os legumes e as frutas secas, e sua absorção pode inclusive ser melhor nesses casos. Além disso, como explica Revenga, para ter uma saúde óssea adequada existem muitos fatores em jogo. “A presença de cálcio na dieta é só um deles (e não tem por que ser o mais importante); também influem, e de forma importante: a adequada presença de vitaminas D e K; não consumir vitamina A em excesso; ter um adequado, não excessivo, aporte de proteína; não tomar refrigerante em excesso; e ter um padrão de vida ativo”, afirma.
Conclusão: Se você tem intolerância à lactose, é melhor não ingerir lácteos (ou consumir só alguns e em pequenas quantidades). Se tem alergia à proteína do leite, também deve evitá-los. Mas se não se enquadrar nos casos anteriores e gostar do leite e dos seus derivados, aproveite-os e saiba que o leite é um alimento completo cujo consumo habitual tem uma grande quantidade de benefícios em quantidades moderadas. Se você não gosta de lácteos, não quer toma-los, odeia-os, é filosoficamente contra eles por algum motivo ou quer se solidarizar com os que não podem prová-los, escolha outros alimentos que proporcionem uma dieta equilibrada. Nenhum é imprescindível.
Fonte: EL PAÍS 



OVNI Apareceu Durante o Eclipse Lunar Penumbral?

Nenhum comentário:
Um OVNI passou na frente da Lua durante o último eclipse penumbral?

O que poderia ser esse estranho disco escuro bem na frente da Lua durante o eclipse?

Enquanto observadores de todo o planeta estavam contemplando e fotografando a Lua durante o Eclipse Lunar Penumbral no dia 10 de fevereiro, um fotógrafo viu algo incomum, que depois acabou chamando a atenção de muita gente: um objeto em forma de disco passando na frente da Lua. Seria um OVNI?

"Eu estava usando um telescópio de 125mm para registrar o eclipse quando apareceu o pequeno disco preto", diz Luis G. Verdiales, de Loiza, Porto Rico. "Levou muito tempo para atravessar o disco lunar, então não era um satélite. Foi tão lento que eu fui capaz de fotografá-lo quatro vezes com a minha câmera. Isso chamou a minha atenção porque era redondo!"


Luis Verdiales entrou em contato com a maior organização de astronomia das ilhas do Caribe para descobrir o que era aquele estranho objeto. Eddie Irizarry, da Sociedad de Astronomía del Caribe explica o que aconteceu a seguir:

"Depois de analisar imagens ampliadas, suspeitamos que poderia ser um balão de estratosfera do Google Loon, um projeto que está testando a cobertura da internet a partir da estratosfera", diz Eddie. "Nós verificamos o "FlightRadar24.com", e de fato encontramos um balão a 64.400 pés identificado como HBAL176. Uma análise posterior mostrou que o balão estava justamente entre o observador e a Lua."


 


Fontes:

Site para monitorar balões: https://www.flightradar24.com/-22.32,...

http://earthsky.org/space/round-objec...

http://www.livescience.com/32849-7-wa...


Galeria do Meteorito


A TEIA DO ARANHA

Nenhum comentário:



FONTES
Atomic Accidents: A History of Nuclear Meltdowns and Disasters: From the Ozark Mountains to Fukushima, por James Mahaffey: http://amzn.to/2kkO0sO
McLaughlin, Thomas P., Shean P. Monahan, Norman L. Pruvost, Vladimir V. Frolov, Boris G. Ryazanov, and Victor I. Sviridov. A review of criticality accidents 2000 revision. No. LA-13638. Los Alamos National Lab., NM (US), 2000. - link: https://goo.gl/5KkdC1
Borovoi, A. A. "Nuclear fuel in the shelter." Atomic Energy 100, no. 4 (2006): 249-256.
Goldman, Marvin. "The Russian radiation legacy: its integrated impact and lessons." Environmental health perspectives 105, no. Suppl 6 (1997): 1385.

SAIBA MAIS
Nerdcast de Realidades Simuladas: https://goo.gl/VZdY3u
Os melhores livros que li em 2016: https://goo.gl/Eya4e1
Como ouvir audiolivros: https://goo.gl/2sn6kD
Bibliografia do Nerdologia: https://goo.gl/Jh1KfW
Entrevista da Radio Sweden com Clifford Robinson: https://goo.gl/WGx0sS
Como ficou Chernobyl depois do acidente: https://goo.gl/2hZf1J
Atomic Accidents: A History of Nuclear Meltdowns and Disasters: From the Ozark Mountains to Fukushima, por James Mahaffey: http://amzn.to/2kkO0sO

MATERIAL USADO
chernobyl imagens: https://youtu.be/UeZtlFeEcNg
reator de springfield: https://goo.gl/SazoET
explicacao da bomba atomica: https://youtu.be/-Nc0wCrkk00
hulk: https://goo.gl/g2Ekd0
simpsons: https://youtu.be/R-9eYvvfhf4
chernobil explicado: https://youtu.be/DOWD0CBxE7w
helicopteros: https://goo.gl/s0KOgA
pe de elefante: https://goo.gl/Wnop4h
filmagens do acidente: https://youtu.be/Bhqb1HfHDwg
acidente de pensilvania: https://goo.gl/q3CPLv



15 de fev de 2017

Como seria se a Terra tivesse anéis?

Nenhum comentário:
"Como seria se a Terra tivesse anéis?". 
A reposta seria uma senhora casada! Piadinhas a parte, vamos ao que interessa porque aqui o assunto é sério e a sua curiosidade é tratada com respeito.
 


O que Aconteceria se a Terra Girasse ao Contrário?

Nenhum comentário:
O nosso sistema solar e é claro toda a Galáxia foram formados pela condensação de uma massa de gás em plena rotação, e isso fez com que a terra nunca parasse de girar. Você já deve saber que a rotação é o movimento feito pela terra que gira em torno de seu próprio eixo. Ele acontece no sentido anti-horário e dura exatas 23 horas 56 minutos 4 segundos e 9 centésimos para ser concluído. Mas você já parou para pensar o que pode acontecer com a terra se ela começasse a girar no sentido horário? Ou seja, no sentido contrário que ela gira atualmente. O que alteraria em nossas vidas?




14 de fev de 2017

Chernobil: A Lava radioativa e as suas Consequências

Nenhum comentário:


FONTES
Atomic Accidents: A History of Nuclear Meltdowns and Disasters: From the Ozark Mountains to Fukushima, por James Mahaffey: http://amzn.to/2kkO0sO
McLaughlin, Thomas P., Shean P. Monahan, Norman L. Pruvost, Vladimir V. Frolov, Boris G. Ryazanov, and Victor I. Sviridov. A review of criticality accidents 2000 revision. No. LA-13638. Los Alamos National Lab., NM (US), 2000. - link: https://goo.gl/5KkdC1
Borovoi, A. A. "Nuclear fuel in the shelter." Atomic Energy 100, no. 4 (2006): 249-256.
Goldman, Marvin. "The Russian radiation legacy: its integrated impact and lessons." Environmental health perspectives 105, no. Suppl 6 (1997): 1385.

SAIBA MAIS
Nerdcast de Realidades Simuladas: https://goo.gl/VZdY3u
Os melhores livros que li em 2016: https://goo.gl/Eya4e1
Como ouvir audiolivros: https://goo.gl/2sn6kD
Bibliografia do Nerdologia: https://goo.gl/Jh1KfW
Entrevista da Radio Sweden com Clifford Robinson: https://goo.gl/WGx0sS
Como ficou Chernobyl depois do acidente: https://goo.gl/2hZf1J
Atomic Accidents: A History of Nuclear Meltdowns and Disasters: From the Ozark Mountains to Fukushima, por James Mahaffey: http://amzn.to/2kkO0sO

MATERIAL USADO
chernobyl imagens: https://youtu.be/UeZtlFeEcNg
reator de springfield: https://goo.gl/SazoET
explicacao da bomba atomica: https://youtu.be/-Nc0wCrkk00
hulk: https://goo.gl/g2Ekd0
simpsons: https://youtu.be/R-9eYvvfhf4
chernobil explicado: https://youtu.be/DOWD0CBxE7w
helicopteros: https://goo.gl/s0KOgA
pe de elefante: https://goo.gl/Wnop4h
filmagens do acidente: https://youtu.be/Bhqb1HfHDwg
acidente de pensilvania: https://goo.gl/q3CPLv



HEPATITE B: E A VACINA; É SEGURA OU NÃO É?

Nenhum comentário:

Esper G. Kallás, médico infectologista e imunologista, professor da Disciplina de Imunologia Clínica e Alergia da Faculdade de Medicina da USP

Veio tarde a expansão da vacinação contra a hepatite B, anunciada pelo Ministério da Saúde. A nova medida estende a vacinação para gestantes após o terceiro mês de gravidez, manicures, pedicures, podólogos, mulheres que fazem sexo com mulheres, travestis, portadores de doenças sexualmente transmissíveis e populações de assentamentos e acampamentos.
A hepatite B é conhecida por sua grande capacidade de transmissão, principalmente por via sexual, da mãe para o bebê durante a gestação e/ou no parto e por sangue ou derivados que estejam contaminados. Passa de pessoa para pessoa com mais facilidade que muitos agentes infecciosos, inclusive o HIV, vírus causador da aids.
Ocorre que há uma excelente vacina contra o vírus da hepatite B. É extremamente segura e eficaz, capaz de proteger quase 100% dos vacinados com as três doses recomendadas. A vacina é aplicada há muitos anos em crianças, como parte do calendário de vacinação brasileiro, com ótimos resultados.
Custa entender, portanto, por que demorou tanto para o Ministério da Saúde estender a vacina para os grupos citados no começo deste texto. A vacina já é produzida no Brasil a custo razoável, dispomos de boa rede de distribuição de vacinas e o país está investindo na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (especialmente o HIV). Acima de tudo, os bons resultados da vacina contra a hepatite B são inquestionáveis.
Sabemos, ainda, que grupos especiais, principalmente os portadores de outras doenças sexualmente transmissíveis, mantêm a transmissão do vírus da hepatite B em nosso meio. Há pouco tempo, era difícil vacinar tais pessoas pelo sistema de saúde. Muitos tinham de recorrer a clínicas privadas. Era um tiro no pé. A prevenção da hepatite B com uma vacina pode representar grande economia para o nosso sistema de saúde, já que um paciente que contrai o vírus pode tornar o atendimento caríssimo devido aos tratamentos de longo prazo e possíveis complicações.
Acho que devemos ir além. É difícil entender por que o Ministério da Saúde não torna a vacina acessível a toda a população que deseja se vacinar. É um investimento na saúde de todos nós.
https://drauziovarella.com.br/sexualidade/hepatite-b-entenda-por-que-a-vacinacao-foi-expandida/


Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...