30 de jun de 2015

Saindo da Matrix - Compreendendo os Mecanismos da natureza da Realidade

Nenhum comentário:

Palestra Realizada em São Paulo em agosto de 2014 Baseada nas informações trabalhadas anteriormente por Ruy em Europa através dos seminários: "Saindo da Matrix: Compreendendo os Mecanismos da Natureza da Realidade" e "Reptilianos e Annunakis" onde Ruy aborda temas e informações referentes a realidade material, realidade extrafísica, passado, presente e futuro da humanidade, História Oficial x História Alternativa, História Secreta, medicinas antigas, taboas sumérias, teorias da conspiração, entre outros temas interessantes, tratados nessa palestra de aproximadamente 1h30.


By Liberte Sua Mente 

29 de jun de 2015

A "Lei da Atração" e os Absurdos do Documentário The Secret

Um comentário:

O MITO DA "LEI DA ATRAÇÃO"

Quero deixar de antemão, o meu parecer aqui quanto essa coisa da "lei da atração" que tem sido bastante difundida, contaminado e que tem confundindo também em grande escala aos adeptos da espiritualidade, e que tem acintosamente se disseminado nesses últimos anos, depois que tem sido divulgado alguns anos atrásesse remix "The Secret" , entre fantasia e realidade. 

Bom...o que eu tenho percebido durante algum tempo é o seguinte....que assim como os religiosos fazem com seus deuses ou mitos em ficar fazendo dos mesmos um "Aladim", fada madrinha ou "Gênio da lâmpada", achando que seres inanimados ou imaginários irão fazer ou que estão sempre a disposição ou stand by em favor dos seguidores dessas invenções de pura ordem religiosa como tudo vindo ou surgindo do nada.
Infelizmente assim também está ocorrendo com o mundo da "espiritualidade" que na verdade estão agindo como neófitos com relação a tal da "lei da atração" que se confunde com a real 'Lei da Probabilidade', coisa que alguns não gostam de aceitar ou admitir essa realidade em função de que o seu mundo de ser e viver é de inteira responsabilidade sua e não do Universo. 

Estão fazendo do Universo um "Deus" com o mesmo perfil, ações e características do Deus/Zeus de origem greco-romana, e que na verdade não querendo desanimar ninguém que sempre pensou que o Universo agi e está como seu "Aladim","Gênio da lâmpada" ou um "Deus", você está completamente enganado quanto a isso. O Universo não irá fazer nada por você, porque o mesmo não é algo separado de você e você uma parte dela. Você é a existência no Todo ou seja, uma extensão do Universo, onde não há um separado do outro, aquela pseuda coisa bem matemática. O que temos que ter em mente é de se ter a percepção real do que realmente nós somos para nós mesmos ou pensamos ser, ou se somos livres em nós mesmos ou mais um ignorante ou escravo agora relativamente não mais de um "Deus" cristianizado, para agora se fazer uma transferência de identidade de um com outro nome...."Deus Univérsico".

O Universo não existe para servir ou de submeter como "Deus" ou um "serviçal" que é pregado em uma condição sub-humana ao qual o mesmo nada mais é que um mero serviçal a servir ou realizar os ambiciosos desejos e sonhos mesquinhos a se tornarem realidades,...tudo isso para se esconder de si mesmos o que de fato são em sua essência de ser. Esse comportamento é bem religiosamente típica dos que não gostam da ideia em que realidade nos fazem confrontar entre a viciante dependência em fazer da Realidade desconhecida um "Mandrake", e não em se assumir a sua independência que exige a renuncia de sua maléfica zona de conforto, porque afinal de contas você agora tem um novo "Deus" e que em parte é visível.....mas lamento em te dizer que o Universo sendo visto e tratado assim dessa maneira, será fatalmente mais umas de suas galerias de decepções continuando e percorrendo o "caminho" da frustração na utópica ideia de que você precisa de um "Deus" do conto de fadas, onde esse mesmo "Deus" que você criou é composto de "mesa e cadeiras" para que você possa se utilizar do cardápio e fazer os seus pedidos, e que ele tudo fará por você, bastando apenas que você mentalize mecanicamente essa energia em um "toque mágico" de fazer fluir o poder da lei da atração em conspirar em seu favor. 

O Universo é realmente uma realidade composta por todas as partes e formas numa mesma energética essência natural de vibração cósmica, e não um mero conceito de uma "divindade" a atender as nossas necessidades e anseios por tudo que almeja a nossa alma, isso é uma afronta contra a Consciência Universal. Não faça do Universo....uma religião, ou cosmocentrismo.

O Universo é você e você é o Universo, e a essência do que você é está dentro de você, ou seja, a dimensão univérsica ao qual poucos se interessam em liberdade de se interagirem consigo mesmos dentro dessa inata vasta dimensão de amor e prosperidade interior.

Obs.: Por favor, não confunda "lei da atração" com pensamentos positivos, fazendo do mesmo uma vida de positivismo, nessa condição não será diferente da premissa da tendencia humana e teórica da pseuda "lei da atração". Pensar positivo é bom, porém não esquecendo de que o mesmo trabalha dentro da relatividade. Assim cabe também com relação a famigerada "lei da atração" com 'Lei da Probabilidade'. 

Seja e alcance a plena autossuficiência divina em si mesmo (a), porque você é nada e tudo em si mesmo.

~ by  Rento Brito



Make by Liberte Sua Mente


The Secret na Visão Cética
O Mito da "Lei da Atração"...
Link: http://dragaodagaragem.blogspot.com.br/2007/11/o-guia-ctico-para-assistir-o-segredo.html


A VERDADE SOBRE A BÍBLIA SAGRADA, ILLUMINATI E OS LIVROS PROIBIDOS PELA IGREJA CATÓLICA

Um comentário:




O que faz tanta gente assistir a vídeos violentos ou de pessoas mortas?

Nenhum comentário:

Sempre que acontece alguma tragédia envolvendo vítimas humanas — como o acidente que acabou com a morte do cantor Cristiano Araújo, por exemplo —, não demora até que fotografias e vídeos macabros comecem a circular pela internet. O pior é que, por mais mórbido e errado que pareça, a verdade é que simplesmente não conseguimos resistir à tentação de dar uma olhadinha — nem que seja para nos arrependermos amargamente depois.
Mas de onde é que vem esse fascínio por ver pessoas mortas, e por que é que não conseguimos desgrudar nossos olhos dessas imagens — mesmo quando as nossas mentes ficam perplexas e os nossos estômagos começam a revirar dentro de nós? E mais: por que fazemos isso com nós mesmos? Afinal, as sensações que experimentamos não são nada prazerosas e, muitas vezes, inclusive nos sentimos culpados depois. Veja algumas explicações:

Possibilidades
Se você prestar atenção, vai perceber que, quando vemos fotos de indivíduos que morreram — em acidentes de carro, desastres naturais, quedas de avião, assaltos, ataques terroristas, guerras, explosões etc. —, perguntas como “o que acontece com uma pessoa que tem o corpo estraçalhado em um acidente?”, “o que será ela sentiu sentido no momento do desastre?” e “será que ela sofreu?” começam a pipocar em nossas mentes.
Pois, quando começamos a nos fazer esse tipo de perguntas, mesmo que sem perceber, estamos nos colocarmos no lugar das vítimas, imaginando como seria se, em vez delas, fossemos nós ou algum ente querido que tivesse passado por aquela situação. Sendo assim, até determinado ponto, a curiosidade que sentimos é resultado do nosso próprio desejo de experimentar o sofrimento dos outros. Em outras palavras, nós sentimos empatia.

Identificação emocional

Evolutivamente falando, a empatia nos ajuda a formar laços próximos com outras pessoas, e ela é essencial para a nossa sobrevivência. Além disso, alguns estudos revelaram que quando vemos fotos de pessoas que morreram tragicamente, estamos, mesmo que inconscientemente, repassando mentalmente os perigos que podem pôr as nossas próprias vidas em risco e nos preparando para o caso que de algum dia passemos pelas mesmas situações.
Essa empatia nos ajuda a entender a nossa própria fragilidade e a compreender que o nosso tempo é curto, além de fazer com que nos sintamos mais próximos das outras pessoas. Assim, apesar de sofrermos ao ver o sofrimento dos outros, esse é o tipo de coisa que nos ajuda a entender o mundo que nos rodeia — e a sobreviver nele —, e a curiosidade mórbida nos ajuda a lidar com questões relacionadas com a nossa própria existência e mortalidade.

Descarga de adrenalina

Outra questão que pode estar relacionada com o fascínio por imagens perturbadoras é o fato de elas despertarem o nosso medo e nos deixarem ansiosos. E, como você sabe, quando nos sentimos assustados, o nosso organismo libera neurotransmissores como a noradrenalina e a dopamina, que, além de nos deixar mais atentos e alertas, nos preparam para reagir em caso de emergência.
Pois a descarga de adrenalina e a alteração emocional que as imagens macabras provocam fazem com que as pessoas se sintam vivas — mesmo que seja à custa de sensações negativas. Além disso, a dopamina também é liberada quando sentimos prazer e, apesar de isso não significar que o nosso cérebro interprete coisas desagradáveis como sendo prazerosas, a sensação é desencadeada.
Além disso, existe toda uma pressão social e tabu envolvendo as imagens mórbidas, o que ajuda a torná-las mais atraentes, e é justamente a culpa que sentimos que nos leva a buscá-las, já que essa “transgressão” nos faz sentir mais fortes e desafiadores.

http://www.megacurioso.com.br/


Neymar é flagrado fumando maconha! Será verdade?

Nenhum comentário:
Serão reais as fotos que mostram o jogador de futebol Neymar fumando um cigarro de maconha?
No dia 25 de junho de 2015, fotos do jogador de futebol brasileiro Neymar fumando apareceram nas redes sociais. Nelas podemos ver o jovem na varanda de um hotel, fumando o que parece ser um cigarrinho “diferente”.
As fotos do atleta foram compartilhadas centenas de milhares de vezes nas redes sociais, gerando comentários indignados por causa péssima conduta do esportista.
Será que essas fotos são reais?
Jogador Neymar é flagrado fumando um cigarrinho que passarinho não fuma! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)
Jogador Neymar é flagrado fumando um cigarrinho que passarinho não fuma! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)

Verdadeiras ou falsas?


As fotos são reais, mas o rapaz que aparece nas imagens não é o Neymar! Trata-se de um sósia do atleta, o espanholNicolau Pamies Dos Santos.
Em dezembro de 2013, o rapaz foi flagrado fumando enquanto descansava em um dos intervalos da gravação de um comercial, na Espanha.
neymar_fumando
Sósia do Neymar fumando tranquilamente entre as gravações de um comercial, em 2013. (foto: Reprodução)
Um dos jornais mais respeitados da Europa, o italiano La Gazzetta dello Sport, teria “se enganado” na época, publicando essas fotos do sósia de Neymar no meio de outras fotografias do jogador acompanhadas de insinuações de que o brasileiro estaria fumando um baseado.
Na ocasião, o próprio dublê do Neymar explicou para a imprensa que é fumante e que não sabia que estava sendo alvo de paparazzi.

Conclusão

O rapaz que aparece fumando em uma sacada é um sósia do Neymar e as fotos são de 2013.
http://www.e-farsas.com/

27 de jun de 2015

O Olho que Tudo Vê

Um comentário:
O Olho que Tudo Vê

No centro do nosso crânio, no local mais protegido do corpo humano, possuímos um órgão capaz de nos conectar com o mundo espiritual e com nossos mentores extrafísicos. Esse órgão era conhecido pelos sacerdotes das escolas de mistérios do antigo Egito e por esse motivo seu símbolo se tornou o símbolo maior da escola de ocultismo da antiguidade e um arquétipo que ultrapassou os tempos. 
O Olho de Hórus simboliza o olho da consciência que está sempre desperto. O olho da consciência é o terceiro olho. O olho que tudo vê e tudo sabe. Um pequeno órgão do tamanho de uma semente de laranja, mais conhecido como Glândula Pineal - a porta capaz de nos levar ao além, ao mundo invisível de Amém, o mundo de Osíris Maior – Lord Melquesedeque.
A glândula pineal é o órgão que produz os sonhos, as visões, as clarividências, as clariaudiências, as psicografias e os fenômenos metafísicos. O mesmo olho que recebe as inspirações do mundo espiritual, as canalizações, as intuições e possibilita os músicos, artistas, cantores, cientistas, médicos e inventores a trazerem o que existe no mundo espiritual para ser manifestado no mundo físico. O mesmo órgão que transforma pensamento em desejo, desejo em intenção e intenção em vibração, para que os sonhos verdadeiros sejam enviados para o mundo abstrato de Amém e facilitando assim, que a Lei Universal da Atração conecte as pessoas através das suas semelhanças latentes.
Portanto, a glândula pineal é o órgão sensorial mais importante e incompreendido pela ciência. Os sumos sacerdotes egípcios sabiam do seu potencial, pois a utilizavam em larga escala para promoverem curas e acessarem os mundos interdimensionais de Órion e Sirius - as moradas maiores de nossos espíritos. 
A pineal vibra através das verdadeiras intenções. E tudo se une através das vibrações semelhantes. Ou seja. O que temos dentro do nosso crânio é um fantástico mecanismo de comunicação interdimensional e telepático pronto para ser usado, porém esse órgão de extrema importância infelizmente foi mutilado durante muitos séculos através das mais diversas formas de magias na antiguidade, principalmente durante a Idade Média e os processos de inquisições, onde o objetivo era manipular e condicionar o povo ao medo e a doutrina religiosa. Os governantes e o clero da época sabiam que através desse órgão, com a abertura do terceiro olho, as pessoas acessariam outros mundos e descobririam a tão temida verdade velada. A verdade que revelaria aos povos que Deus não é aquele velho sentado sobre as nuvens, maldoso e pronto para castigar os homens e mulheres pecadores. Revelaria também outra informação de grande importância - que o diabo nunca existiu. 
Mas a ânsia pelo poder e pela manipulação das massas fez com que essa extraordinária ferramenta extrassensorial fosse atrofiada através de diversos mecanismos e condicionamentos emocionais, psíquicos e mentais. Infelizmente, após séculos, eles conseguiram o que queriam e a partir daí, com a população condicionada e hipnotizada pelo medo do mundo espiritual, construíram um mundo complemente submisso e refém das condutas impositoras do pecado original. 
As pessoas se tornaram tementes a Deus e ao Diabo e acabaram se transformando em reféns do medo. Incrivelmente a humanidade não conseguiu reagir e vivemos até os dias atuais condicionados da mesma forma desde a Idade Média, acreditando que existe alguém lá em cima nos céus esperando um pecado de nossa parte para nos castigar duramente caso não sigamos as normas e doutrinas pré-estabelecidas pela sociedade. 
Esse projeto de poder mental vem se arrastando até hoje depois de muitos séculos de guerras e mortes infundadas. Porém, agora é chegado o momento da libertação. A livre informação veio para trazer um alento aos seres humanos, pelo menos para aqueles que almejam descobrir a verdade que há tanto tempo está escondida e sendo manipulada por poucos. Essa verdade é a única verdade que poderá libertar você das garras da ignorância e da submissão. Essa verdade é a sua verdade. Ela está trancada a sete chaves e somente uma pessoa pode acessar o que um dia foi trancafiado. A Era de Ouro está trazendo essa oportunidade de libertação. Não somente para alguns intelectuais elitizados ou escolhidos, mas sim para todos, para todos que não aceitam mais viver num mundo de mentiras e enganações e já decidiram que desejam viver num mundo de verdades e elevação.
Se você está com este livro em mãos até este momento, significa que é uma dessas pessoas que sente que o velho mundo de mentiras está definhando e um novo mundo de elevação está se formando.
Mas você deve estar se perguntando: Por que eu tenho que me esforçar tanto para viver nesse novo mundo se as grandes mudanças talvez demorem décadas para acontecer?
Esse é o ponto principal. O (a) verdadeiro (a) iniciado (a) não teme o tempo, ele (a) sabe que o investimento que se faz em si mesmo (a) sempre será o melhor investimento. Principalmente aquele investimento imaterial que se faz para a própria consciência, pois mesmo ele (a) não podendo vivenciar as transformações que tanto almeja, no fundo, ele (a) sente e sabe que retornará em vidas futuras para usufruir, cooperar e auxiliar na implantação e na melhoria deste mundo. O (a) iniciado (a) é um (a) alquimista da alma e navega pelas rotas da eternidade. Todos navegam sem distinção, mas o que difere o (a) iniciado (a) do (a) não-iniciado (a) é a consciência, é estar consciente e lúcido (a) sobre seus defeitos e virtudes e conhecer seus propósitos de vida e existência espiritual.

Carlos Gomes


As 6 Espécies Exóticas Lutando Atualmente Pelo Controle da Terra

Nenhum comentário:

Vindos do sistema B estrela Sirius, os Sirianos são tão avançados quanto eles são antigos.
Ao longo da história, eles têm transmitido seus conhecimentos para civilizações humanas de sua escolha. Eles presenteou os egípcios antigos com informações médicas e astronômicas e as grandes pirâmides e templos, disse ter sido construído com a ajuda deles.
Os maias também tinham uma relação especial com os Sirianos, que compartilharam informações com esta civilização Sul americana enigmático. O extraterrestre proveniente de Sirius B acreditados para ter desempenhado um papel no desaparecimento dos Maias, mas não antes de garantir que deixaram para trás artefatos surpreendentes, como os crânios de cristal.
Outra civilização terrena que beneficiaram da presença Sirian foram os atlantes; acredita-se que durante o evento cataclísmico que afundou Atlântida, os Sirianos eram instrumental em conduzir as operações de resgate. Outras civilizações foram influenciadas pelos Sirianos, o caso mais notável é a da tribo de Dogon de África ocidental.
Embora fossem mais envolvidos durante o passado de nosso planeta, hoje em dia os Sirianos desempenhar um papel mais sutil: programas de intercâmbio de tecnologia. Eles são frequentemente citados em conexão com a investigação de armas secretas ou exóticos, bem como experimentação viagem no tempo.

2. Os Pequenos Greys

Também conhecida como os Reticulums Zeta, os Greys são alguns dos aliens mais conhecidos e comumente retratado em toda cultura extraterrestre. Eles são os autores da maioria das abduções alienígenas.
De acordo com a maioria das descrições, eles representam 3 a 5 pés de altura, têm cabeças bulbosas e de grandes dimensões olhos negros. Embora eles possuem uma boca, eles raramente falam, como a maioria de comunicação é realizada por telepatia. Os Greys curtos disse ser uma corrida trabalhador geneticamente modificadas que são controlados por seus superiores, os Greys altos. Suas habilidades telepáticas que lhes permitam constituir um tipo de mente consciência colméia.
Sendo geneticamente projetado para missões científicas realizadas, os Greys curtos são sem emoção e cruel. Eles são alo responsável pela criação de uma raça híbrida homem-cinza.

3. Os Altos Greys

De pé 7-8 pés de altura, os Mestres cinzentos são os embaixadores da maioria das reuniões entre as forças humanas e alienígenas. Eles estão sempre presentes em quaisquer acordos diplomáticos com o governo sombra global. Fontes afirmam que eles são originários de um sistema na constelação estrelas Orion .
Os Greys altos supervisionam todos os sequestros e as experiências humanas, mas são raramente presente durante esses eventos. Eles preferem contratar os serviços de seus asseclas, os pequenos Greys. Como parece, eles estão interessados no desenvolvimento de uma raça híbrida homem-cinza estável, um digno de herdar a Terra.
Um, raça avançada autocentrado, eles colocam pouco valor à vida humana. Eles nos consideram sua propriedade.


4. Os Alpha-Dragonianos

Corrupto e cruel, os Alpha-Draconianos se infiltraram milhares sociedade humana a anos atrás. Embora eles vieram para a Terra a partir de suas colônias em Alpha Draconis, seu mundo lar original é desconhecida.
A espécie reptiliana decididamente gigantes, eles medem em qualquer lugar 14-22 pés de altura. Pesando um número estimado de £ 1800, seus corpos musculosos estão cobertos de pele escamosa verde ou marrom. Eles são uma raça inteligente, com grandes cabeças e olhos de réptil. Alguns relatos descrevem-nos como tendo caudas ou mesmo asas.
Contatado Alex Collier afirma que ele foi autorizado a compartilhar alguns detalhes sobre esses extraterrestres:
Os Draconianos são a força por trás da repressão das populações humanas em todos os lugares nesta galáxia, incutindo sistemas de crenças baseadas no medo e hierarquias restritivas.
[...] Eles são extremamente clarividente e extremamente inteligentes, e eles também podem ser extremamente sinistros. "
Os Draconianos ver-se como as primeiras espécies inteligentes para evoluir na galáxia da Via Láctea. Competitiva e expansiva, eles povoaram muitos mundos. Seu imenso ego lhes permite ver a si mesmos como os governantes legítimos de mundos menos evoluídos, tais como Terra.
Sua exploração contínua da raça humana prova que eles nos consideram uma espécie inferior.
Os relatórios dizem que na verdade existem dois tipos de alfa-Dragonianos divididos em duas castas: os gigantes são parte de uma casta real chamado o Ciakars enquanto os menores (8 pés de altura) formam uma classe de guerreiros bem treinados.

5. Os nativos Reptilianos



Muitas vezes confundida com a casta guerreira dos Draconianos Alpha, estes reptilianos dizem ser nativos da Terra. A pouca informação disponível para esta espécie afirma que eles foram originalmente deixado para trás pelos Alpha-Dragonianos para colonizar a Terra.
Sua interação com a humanidade remonta a milhares de anos, às vezes oferecendo assistência mas mais frequentemente do que não usar-nos como uma mercadoria. Eles se infiltraram em quase todos os aspectos da vida e manter posições humanas de poder. Reptilianos manipulam nossas elites e governam nossas instituições e organizações. Eles construíram o sistema financeiro e influenciar todas as religiões.
A raça reptiliana subterrânea também é dito para controlar os meios de comunicação e todas as corporações. Eles estão por trás a maioria dos crimes contra a humanidade.

6. O Anunnaki

Uma raça de elite de seres que se originou em outra galáxia que chamaram Illyuwn. Seu mundo era um planeta chamado Rizq. Quando Rizq foi destruída, eles construíram uma nave intergaláctica deram o nome de Nibiru.
Antes de ir para a Terra, o Anunnaki colonizado os planetas do sistema estelar de Orion. Eles chegaram na Terra quase um milhão de anos atrás, em busca de ouro e outros minerais valiosos que foram escassos no universo, mas abundante aqui.
Na necessidade de uma força de trabalho, eles dizem ter criado a humanidade. Através da manipulação genética e fertilização in vitro, eles mudaram o gênero Homo sapiens à qualidade. Presente na Terra desde a nossa fundação, o Anunnaki têm influenciado cada aspecto da vida humana. Herdamos sua cultura patriarcal da violência e da vingança que está em nosso DNA engenharia.
O Anunnaki estão em concorrência direta com os Draconianos para o controle sobre a humanidade.
É reconfortante saber que a luta 'deuses' para nós.


Fonte:http://locklip.com
http://ufosonline.blogspot.com.br/




26 de jun de 2015

Algo Está Afetando Todo o Nosso Sistema Solar O campo Magnético Solar 230% Mais Forte

Nenhum comentário:
Coisas estranhas estão acontecendo tanto no espaço interno e externo os cientistas estão descobrindo que o Sistema Solar, o sol e a própria vida são os mutantes em formas totalmente inéditas.
Eles estão relatando as mudanças que estão sendo gravadas no espaço que nunca tinham sido vistas antes estudos mostram que o sol e os planetas se alteram fisicamente a um ritmo acelerado. Mais notavelmente, eles estão passando por grandes mudanças na sua atmosfera. Vamos começar com o sol o Sol é o centro do nosso sistema solar, e de toda a vida que é sobre esta terra veio do Sol. Se não houvesse Sol, nós não estaríamos vivos. Isso é simplesmente fato científico. E, assim, as alterações que ocorrem no ou sobre o Sol acabará por afetar cada pessoa viva.

Sabemos que o campo magnético do Sol mudou nos últimos 100 anos. Não há um estudo realizado pelo Dr. Mike Lockwood do Rutherford Appleton laboratórios nacionais, na Califórnia. Dr. Lockwood foi investigar o sol, e relata que, desde 1901 o campo magnético do sol tornou-se mais forte em 230 por cento. Lua: lua da Terra está crescendo uma atmosfera . Ao redor da lua, é o 6.000 - km- camada profunda de Natrium que não estava lá antes. Mercúrio: gelo polar inesperados descobertas, juntamente com um surpreendentemente forte campo magnético intrínseco. Venus: 2500% de aumento no brilho auroral e globais substanciais alterações atmosféricas em menos de 40 anos. Marte: "Aquecimento Global", enormes tempestades, desaparecimento de calotas polares. Júpiter: mais de 200% de aumento no brilho do plasma ao redor nuvens. (Grande as correias da atmosfera do planeta gigante, mudar de cor, a radiação os holofotes têm desbotado e reacendeu novamente, e os níveis em nuvem espessa e dissolvidos, todos enquanto o espaço rochas foram às cegas em que os gigantes de gás.) Saturno: grande diminuição na Guiné jet stream velocidades apenas ~30 anos, acompanhada de surpreendente surto de raios-X de equador. Urano: grandes mudanças de luminosidade, o aumento da atividade em nuvem (este planeta usado para ter uma atmosfera calma. ) Netuno: aumento de 40% na luminosidade atmosférica. Plutão: 300% de aumento na pressão atmosférica, como Plutão recuam longe do Sol Terra: Grande e evidente em todo o mundo meteorologia e geofísica mudanças. Eixo da Terra mudou. Sobre a Terra, a atividade vulcânica aumentou 500 por cento, a partir de 1875 a 1975, enquanto que a atividade sísmica aumentou 400 por cento desde 1973. O Dr. Dmitriev diz que a comparação dos anos 1963 a 1993, o número total de catástrofes naturais - furacões, ciclones, deslizamentos de terra, maremotos, etc. - aumentou em 410 por cento. O campo magnético da Terra tem vindo a diminuir. Esta diminuição na verdade começou há 2000 anos, mas a taxa de decréscimo de repente tornou-se muito mais rápida há 500 anos. Agora, nos últimos 20 anos, o campo magnético se torna irregular.
Mais um post by: UFOS ONLINE

Veja o Vídeo Abaixo:


http://ufosonline.blogspot.com.br/


Parabéns TV Cultura em mostrar o que muitos já sabem, mas outras TVs abertas não tem coragem de mostrar!

Nenhum comentário:

Robôs Assassinos - Acordem povo INOCENTE!!!!

Parabéns TV Cultura em mostrar o que muitos já sabem, mas outras TVs abertas não tem coragem de mostrar!

- Saiba que contato com tecnologia alienígena, viagem no tempo e inteligência artificial já existem, só não passará na "sua" rede Globo, inocentes!!!
- Alienados são os assistidores de novelas e futebol!
- Enquanto mundo muda, a torcida se desespera e grita GOL! Acordem!

PARABÉNS TAMBÉM AO JORNAL DA CULTURA E A SEUS COMENTARISTAS.
Não é a toa que poderosos barraram sua transmissão aberta em MINAS GERAIS!





Conheça as rosas negras de Halfeti: Tão lindas que parecem pintadas à mão

Nenhum comentário:
As rosas turcas de Halfeti são extremamente raras. Elas têm a aparência de rosas comuns, mas a sua cor as diferencia.
Estas rosas são tão negras, que parecem ter sido pintadas com algum tipo de spray ou tinta.
Embora pareçam perfeitamente negras, essas rosas possuem uma cor carmesim muito escura. Estas flores são sazonais: elas só crescem durante o verão, em pequeno número, e só na pequena aldeia turca de Halfeti. Graças às condições de solo únicas da região e os níveis de pH da água subterrânea, as rosas assumem um tom sombrio. Chegam a florescer vermelho escuro durante a primavera e enegrecem durante os meses de verão.

Os turcos locais parecem desfrutar de uma relação de amor e ódio com estas flores raras. Eles consideram as flores símbolos de mistério, esperança e paixão, mas também, são sinais de morte e de uma má notícia. Infelizmente, as rosas negras de Halfeti são uma espécie em extinção. Elas estão ameaçadas desde a década de 1990, quando a barragem Birecik Dam foi construída no vilarejo.

A antiga Halfeti e vários outros povoados foram submersos sob as águas do rio Eufrates, quando a barragem foi feita. A nova aldeia Halfeti foi reconstruída na aldeia Karaotlak, apenas 10 quilômetros da sua antiga localização.
Esta curta distância provou ser fatal para as belas rosas negras. Os aldeões as replantaram em seus novos jardins, mas as flores não sobreviveram muito bem ao seu novo ambiente. Houve um declínio considerável no número de rosas negras cultivadas na região.

Os funcionários do distrito fizeram esforços para salvar as rosas. Eles coletaram mudas de casas de aldeia e as replantaram mais perto de seu entorno original em estufas. Elas têm crescido um pouco mais desde então, mas ainda em um número muito reduzido quando comparado ao ambiente original.
Foto: Reprodução / Karapaia

25 de jun de 2015

O casamento é necessidade ou luxo?

Nenhum comentário:
PERGUNTA: O casamento é necessidade ou luxo?
KRISHNAMURTI: Examinemos este problema, esta pergunta.
Porque nos casamos? Em primeiro lugar, naturalmente, por força da necessidade biológica, do impulso sexual, que a sociedade legaliza pelo casamento. A sociedade deseja proteger a prole, não deseja que ela seja ilegítima, porque a sociedade tem horror aos filhos ilegítimos. Por isso, legaliza-se o casamento. De certo, não é esta a única, razão por que nos casamos. Casamo-nos também por exigência psicológica. Preciso de um companheiro ou companheira, alguém que eu possua, e domine, e chame “meu” ou “minha”. Posso fazer de minha mulher o que quiser, ela está subordinada – no nosso país; na America, não. Aqui o sistema matrimonial faz da mulher uma escrava, para ser protegida, dominada, governada, possuída. Não olheis para vossos vizinhos, senhores; vós todos estais compreendidos nisso. A mulher é uma coisa que se possui; assim como possuo bens, assim também, possuo minha mulher. Possuo-a sexualmente e a domino exteriormente. Psicologicamente, a posse me da conforto, me dá segurança; minha propriedade, minha esposa, meus filhos – todo esse horror. Tratamos seres humanos como tratamos as coisas matérias, sem consideração alguma; porque, no momento em que vos possuo legalmente, estais sob o meu domínio. Assim, a sociedade legaliza o casamento com o fim de perpetuar a raça, mantendo-a dentro de certos limites; mas psicologicamente, interiormente, posso fazer o que bem entender. E vós bem conheceis as coisas da vida, os horrores, as agonias, os sofrimentos dos que são casados e não se amam. Como pode haver amor quando há instinto de posse? E se não vos casais, que acontece? Tenho visto isso em vários países; há o que se chama união livre. Não vos mostreis chocados. A união livre, sem amor, constitui uma maneira muito fácil de satisfazer o apetite sexual, com isenção de responsabilidades. Assim, sem o amor, tanto uma como outra coisa são horrorosas. Mas à sociedade não importa em absoluto. Se há amor ou não. Como, na maioria, vivemos tão concentrados, tão absortos em nossas atividades comerciais, em ganhar dinheiro, ou no que quer que seja; como somos impiedosos no comercio e cruéis no mundo, como é possível ter amor por alguém no lar? Não podeis, de um lado, explorar o vosso próximo, fazê-lo morrer de fome, sugar-lhe o sangue, e depois ir para casa e mostrar afeto para com vossa esposa. Não, Senhores, não podeis fazer as duas coisas. No entanto, é o que quereis fazer, e por isso não tendes amor. É por isso que o casamento, no mundo inteiro, é uma coisa horrenda.
O casamento também é uma forma de perpetuação do “eu”. Desejo a continuidade; através dos meus filhos. Por conseguinte, os filhos se tornam muito importantes, não por eles próprios, mas por causa de minha continuidade – meu nome, minha classe, minha casta. Vós conheceis muito bem essa história. E, naturalmente, quando utilizais os vossos filhos só para a vossa continuidade própria, não existe amor. Como pode haver, se tendes mais interesse na vossa continuidade através deles, do que em amá- las, sejam eles o que forem. Por conseguinte, a tradição e o nome se tornam importantíssimos, porque são os meios de vos perpetuardes através de vossos filhos.
Assim para compreendermos este problema, descobrirmos o que ele encerra, cumpre estudá-lo, examiná-lo. Com o estudo surge a inteligência, e só a inteligência e o amor podem resolver este problema, e nunca a legislação. Possuir uma pessoa é como prostituí-la, isto é, a pessoa se torna importante, não por si, mas porque, dentro em mim, estou vazio, faminto, sou mau, insuficiente, pobre, e por isso utilizo outra pessoa – minha mulher, meu patrão ou qualquer outro – para cobrir o meu vazio interior.
Por conseguinte, a pessoa possuída se torna importante como meio de fuga da minha própria solidão; e naturalmente torno-me ciumento, invejoso, quando a pessoa que me ajuda a fugir de mim mesmo, olha para outra.
Assim, para compreender todo, esse processo humano, que é extremamente complexo e sutil, requer-se inteligência. Inteligência é também amor, e não apenas intelecto; e não podemos ter amor se, por um lado, procedemos cruelmente em nossos negócios, na vida quotidiana, e por outro lado, procuramos ser ternos, meigos e bondosos. Não podeis fazer as duas coisas, não podeis ser um homem rico e ambicioso e ao mesmo tempo amorável e carinhoso. Não podeis ser um magnata da indústria ou um político inteligente, e ao mesmo tempo compassivo. As duas coisas não andam juntas. Só quando há amor, compaixão – que é inteligência, a forma mais elevada de inteligência – é que pode ser resolvido este problema. Somos entes humanos, homens e mulheres; somos seres vivos, sensíveis, não somos capachos para sermos pisados, para sermos utilizados sexualmente ou mentalmente, para satisfação egoísta. No momento em que nos considerarmos uns aos outros como seres humanos, como indivíduos, não como algo para ser possuído, teremos então a possibilidade de compreender e de transcender esse conflito existente entre dois cônjuges.

Aleatoriedade, Falibilidade e Crendice

Nenhum comentário:

Aleatoriedade, Falibilidade e Crendice
Aleatoriedade é o acontecimento de vários fatos sem relação entre si que podem acometer toda e qualquer espécie, ou toda e qualquer forma de vida, em circunstâncias variadas e dissociadas. Por exemplo:
"Maria saiu de casa, foi atropelada e morreu."
Processo aleatório, passível de ocorrer com qualquer pessoa, uma vez que acidentes, como os atropelamentos, ocorrem todo o tempo. A menos que nossa personagem, no caso "Maria", seja possuidora de uma fé ferrenha, seja crente em alguma divindade ou praticante de determinada religião.
Neste caso, segundo manda sua fé, não há aleatoriedade, ou assim pensam tais pessoas; pois na prática religiosa a aleatoriedade nem é conhecida. É tudo a "vontade de Deus!"
A vontade de Deus é a total entrega de todos os fatos cotidianos, desde o mais corriqueiro ao mais extraordinário, a vontade Dele, explicando assim tudo aquilo que temos dificuldade de entender ou aceitar.
A vontade de Deus esquarteja a aleatoriedade pois dá ao indivíduo que passa por determinada situação um valor acima daqueles atribuídos às pessoas comuns.
Veja bem, se Maria não morresse no atropelamento sentiria-se agraciada pelo fato de Deus tê-lá "deixado sobreviver", "escapado da morte" ou "protegido-a do perigo", eliminando assim o sentimento de que o acontecido nada teve de especial e que foi apenas, e tão somente, a junção de fatores opostos em uma equação incrivelmente ocasional.
Sim, ocasional e nada mais que isso.
Imagine por um minuto, caro leitor, sua jornada diária:
Você acorda, sai de casa, vai para o trabalho, almoça, vai de novo para o trabalho e, ao fim do dia, volta para casa.
Nada demais não é?
Mas no pano de fundo destas ações cotidianas milhões de outras ações, intermediárias e consecutivas, estão ocorrendo em um processo milhões e milhões de vezes além do que podemos imaginar. Pessoas com as quais você se encontra pelo caminho, carros que passam por você, coisas que são colocadas diante de você a todo o momento são, nada mais que, apenas acontecimentos corriqueiros e comuns. Se você, por acaso, sair dez minutos mais tarde de casa vai encontrar-se com pessoas diferentes no caminho, passarão carros diferentes por você e coisas diferentes comporão seu dia.
Mas afinal de contas qual é o mal deste texto louco? Qual é o problema de quem possui fé desconsiderar a aleatoriedade?


A sensação de que há um Deus invisível e imanifestável que coordena e restringe ações, destruindo a aleatoriedade da vida, desliga nosso bom senso e respeito pela vida do outro. Basta observar a maneira, que chega a ser pérfida, com que nos regozijamos quando duas ou três pessoas salvam-se em um desastre onde centenas de outras perderam suas vidas. O respeito com quem morreu é praticamente nulo diante da felicidade por quem sobreviveu.
É um absurdo completo, um desrespeito profundo e uma imbecilidade sem tamanho.
Preferimos fugir da compreensão dos fatos alegando e relegando sua feitura à força de uma criatura invisível que "escolhe" quem vai sofrer e quem vai sorrir baseado em um pensamento execrável:
"Deus sabe o que faz!"
Quando damos a Deus o direito de ferir e matar qualquer pessoa, a qualquer momento e indiscriminadamente, dizemos que quem sofre tal tormento, não apenas merece a mazela mas, é a fonte e o veículo das ações do ser imaginário que está agindo com total razão e soberania diante do indivíduo que ali sofre e perece.
Neste ato, digo de dar a Deus a causalidade de todos os fatos, eliminamos também um conceito comum em nosso mundo moderno:
A falibilidade de todas as máquinas maravilhosas e complicadas que criamos.
Sim, conseguimos nos convencer que é Deus que não permite que nosso carro "pegue", ou seja funcione, logo de manhã antes daquela viagem de feriado e, ficamos ainda mais convencidos do fato quando ligamos a tv e descobrimos que um acidente monstruoso ocorreu na estrada bem no provável momento em que lá estaríamos.
Sentimo-nos reconfortados e felizes, damos graças, vamos a igreja, reforçamos os laços com a fé e agarramo-nos nas barras da "túnica" divina, saltitantes como cervos fugidos do leão mas, despudoradamente, ignoramos e aceitamos que as dezenas de mortes na estrada estão aceitavelmente inclusas no plano de Deus.
Um plano macabro, confuso e desumano.
Nossas invenções são completamente falíveis.
Máquinas falham, instrumentos erram em suas medições, aviões caem, trens descarrilam, carros perdem o freio, pneus estouram, foguetes explodem e tudo mais que possamos criar são passíveis de erros e falhas.
Mas recusamo-nos a aceitar que falhas e acontecimentos meramente corriqueiros resultam em grandes desastres que são causados por máquinas que nós mesmos criamos, em situações nas quais nós mesmos nos colocamos, em milésimos de segundos e em qualquer local do planeta.


E o quê nos faz desconsiderar a aleatoriedade e ignorar a falibilidade?
É a crença, ou Crendice , em um ser estranho, invisível, imanifestável, mesquinho, machista, irrefreável, mutante(apesar de, teoricamente, ser imutável), infantil, ciumento e inexistente que, em última analise, é apenas o reflexo de nossas próprias vontades, loucuras e vaidades.
Depois de termos compreendido o sistema solar, de aprendermos sobre o funcionamento do universo, de entendermos as estrelas, de especularmos sobre a vida no cosmos infinito, de inventamos as vacinas, o rádio, os celulares, os computadores, os transplantes, os remédios, depois de compreendemos o funcionamento da natureza, de construirmos cidades fantásticas, de dominarmos a noite, os céus e os mares.....
depois de tudo isso continuamos crendo, acreditando e doando nosso tempo e nossas vidas a sentimentos e idéias saídas da idade do bronze, a deuses mitológicos cheios de fobias e maldades.
Transformando o que sentimos pelo outro em frases que traduzem nosso desapego e falta de respeito:
"Deus quis assim." "Ele é Deus! Não discuta com Ele!" "Você sem Deus não é nada." "Você só está vivo por que Deus quer."
"Deus dá, e retira, a vida a quem quer."
Ora... Fatos são puramente aleatórios, doenças biológicas são probabilidades das milhões de relações sexuais praticadas a cada segundo e que, variavelmente, acometem fetos ao redor do mundo. Acidentes ocorrem milhares de milhões de vezes a cada dia, uma vez que colocamos nossos corpos em caixas metálicas cheias de materiais perfuro-cortantes, conhecidos como carros e aviões, que estão passiveis de falhar a qualquer momento. Vivemos em um organismo vivo, que chamamos terra, que quer, assim como nós, sobreviver e que tem seus próprios mecanismos de existência. Que está alheio ao fato de que estamos construindo nossas casas em locais que são, historicamente, acometidos por terremotos e outras catástrofes. No entanto, mesmo sabendo disso, preferimos achar que foi Deus que enviou tal "agouro", "mal" ou "castigo" em resposta a algum provável pecado de nossa parte.
Talvez façamos isso para nos sentirmos mais aliviados, importantes ou mais afortunados que aqueles que perderam suas vidas em tais eventos, o que por si só já demonstra que somos seres oportunistas e de mentalidade atrasada que só aprenderão, de fato, qual é seu papel neste lugar quando percebermos que viver pelo outro é o melhor dos caminhos e que sociedade, só é sociedade quando os direitos complementam-se, sem a necessidade que o direito de alguém comece ou termine, justamente, quando o outro cruza seu caminho.

http://buscaderazao.blogspot.com.br/


24 de jun de 2015

RELACIONAMENTOS: "Sempre vejo que namoro, casamento, romance tem começo, meio e fim. Como tudo na vida."

Nenhum comentário:


RELACIONAMENTOS

"Sempre acho que namoro, casamento, romance tem começo, meio e fim. Como tudo na vida.
Detesto quando escuto aquela conversa:
- 'Ah,terminei o namoro...
- 'Nossa,quanto tempo?'
... - 'Cinco anos... Mas não deu certo...acabou'
- É não deu...?
Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou.
E o bom da vida é que você pode ter vários amores.
Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se somam.
Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro?
E não temos esta coisa completa.
Às vezes ele é fiel, mas não é bom de cama.
Às vezes ele é carinhoso, mas não é fiel.
Às vezes ele é atencioso, mas não é trabalhador.
Às vezes ela é malhada, mas não é sensível.
Tudo nós não temos.
Perceba qual o aspecto que é mais importante e invista nele.
Pele é um bicho traiçoeiro.
Quando você tem pele com alguém, pode ser o papai com mamãe mais básico; que é uma delícia.
E as vezes você tem aquele sexo acrobata, mas que não te impressiona...
Acho que o beijo é importante...e se o beijo bate... se joga... se não bate...mais um Martini, por favor... e vá dar uma volta.
Se ele ou ela não te quer mais, não force a barra.
O outro tem o direito de não te querer.
Não lute, não ligue, não dê pití.
Se a pessoa tá com dúvida, problema dela, cabe a você esperar ou não.
Existe gente que precisa da ausência para querer a presença.
O ser humano não é absoluto. Ele titubeia, tem dúvidas e medos mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta.
Nada de drama.
Que graça tem alguém do seu lado sob chantagem, gravidez, dinheiro, recessão de família?
O legal é alguém que está com você por você.
E vice versa.
Não fique com alguém por dó também.
Ou por medo da solidão.

Nascemos sós. Morremos sós. Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado.
E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento.
Tem gente que pula de um romance para o outro.
Que medo é este de se ver só, na sua própria compania?
Gostar dói.
Você muitas vezes vai ter raiva, ciúmes, ódio, frustração. Faz parte.
Você namora um outro ser, um outro mundo e um outro universo
E nem sempre as coisas saem como você quer...
A pior coisa é gente que tem medo de se envolver.
Se alguém vier com este papo, corra, afinal, você não é terapeuta.
Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível.
Na vida e no amor, não temos garantias.
E nem todo sexo bom é para namorar
Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar.
Nem todo beijo é para romancear.
Nem todo sexo bom é para descartar. Ou se apaixonar. Ou se culpar.
Enfim...quem disse que ser adulto é fácil?"
FATO - No tempo certo...Na hora certa..


O Amor é a alma das coisas

Nenhum comentário:
O Amor é a alma das coisas

É a causa do brilho da aurora nos olhos de quem ama. É um presente.

Viajar com o amor no coração equivale a viver com um sol no peito.


É o mesmo que portar a essência das estrelas em seu sopro vital. Significa respirar o sutil no sentimento e comungar pensamentos que só alguém na mesma sintonia perceberá.


O amor forma laços vitais entre as pessoas.


Porém, muitas vezes certas pré-disposições internas (filhas do passado mal resolvido emocionalmente) interferem, formando barreiras e separando-as sem que o motivo real seja detectado. Outras vezes, é apenas o ego sabotando o carinho e tirando das pessoas o seu melhor: a capacidade de enternecer o coração.


Muitas destroem o carinho por demandas do ego negativo e passam a fazer do relacionamento uma disputa de poder. Confundem o amor com dependência alienante e a própria arrogância com força de vontade. Corrompem o amor com posturas teimosas e encapam o coração com camadas de auto-defesa e armam suas vidas com carradas de ironias. Parecem firmes por fora, mas perderam o seu melhor por dentro.


Para aqueles que disputam a supremacia sobre o outro há um preço alto a pagar: perde-se o brilho da aurora do amor nos olhos. No entanto, de que adianta empertigar a cabeça e parecer auto-suficiente emocionalmente por fora, se por dentro o coração está cercado pelas trevas da insegurança e os olhos já não brilham mais?


Ah, meus amigos! Vocês parecem crianças nos relacionamentos. Magoam-se facilmente e perdem o presente do amor. Pensem no seguinte: relacionamento é ancoragem. Espíritos afins ancoram-se mutuamente no coração e assim os laços vitais são formados. Essa ancoragem é necessária para que os parceiros possam evoluir juntos. No entanto, muitos fogem desse presente e armam trincheiras cheias de explosivos emocionais nas cercanias do próprio coração.


Parecem estar presentes no relacionamento, mas estão prontos para detonar as bombas a qualquer instante.


Nesse caso, há que se perguntar: qual é a sintonia entre amar e se armar? É possível colher flores tranquilamente em terreno minado? É possível ouvir a sinfonia do amor em meio ao trovejar dos canhões emocionais?


Como vocês são complicados na arte do amor! Sem o brilho da aurora do amor em seus olhos que luz poderá guiar seus caminhos no mundo sem brilho? Com o peso do passado incomodando (consciente ou inconscientemente) e espetando o presente com suas repercussões insólitas no campo afetivo, o que será do futuro do coração?


Flores ou trincheiras? Música ou o espocar das armas emocionais ensurdecendo o coração? O crescimento dos parceiros ou aquela constante tensão surda solapando a ternura? Trocar o brilho da aurora do amor nos olhos pelos vulcões emocionais de uma aventura comandada pela escuridão do ego. Dar valor apenas à forma carnal (refém do tempo, pois todos envelhecem) e não perceber o brilho real além das aparências é apenas iludir-se com o transitório.


A paz nos relacionamentos está nesse brilho. Pensem nisso: o brilho que não tem idade e não depende da forma…


O brilho que permite a comunicação silenciosa entre os parceiros…


A aurora que encontra a aurora nos olhos do parceiro, os pensamentos que eliminam a distância e os corações que se admiram mutuamente são frutos desse brilho. Sem esse brilho, o que existe é apenas o turbilhão das paixões desencontradas e suas agonias.


Podem estar magoados com o fim de algum relacionamento, mas tudo passa e as trevas da dor da perda serão naturalmente transcendidas pela aurora do amor.


Banhem-se na luz eterna. Fechem os olhos e pensem na luz branca brilhante que permeia a tudo. Preencham o coração com essa luz. Tornem-se essa luz. Sintam-se presentes nesse brilho.


O amor é um presente da luz…


Wagner Borges


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
▲ Topo