11 de ago de 2016

Sem compreender o presente, a Verdade não se realiza

Pergunta: Como vos será possível encontrar a libertação que é harmonia por entre o conflito e a desarmonia do mundo?

Krishnamurti: Pelo compreender que essa harmonia não reside fora de vós, que pode somente ser realizada pelo vosso próprio esforço. Mesmo que o mundo estivesse perfeitamente planejado e organizado, ainda assim criaríeis o caos em vós. Se, porém, em vós tiverdes criado a harmonia, podereis viver pacificamente no mundo. É dentro de vós que precisais procurar a harmonia e só por esse meio ajudareis a criar a harmonia no mundo.

A desarmonia existe por causa do medo, pelo desejo de domínio e de conforto; pelo fato de vos preocupardes com o passado e o futuro antes do que com o agora, que é somente onde toda a experiência pode proporcionar entendimento. Portanto, não é pelo afastar-se do conflito do mundo, porém antes pelo verificar o justo valor, o valor especial do conflito, de toda a luta, alegria e dor que todos os dias vos afetam, que realizareis esta tranquilidade interior.

Pergunta: Podeis, por favor, explicar-nos o que entendeis pela expressão “convidai a tristeza?”

Krishnamurti: Por causa do medo, não evitar a tristeza buscando o conforto. Quando vos aperceberdes de vossa tristeza, esforçai-vos por descobrir a sua origem. Não oculteis nem a acoberteis com palavras de conforto, nem busqueis dela fugir. Convidar a tristeza é aperceber-se da causa da tristeza, a qual é a vossa eu-consciência, que cria divisões. Não olheis para o passado, mas tornai-vos conscientes em vossas ações com o intuito de ser completos. Não examineis todas as vossas complexidades do passadoantes porémtornai-vos plenamente conscientes de vossas ações no presente. Pelo vos tornardes cada vez mais conscientes no presente, vencereis o passado. Aquilo que denominamos futuro, é somente o presente em continuidade. Se, portanto, não compreenderdes o presente, não realizareis a Verdade   

Pergunta: Eu não tenho o sentimento de que as outras pessoas sejam meus irmãos, porém, desejaria tê-lo. É correto o comportar-se como se tal sentisse? Não será isto hipocrisia e auto-engano?

Krishnamurti: Quando libertardes vossa eu-consciência e por esse modo dissipardes a ilusão da individualidade, tereis a completude na qual não existe nem separação nem unidade. Daí surge a verdadeira conduta e verdadeiro afeto para com todos.

Krishnamurti, verão de 1931      


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, será muito legal...meu muito obrigado!! Volte Sempre!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
▲ Topo