31 de dez de 2016

FELIZ ANO NOVO - MENTE NOVOS!

Nenhum comentário:
FELIZ 2017 
Durante o ano nossas experiências diárias vão se somando como gotas de água a encher um copo. Chega um momento que nosso copo transborda e perdemos a capacidade de absorver e evoluir com nossas experiências. Vamos aproveitar este final de ciclo para avaliar o que se passou, esvaziar nosso copo e, de mente limpa e coração aberto, iniciar um novo ano. Eu Renato Brito desejo a todos os seguidores e amantes da página Liberte Sua Mente, que no ano de 2017 seu copo seja preenchido com gotas de amor, prosperidade e muita paz, tudo com uma outra e sublime consciência. 

"QUE A MUDANÇA DE MENTE SEJA PRIORIDADE, PORQUE A VIDA NUNCA SERÁ A MESMA. ELA SE MODIFICARÁ CONFORME QUE PERMITO QUE ASSIM SEJA EM MIM." (Flávio Siqueira) 

BOAS FESTAS PARA TODOS!





"Deus de Spinoza"

Nenhum comentário:
Pára de ficar rezando e batendo o peito! 
O que eu quero que faças é que saias pelo mundo e desfrutes de tua vida. 
Eu quero que gozes, cantes, te divirtas e que desfrutes de tudo o que Eu fiz para ti.
Pára de ir a esses templos lúgubres, obscuros e frios que tu mesmo construíste e que acreditas ser a minha casa. Minha casa está nas montanhas, nos bosques, nos rios, nos lagos, nas praias. Aí é onde Eu vivo e aí expresso meu amor por ti.
Pára de me culpar da tua vida miserável: Eu nunca te disse que há algo mau em ti ou que eras um pecador, ou que tua sexualidade fosse algo mau. O sexo é um presente que Eu te dei e com o qual podes expressar teu amor, teu êxtase, tua alegria.
Assim, não me culpes por tudo o que te fizeram crer.
Pára de ficar lendo supostas escrituras sagradas que nada têm a ver comigo.
Se não podes me ler num amanhecer, numa paisagem, no olhar de teus amigos, nos olhos de teu filhinho… Não me encontrarás em nenhum livro! 
Confia em mim e deixa de me pedir. Tu vais me dizer como fazer meu trabalho?
Pára de ter tanto medo de mim. Eu não te julgo, nem te critico, nem me irrito, nem te incomodo, nem te castigo. Eu sou puro amor.
Pára de me pedir perdão. 
Não há nada a perdoar. Se Eu te fiz… Eu te enchi de paixões, de limitações, de prazeres, de sentimentos, de necessidades, de incoerências, de livre-arbítrio.
Como posso te culpar se respondes a algo que eu pus em ti?
Como posso te castigar por seres como és, se Eu sou quem te fez? Crês que eu poderia criar um lugar para queimar a todos meus filhos que não se comportem bem, pelo resto da eternidade?
Que tipo de Deus pode fazer isso?
Esquece qualquer tipo de mandamento, qualquer tipo de lei; essas são artimanhas para te manipular, para te controlar, que só geram culpa em ti.
Respeita teu próximo e não faças o que não queiras para ti.
A única coisa que te peço é que prestes atenção a tua vida, que teu estado de alerta seja teu guia.
Esta vida não é uma prova, nem um degrau, nem um passo no caminho, nem um ensaio, nem um prelúdio para o paraíso.
Esta vida é o único que há aqui e agora, e o único que precisas.
Eu te fiz absolutamente livre.
Não há prêmios nem castigos. Não há pecados nem virtudes. 
Ninguém leva um placar. 
Ninguém leva um registro. 
Tu és absolutamente livre para fazer da tua vida um céu ou um inferno.
Não te poderia dizer se há algo depois desta vida, mas posso te dar um conselho.
Vive como se não o houvesse.
Como se esta fosse tua única oportunidade de aproveitar, de amar, de existir.
Assim, se não há nada, terás aproveitado da oportunidade que te dei. E se houver, tem certeza que Eu não vou te perguntar se foste comportado ou não.
Eu vou te perguntar se tu gostaste, se te divertiste… Do que mais gostaste? O que aprendeste?

Pára de crer em mim – crer é supor, adivinhar, imaginar.
Eu não quero que acredites em mim. Quero que me sintas em ti.
Quero que me sintas em ti quando beijas tua amada, quando agasalhas tua filhinha, quando acaricias teu cachorro, quando tomas banho no mar.
Pára de louvar-me!
Que tipo de Deus ególatra tu acreditas que Eu seja? 
Me aborrece que me louvem. Me cansa que agradeçam.
Tu te sentes grato? 
Demonstra-o cuidando de ti, de tua saúde, de tuas relações, do mundo.
Te sentes olhado, surpreendido?… Expressa tua alegria! Esse é o jeito de me louvar.
Pára de complicar as coisas e de repetir como papagaio o que te ensinaram sobre mim.
A única certeza é que tu estás aqui, que estás vivo, e que este mundo está cheio de maravilhas.
Para que precisas de mais milagres?
Para que tantas explicações?
Não me procures fora!
Não me acharás.
Procura-me dentro… aí é que estou, batendo em ti.

Einstein, quando perguntado se acreditava em Deus, respondeu:
"Acredito no Deus de Spinoza, que se revela por si mesmo na
harmonia de tudo o que existe."





Vegeta- O mais 'humano' entre os Saiyajin

Nenhum comentário:







10 Curiosidades sobre Bruce Lee

Nenhum comentário:





Usando probabilidade para jogar! BoaTemática

Nenhum comentário:
Descubra um pouco mais sobre a probabilidade e sua história. Aprenda também um jogo de dados para desafiar seus colegas!




Armamento ou desarmamento? Tire as suas próprias conclusões....

Nenhum comentário:
Armas de fogo são perigosas ou pessoas são perigosas? O desarmamento é algo que prejudica os cidadãos brasileiros no Brasil? Os homicídios diminuiriam se portássemos armas na cintura? Chegou a hora de decidir com seu VEREDITO.




26 de dez de 2016

E ai, você aguenta? Um vídeo inquietante sobre a verdade, o conhecimento, a iluminação.

Um comentário:
Apesar de tanta gente sair por ai gritando "eu tenho a verdade", para os honestos fica a pergunta,"mas... que verdade?".Pensar nisso pode ser extremamente inquietante, mas necessário para todos os que sinceramente querem ir além das explicações. 




25 de dez de 2016

A NOCIVA PROCURA DE UMA FELICIDADE NA PROPRIEDADE, NA FAMÍLIA, NO SOBRENOME..... (OS MEIOS DESTROEM O FIM)

Um comentário:
A NOCIVA PROCURA DE UMA FELICIDADE NA PROPRIEDADE, NA FAMÍLIA, NO SOBRENOME..... (OS MEIOS DESTROEM O FIM)
Procuramos a felicidade através de coisas, relacionamentos, pensamentos, idéias. Então isto torna-se o importante, e não a felicidade. Quando a buscamos através de algo, então a coisa torna-se de maior valor do que a própria felicidade. Quando colocado dessa maneira, o problema parece simples, e é. Procuramos a felicidade na propriedade, na família, no sobrenome; então tornam-se tudo o que importa, para, em seguida, a felicidade ser procurada através de um meio, e aí os meios destroem o fim.
Pode a felicidade ser encontrada através de algum meio, algo criado pelas mãos ou pela mente? Coisas, relacionamentos e ideias são tão transparentemente voláteis, que sempre nos tornamos infelizes por elas.... Coisas são efêmeras, gastam-se e são descartadas; relacionamentos estão em constante choque e o fim os espera; ideias e crenças não tem estabilidade, não permanecem. Então o pesar torna-se companhia constante e vencê-lo passa a ser um problema.
Para encontrar o verdadeiro significado da felicidade, temos que explorar o Universo do auto-conhecimento. Ele não é um fim em si. Há um ponto de partida em uma corrente fluida? Cada gota de água, desde a nascente até a foz, tornam o rio o que ele é. Imaginar que acharemos a felicidade na fonte, na origem, é um engano. Ela deve ser encontrada no ponto em que você está no fluxo do rio do auto-conhecimento.
Jiddu Krishnamurti

O que a ciência nos diz sobre a felicidade? O objetivo de todos os seres humanos é viver uma vida feliz. Todos os grandes pensadores debateram essa questão de forma profunda.




A origem de BRUCE LEE

Nenhum comentário:
Neste vídeo você vai descobrir a história de uma lenda, o BRUCE LEE! 
Sua vida foi simplesmente incrível e também admirável. Ele mudou totalmente a forma de como os chineses eram vistos nos filmes estadunidenses, criando uma boa imagem. Confira também muitas outras curiosidades e como foi seu progresso nas artes marciais.
 


Espetacularização da Tragédia

Nenhum comentário:
Na reflexão de hoje, o Prof. Pedro Calabrez explica o que leva os meios de comunicação a explorar, de maneira oportunista e cruel, tragédias e catástrofes.



REFERÊNCIAS E RECOMENDAÇÕES

- Estudo dos macacos:

Deaner, R.O., Khera, A.V. & Platt, M.L. (2005). Monkeys Pay Per View: Adaptive Valuation of Social Images by Rhesus Macaques. Current Biology, 15(6), 543-548, http://dx.doi.org/10.1016/j.cub.2005....

- Livro do Robin Dunbar:

Dunbar, R. (1998). Grooming, Gossip and the Evolution of Language. New York: Harvard University Press.

- Duas grandes revisões sistemáticas sobre o viés de negatividade:


Baumeister, R.F., Finkenauer, C., and Vohs, K.D. (2001). Bad is stronger than good. Review of General Psychology, 5(4), 323–370.

Rozin, P., and Royzman, E.B. (2001). Negativity bias, negativity dominance, and contagion. Personality and Social Psychology Review, 5(4), 296-320.



24 de dez de 2016

REFELXÃO: O que podemos aprender com os guerreiros Z GOKU e VEGETA

Nenhum comentário:
Alguém pode se perguntar: "O que podemos aprender com personagens de desenhos animados?" Afinal de contas, é só apenas um desenho!
Bom....pois eu digo que no caso de muitos desenhos animados também podemos extrair diversas reflexões e lições de vida.
Em toda parte se existe mensagens em que podemos dentro de nossa percepção e sensibilidade extrair algo de positivo para nosso progresso e desenvolvimento pessoal no dia a dia.
O que podemos aprender com um anti-herói, como no caso do Vegeta?
Todas as características desses dois personagens Goku e Vegeta, não existe atoa ou em vão, mas que tende a nos demonstrar uma série de coisas que está em nós de positivo e negativo em  nossa personalidade. 


Pra quem é fã de Dragon Ball, será fácil entender porque eu fiz essa matéria, porque não é um simples desenho de combates de lutas apenas, mas também com intuito de que realmente podemos aprender com esses dois ilustres, inesquecíveis poderosos guerreiros Z, ao qual tem tudo a vê com a nossa ambivalência de nosso ser.
Vale apena conferir. 






BRUCE LEE - O Seu Maior Ensinamento de - Seja Como a Água

Nenhum comentário:
Quero deixar bem claro que nesse vídeo fico apenas com que realmente tem a vê com a nossa vida no dia a dia como ser humano, com a nossa essência, com a nossa personalidade, com nosso caráter, que realmente se há a mais intrínseca necessidade de ser desenvolvida numa consciência e liberdade maior e inteiramente honesta e sincera consigo mesmo.
Até mesmo o Bruce Lee em um de seus discursos disse uma vez:
"que um dos maiores desafios do ser humano é ser honesto consigo mesmo."

E eu concordo plenamente com ele, porque o ser humano para não ser honesto e sincero com ele mesmo, o mesmo se esconde por trás das máscaras de acordo com a sua própria conveniência, enganando apenas a ele mesmo.

Agora quanto a "espiritualidade" pra mim em particular não existe como algo espiritual ou que temos um ser ou uma entidade de ordem imaterial dentro de nós a ser atendida no quesito fé ou crença, mas podemos tratar isso não com uma espiritualidade vinculada ao romance cósmico ou ao universo místico.

Vejo a ideia de "espiritualidade" como livre consciência, e não uma formula mágica a ser praticada e alcançada com intuito de o mesmo fazer algo por você. Isso é utopia dos místicos! Para vender livro$ e artigos exotéricos. 

Mas alguém pode me perguntar: "Se você não acredita em espiritualidade por que então postou esse vídeo?"
Eu repondo simplesmente porque sempre fui admirador de sua filosofia de vida e o nível de consciência que o Bruce adquiriu com o tempo, que era pra mim, algo fora do comum, um nível invejável em que bem poucos homens alcançam.
Ele realmente aprendeu a ser mestre de si mesmo, e com um nível de autonomia e independência sem igual.
Ele de fato era um exímio exemplo consciente no jeito de ser com ele e com a vida!!!

"Espiritualidade" é um termo saturado e distorcido em que na verdade é algo de pura (((livre consciência))), e a mesma não deve ser tratada e praticada numa crença dogmática como algo transcendental e cósmica, mas sim, numa percepção e observação do seu dia a dia.....nas coisas simples da vida.....na sua trajetória de vida com você mesma e o com os outros, e que a todo momento e em todos os lugares nos deparamos sempre com mensagens agregadoras, cuja a intenção é sempre de nos elevarmos como pessoa - pessoas melhores a cada dia num nível apenas consciencial, numa sintonia branda e calma com você mesma, com seu ser de forma totalmente espontânea e natural com a vida e com seu coração. 

Qualquer forma de acrescentar ou agregar subterfúgios externas e dogmas de homens achando que essas coisas irão potencializar ainda mais os seus interesses e objetivos, se engana, porque tudo não irá passar de algo fútil e superficial, se comprometendo apenas com sua própria utopia e preso no reflexo de seu próprio ego.

Então seja você em tudo, na sua essência de ser e viver....porque você é a razão e a causa de tudo. Porque tudo está em você e para você. Você é o mundo, e o mundo é você. 

Então sendo assim cuide do seu próprio universo com sabedoria e honestidade sempre!

- Renato Brito (Liberte Sua Mente)





Dinheiro traz felicidade?

Nenhum comentário:
Neste episódio do Nerdologia vamos responder a pergunta que sempre se repete: dinheiro traz felicidade?




SAIBA MAIS:

Livros recomendados no Nerdologia: http://goo.gl/pRIHDx

Texto do André no Cognando sobre o tema: http://goo.gl/VpLa9h

Índice de felicidade dos países: http://goo.gl/UVmpQE

Livro citado:
O que nos faz felizes, por Daniel Gilbert

Brickman, Philip, Dan Coates, and Ronnie Janoff-Bulman. "Lottery winners and accident victims: Is happiness relative?." Journal of personality and social psychology 36, no. 8 (1978): 917.

Kahneman, Daniel, Alan B. Krueger, David Schkade, Norbert Schwarz, and Arthur A. Stone. "Would you be happier if you were richer? A focusing illusion." Science 312, no. 5782 (2006): 1908-1910.

Stevenson, Betsey, and Justin Wolfers. Subjective well-being and income: Is there any evidence of satiation?. No. w18992. National Bureau of Economic Research, 2013.

Powdthavee, Nattavudh. "Putting a price tag on friends, relatives, and neighbours: Using surveys of life satisfaction to value social relationships." The Journal of Socio-Economics 37, no. 4 (2008): 1459-1480.

Fontes



23 de dez de 2016

MATRIX (teorias da conspiração). O que são?

Nenhum comentário:

"Quem controla a Humanidade?" 

 'Há uma esfera mais alta, interesses impublicáveis e desconhecidos. Convergências e acontecimentos aparentemente sem nenhuma conexão entre si, mas que trabalham sob uma única causa, a mesma que manterá as coisas como sempre foram, esses controlam as mentes, determinam o estilo de vida, dominam a cultura, administram a economia, o dinheiro, a educação, e até a fé de milhões de pessoas, que só enxergam uma camada logo acima, que não percebem que há outras. Seus sistemas de crenças, seus valores, suas auto-regulamentações morais, as leis, interesses objetivos, o que lhes deixa entretidos, o que valorizam, o que sonham para si e os seus filhos. 
Tudo é mantido pelo topo da pirâmide como que administra miragens, sombras, projetadas nas paredes na caverna, onde a maioria insistem continuar, felizes, acomodados, sem nenhuma espécie de questionamentos, simplesmente porque alí se sentem "seguros". 👽
- Livro duas Vidas 


É daqui que parte às alucinantes Teorias da Conspiração, e com efeito, quanto mais uma pessoa é levada nesse fluxo, nessa contagiosa moda cultural, mais louco e paranoico vai ficar, e bem mais suscetível à credulidade a pessoa vai ficar diante dessas coletivas hipnoses míticas.
Nesse contra fluxo os adeptos teóricos conspiratórios vivem em volto do alarmismos o tempo todo, e ao mesmo tempo cada vez mais vulneráveis como presas atraídas pelas garras dos predadores (charlatões) que deliberadamente manipulam e disseminam como iscas essas alucinógenas teorias, para que o desserviço e a ignorância ganham importância e destaque em meio aos incautos, onde o mesmo infelizmente, toma lugar do que seria totalmente mais relevante ao que corresponde ao mundo real em contraste com as lendas urbanas. 👀






Somos escrementos iluminadas!

Nenhum comentário:




LIÇÕES DE VIDA: O que podemos extrair de positivo do PODEROSO CHEFÃO e do PABLO ESCOBAR?

Nenhum comentário:




Cidades

Nenhum comentário:




MATERIAL USADO


O que acontece se você dormir com cebolas nos pés?

Nenhum comentário:




COMPORTAMENTO CURIOSIDADES MÚSICA SEXO ...O rock não existisse?

Nenhum comentário:

Os jovens teriam outro jeito de se vestir, de encarar o sexo e de protestar. Aliás, seriam menos jovens: passariam da infância à fase adulta, sem saber o que era adolescência.

Menos jovens, menos rebeldes e mais virgens. Assim seria um mundo onde nunca houvesse surgido o rock'n'roll. "A maior contribuição do rock para a sociedade foi a libertação do corpo em todos os sentidos", afirma Herom Vargas, professor de história da cultura da Universidade Metodista de São Paulo. "Estaríamos fadados a não fazer amor antes do casamento, a não nos rebelar contra padrões sociais preestabelecidos e enfrentaríamos barreiras até para experimentações estéticas corriqueiras, como usar calça jeans e fazer tatuagens." É possível que não existisse a adolescência como a conhecemos. Até a década de 1950, o esperado era que você passasse de criança para adulto mirim, sem escalas. Com os primeiros solos de Chuck Berry e Bill Haley e as primeiras reboladas de Elvis, ficou claro que uma revolução cultural estava em andamento. E ela afetava diretamente aqueles seres inclassificáveis que estavam na puberdade e queriam imitar os desajustados despojados que apareciam na TV e no cinema. Se nunca tivesse visto Elvis rebolando de jaqueta de couro, o jovem Erasmo Esteves seria um anônimo tijucano sem o sobrenome e talvez sem a amizade de Roberto Carlos, que insistiria em ser famoso com boleros e bossas-novas. Também perderíamos uma forma de expressão importante. Conceitos como socialismo e anarquismo ficariam sem uma plataforma de divulgação competente para os jovens pouco afeitos à leitura de Karl Marx e Mikhail Bakunin, o que enfraqueceria as revoltas e manifestações populares. Como o professor Herom Vargas afirma, o rock trazia em si a noção estética da rebeldia. "A música desobedecia estéticas, com o ruído da guitarra e danças que punham os corpos a distância e cada vez mais soltos. Essas rebeldias se juntaram a todas as outras: sociais, políticas, ideológicas..." Os Sex Pistols não ironizariam a rainha da Inglaterra e o The Clash não lançaria luz sobre conflitos de esquerda na Nicarágua. Até as manifestações que tomaram o Brasil em junho seriam comprometidas. Mayara Vivian, uma das porta-vozes do Movimento Passe Livre, afirmou em plena Câmara Municipal de São Paulo: "Eu não gosto de políticos. Eu gosto de Ramones." Seria mais difícil fazer sexo sem o empurrãozinho dos roqueiros. Assim como nossos bisavós, teríamos poucas chances de treinar nossas habilidades sexuais. A menos que se fizesse tudo às escondidas. 
Com seus refrões libertários e as curtas vidas loucas de gente como Janis Joplin, Jimi Hendrix e Jim Morrison (todos mortos aos 27 anos), o rock foi a pólvora que detonou a explosão da revolução sexual. Sem ele, o "amor livre" ainda estaria preso em algum celeiro do interior dos EUA. 
 Realidômetro - 3 O mundo já esperava um ritmo que questionasse as regras. O rock atendeu A esse desejo. Números do rock Rod Stewart detém o recorde de maior show de rock: 3,5 milhões na praia de Copacabana em 1994 Bandas mais barulhentas (segundo o Guinness): Deep Purple - 117 dB The Who - 120 dB Manowar - 128 dB Segundo especialistas, o primeiro rock é Rocket 88 Ike Turner gravou em 1951 Fontes Herom Vargas, professor de história da cultura da Universidade Metodista de São Paulo; Waldenyr Caldas, professor de sociologia da cultura da USP.

http://super.abril.com.br/comportamento/o-rock-nao-existisse


Não se pode falar do oceano para um sapo do brejo

Nenhum comentário:




Existe família que não seja disfuncional?

Nenhum comentário:


Fonte: Pensar Compulsivo 

20 RESPOSTAS POSSÍVEIS PARA PERGUNTAS IMPOSSÍVEIS

Nenhum comentário:

No vídeo de hoje vamos descobrir 20 respostas possíveis para perguntas impossíveis.




AMAR É SINÔNIMO DE APRECIAÇÃO E NUNCA DE POSSE...

Nenhum comentário:

"Quando amar alguém, tome o cuidado de não te entregar as paixões, que tornam o amante um escravo do objeto amado. O verdadeiro e real amor, não toma de si qualquer pertence, não o vê como posse. É livre, livre para permanecer no vazio, do não-desejo, do não-pertencer, e aí é onde está a verdadeira vida, a vivenciar simplesmente e unicamente o hábito de amar."
Um Eterno Aprendiz



22 de dez de 2016

VOCÊ É O MUNDO

Nenhum comentário:

VOCÊ É O MUNDO
O mundo é apenas um nome; o indivíduo é a realidade. Você pode continuar tentando encontrar o mundo em toda parte e não irá encontrá-lo; você sempre encontrará o indivíduo...
Exceto você, não existe mundo.
Essa é uma maneira de compreender a colocação: que o indivíduo é a única realidade. E o mundo não é nada mais do que a coletividade de indivíduos, então, seja lá o que for, é uma contribuição de indivíduos. Se for feio, você contribuiu para a feiúra. Se estiver cheio de ódio, inveja, raiva, ambição, cobiça, você contribuiu para todo este inferno no qual estamos vivendo. Você não pode jogar a responsabilidade em alguém mais; você tem de aceitar a responsabilidade sobre os seus próprios ombros.
Seja lá o que venha para você, lembre-se, é o seu fazer. Talvez você tenha se esquecido quando começou. O mundo é grande, leva tempo. Mas tudo volta à sua fonte — essa é uma das regras fundamentais da vida, não a regra de um jogo.
Então, se estiver sofrendo, se estiver miserável, se estiver tenso, cheio de ansiedades, angústia, não apenas se console dizendo que este mundo é feio, que todos os demais são feios, que você é uma vítima.
... você não é uma vítima, você é um criador deste mundo insano; naturalmente, você tem de participar no resultado de seja lá o que for que tenha contribuído. Você está participando em jogar as sementes, estará participando ao colher a colheita também; você não pode escapar.
Para tornar o indivíduo ciente, de forma que ele pare de jogar a responsabilidade nos outros — do contrário, ele começa a olhar para dentro para ver de que maneira ele está contribuindo para toda essa loucura — existe uma possibilidade de que ele possa parar de contribuir. Porque ele tem de sofrer também. Se ele vem a saber que todo o mundo não é nada mais do que a sua projeção numa escala maior... Porque milhões de indivíduos contribuíram com a mesma raiva, a mesma competitividade, a mesma violência, ela se tornou gigantesca. Você não pode conceber que tenha sido responsável por isso: "Eu posso ter contribuído apenas com uma pequena parte..." Mas um oceano não é nada mais do que milhões e milhões de gotas. Uma gota não pode pensar que é responsável pelo oceano — mas a gota é responsável. Sem a gota não haveria oceano de maneira alguma. O oceano é apenas um nome; a realidade está na gota.
Aceitar a sua responsabilidade irá transformá-lo e a sua transformação é o começo da transformação do mundo — porque você é o mundo. Seja lá o quão pequeno for, um mundo em miniatura, mas você carrega todas as sementes.
Se a revolução acontece em você, ela carrega a revolução para o mundo todo.
Você é o mundo. Se você quiser mudar o mundo, não comece mudando o mundo — essa é a maneira errada que a humanidade tem seguido até agora: Mude a sociedade, mude a estrutura econômica. Mude isso, mude aquilo. Mas não mude o indivíduo. Essa é a razão pela qual todas as revoluções falharam. Somente uma revolução pode ser bem sucedida, o que não foi tentado até agora — e essa é a revolução do indivíduo.
Mude você mesmo. Esteja alerta para não contribuir com qualquer coisa que torne o mundo um inferno. E lembre-se de contribuir com alguma coisa para o mundo que o torne um paraíso.
Esse é todo o segredo de uma pessoa consciente. E se todas as pessoas começam a fazer isso, haverá uma revolução sem qualquer derramamento de sangue.
...
É um fato simples: as pessoas que escaparam do mundo não acham que são responsáveis por este mundo. Escapando, elas não mudaram o mundo. Escapando, não contribuíram em nada para torná-lo mais bonito, mais humano, mais inteligente, mais meditativo. Nem elas mudaram o mundo nem passaram por uma mudança interna nelas mesmas. Por essa razão eu sou contra renunciar ao mundo.
Fique no mundo, seja lá o quão difícil for — porque é apenas no mundo que será lembrado, em cada passo, que tipo de mente você está carregando por dentro.
E essa mente é projetada no lado de fora e se torna enorme porque tantas mentes estão projetando da mesma maneira.
"Você é o mundo" não é uma colocação matemática.
"Você é o mundo" é um insight psicológico.
E pode se tornar a própria chave para a única revolução que pode acontecer.
OSHO; Sermons in Stones