29 de jul de 2015

DEUSES BÍBLICOS EXTRATERRESTRES - DIABÓLICOS E ÉTICOS


DEUSES BÍBLICOS EXTRATERRESTRES - DIABÓLICOS E ÉTICOS
No mundo ocidental há a negação da presença de extraterrestres em nosso passado. Mas isso não acontece entre nativos e algumas culturas orientais. Na bíblia há muitos relatos diretos voltado para essa questão peculiar.
Efésios 6:12 na versão King James da Bíblia, que é utilizada como base para mais traduções modernas estipula:
"Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste mundo, contra a perversidade espiritual em lugares altos."
Em nítido contraste direto a tradução do grego sem censura de acordo com estudiosos da Bíblia indica o seguinte:
"Porque a nossa luta não é contra os seres humanos, mas contra os principados, contra as potestades, contra as forças deste mundo tenebroso, contra as forças das trevas espirituais (que promove a ignorância na humanidade) da maldade no espaço exterior. (Fora da Terra)"
- Efésios 6:12
O cristianismo e a ciência "mainstream" aqui no ocidente evoluíram como pilares da manutenção dos opressivo regimes, que substantivamente procuram perpetuar o império do controle das massas, ao invés de espalhar os direitos humanos legais. A negação extraterrestrial no ocidente industrializado é um fenômeno da sociedade capitalista, onde as elites procuram manter o seu status quo, reprimindo o conhecimento crítico que levaria a uma sociedade liberta da opressão elitista. Assim o capitalismo, mantém a ganância que impulsiona os lucros comerciais, com base em fazer cumprir a ignorância da sociedade, que impede o público de ter livre acesso ao conhecimento verdadeiro que pode "diminuir os lucros" das demandas do consumidor.

Por que o "mainstream" da ciência continuam a negar a histórica e contínua existência de contato extraterrestre com os seres humanos na Terra?
Por que os programas científicos na televisão, e em outra incursão da mídia de massa, como revistas, continuam a mantendo a "ficção" evidente que a humanidade ainda está em busca de vida inteligente no universo além da Terra?
Com isso em mente, tanto quanto a religião moderna, por que o cristianismo institucionalizado correspondentemente apoiam esta negação de contato com extraterrestres, como manifestado em "óvnis"?
A negação extraterrestrial dentro da ciência ocidental e cristã, se manifesta a partir de uma consciência, em que os seres humanos têm sido seduzidos a perseguir o poder materialista e opressão contra os outros.
Os discípulos do ativista Jesus sugerem que esta sedução aparente, foi amplificado por extraterrestres manipuladores.
Advertências bíblicas sobre manipuladores extraterrestres foram censuradas pelas elites religiosas cristãs que adaptaram textos bíblicos para ocultar essa informação das massas.
A própria Bíblia em formulários pré-traduzido, tal como apresentado por estudiosos da Bíblia, na verdade, contém advertências específicas contra estes aparente manipuladores extraterrestres, que aparentemente tentam controlar, explorar e oprimir a humanidade em sua totalidade.
No entanto, as formas traduzidas da Bíblia, incluindo a notável versão King James, presumivelmente dirigidas por estas entidades manipuladoras relatadas aqui, excluíram as advertências explícitas.
Implicações da divulgação extraterrestre na sociedade moderna.
O aviso do contato extraterrestre pelo cristianismo e pela ciência "mainstream" no Ocidente industrializado agora, iria elevar a consciência humana de uma maneira que iria capacitar a humanidade, em relação as implicações positivas e negativas potenciais de presenças extraterrestres na Terra.
A ignorância sobre extraterrestres tornou-se inextricavelmente ligada à evolução disfuncional e manutenção de um sistema opressivo do capitalismo, que prospera ao lado da ignorância individual. O cristianismo foi criado pelas elite sob a forma de espalhar a mensagem de um Deus inventado, para executar e para se espalhar através do Império da criação de uma burocracia religiosa de uma elite dominadora. O cristianismo é a ferramenta que os romanos e outros impérios, desde então, têm usado para pacificar e oprimir "as massas".
A "ciência" ocidental tornou-se o mecanismo secular usado pela elite do ocidente, correspondentemente para oprimir as massas através do desenvolvimento de tecnologias destrutivas associadas a um complexo político-militar-industrial e manipulados através de poderes "oficiais" do conhecimento. Estas bases altamente gestoras do conhecimento são de propriedade de uma elite. Estas bases gestoras do conhecimento também estão em conluio dirigido no sistema capitalista, por meio de sistemas formais de educação, socialização ampla e organizações de mídia de massa interligados de televisão para a mídia de impressão. Na realidade, os propagadores do cristianismo e da ciência "mainstream" na evolução do ocidente industrializado estão perseguindo uma agenda coletiva, para manter o poder opressivo, que exige negar contato com extraterrestres...
O aparente conflito entre "religião" e a ciência, é um conflito de gestão e é uma estratégia de decepção em massa através do teatro político, que é orquestrado para dar a aparência de um debate descontrolado e crítico. Na realidade, ambos os lados do debate são controlados pela mesma confederação de elites, que estão ligadas à prossecução conjunta de "Império", com o uso oportunista da religião e da ciência sob o capitalismo.
Eles buscam oprimir "as massas", para subverter uma consciência crítica de autorização da identidade da humanidade no universo, em relação aos extraterrestres. Revelar a presença extraterrestre pela ciência moderna e o cristianismo institucionalizado, iria inspirar o despertar , incluindo uma re-apresentação da identidade humana em relação sobre o que o termo Deus implica, uma consciência universal - força de atração.

Na verdade, os antigos discípulos do ativista Jesus viam Deus associado à evolução do dogma cristão com um "falso Deus ", criado sob a influência do que foi referido como os extraterrestres manipuladores associados à outros sistemas religiosos cultivadas pelos impérios repressivos no antigo Testamento (Estes incluem reporta os deuses pré- "cristão" Roma e Egito), e outros tais Impérios opressivos de base religiosa.
Os antigos discípulos viam a questão "Deus" como a consciência criativa original do nosso Universo, associado com o livre arbítrio (Gravidade = Força de atração).

Os extraterrestres se apresentam na Terra como os deuses dos escritos sagrados humanos. Os discípulos antigos reconheciam a presença dos extraterrestres como diabos ou demônios termos que significam, aqueles que vieram para a Terra para roubar os minérios, destruir o ecossistema e matar quem se opor a eles. Então, eles vieram matar roubar e destruir.
A negação da presença extraterrestre, é uma espécie de psicose social na sociedade ocidental que visa a ocultação das aparentes consciências "demoníacas", que agora dirige o capitalismo ocidental em todo o mundo através da "globalização".
No entanto assim como há extraterrestres que vieram roubar, matar e destruir, vieram também extraterrestres éticos que reconhece que somos uma espécie jovem. Em sua última visita nos civilizaram com leis com códigos de éticas e boas condutas, conforme há registros disso nos livros sagrados da humanidade.
A negação extraterrestre também serve para frustrar a propagação de mensagens por seres extraterrestres éticos, como aparentemente Jesus, e outros mensageiros espirituais, que buscavam inspirar a libertação da humanidade da influência de "consciências demoníacas".
Os dogmas religiosos induz a humanidade a acreditar em salvadores religiosos
Com a criação de salvadores religiosos, como expresso na corruptora história aparente do legado de Jesus através do cristianismo, as elites procuraram descapacitar a responsabilidade social entre a humanidade para o outro, no contexto de justiça social, e transformá-los em pessoas que tenham "fé" na orientação da sociedade sob elites opressoras. A consciência dos manipuladores extraterrestres visa reprimir o conhecimento espiritual vital associado a reconhecer a existência do legado histórico e em curso do contato extraterrestrial com seres humanos.
Extraterrestres manipuladores aparentemente implantam, nos próprios emissários que buscam oprimir a humanidade, o uso de controle de dogma, e "fé" entre as massas, de modo que a RELIGIÃO é apenas um culto a extraterrestres manipuladores. De fato eles manipulam os seus três pastores que governam a Terra: política, religião e as grandes corporações.
O verdadeiro Deus (Força de atração = universo consciente) se manifesta na busca de uma consciência associada com sabedoria, paz e amor, e também na Terra pela Mãe natureza. Os nativos canadenses e outros povos indígenas em todo o mundo realizam conhecimentos espirituais antigos associados com uma empatia do grande Espírito (Força de atração) têm sido e continuam a ser submetido a um genocídio por uma consciência demoníaca aparente que encarna, um "falso Deus ". Este falso aparente Deus é um engano aparente demoníaco, que visa reprimir o conhecimento indígena vital, que poderia libertar a humanidade da opressão dos extraterrestres manipuladores, que desde há muito vem seduzindo os seres humanos para longe do caminho da humanidade, usando promessas egoístas de ego conduzido para alcançar "poder ilimitado" para elites no planeta, através da busca da ganância e tecnologias que poderiam reforçar o controle social sobre o seu planeta.
É evidente que Jesus juntamente com outros mensageiros espirituais de uma consciência do Grande Espírito (universo consciente), tentou espalhar a mensagem de que os seres humanos são todos os filhos e filhas do Grande Espírito, e deve tratar cada outro em conformidade. Jesus não era um candidato específico de deificação religiosa. Os extraterrestres manipuladores distorceram sua mensagem e fizeram os humanos erroneamente crer que Jesus era um Deus para executar ainda mais uma agenda de estragos religiosos na Terra. Portanto, os próprios esforços dos extraterrestres éticos para inspirar a humanidade capacitando-espiritualidade interior humano, aparentemente foi sequestrado, pela aparentemente falsa rotulagem de Jesus como um "salvador", pelas influências extraterrestres muito manipuladora que extraterrestres éticos procuraram aplicar medidas de compensação. Em um contexto apreciativo em associação com amplo controle social da elite dominadora, as pessoas foram persuadidas a acreditar na ideia de ser "salvo" e, em seguida aceito no "céu", seguindo o dogma definido pelas elites religiosas.
Os éticos extraterrestres "mensageiros" eram na verdade viajantes do tempo de um futuro continuum espaço-tempo que vieram para alertar a humanidade na Terra de um caminho de opressão sob a influência dos manipuladores extraterrestres. Como disse o rei Salomão: o que é (presente) já foi (passado) e o que há de ser (futuro) também já foi.
Os extraterrestres éticos procura livrar a humanidade aparentemente de sistemas de religiões criadas sob a influência aparente de extraterrestres manipuladores que buscam enganar e oprimir a humanidade.
Os extraterrestres humanoíde procuraram ser adorado como um Deus, ou 'deuses', e viu a humanidade como uma espécie de projeto de ciências interessante.
A negação a respeito dos extraterrestres é fomentada, a fim de perpetuar a ignorância e, que por sua vez, é usado para impor os sistemas de opressão perpetuados em conjunto pela ciência e o cristianismo que na verdade é o previsto anti Cristo (contra Cristo).

Por Jean Bispo


Um comentário:

Deixe seu comentário, será muito legal...meu muito obrigado!! Volte Sempre!!!