30 de mai de 2015

Os Significados da Lua de Sangue e as Profecias

Click no link é verá um mega e excelente mapa do nosso sistema solar - http://www.solarsystemscope.com/sunaeon/





Recentemente surgiram vários textos e vídeos na internet associando o significado da a de sangue à profecia do Apocalipse sobre o sexto selo:
“Vi quando o Cordeiro abriu o sexto selo e sobreveio um grande terremoto. O Sol se tornou negro como saco de crina, a lua toda como sangue, as estrelas do céu caíram pela terra como a figueira quando abalada pelo vento forte, deixa cair seus figos verdes. O céu recolheu-se como um pergaminho, quando se enrola. Então todos os montes e ilhas foram movidos do seu lugar” (Apocalipse 6:12-14)
Expliquei no blog e também no capítulo 20 da Bíblia no 3º Milênio que tal evento ocorrerá em 2036. “Curiosamente” teremos duas “luas de sangue” em 2036, mas falarei sobre isso ao final do texto. Vamos compreender, antes, o que é uma lua de sangue.
Primeiramente tal fenômeno acontece quando ocorre um eclipse lunar, conhecido como profundo ou total. Um eclipse lunar ocorre sempre que Lua, quando em fase de Lua Cheia, o Sol, a Terra e a Lua ficam perfeitamente alinhados e a Lua fica dentro do espaço conhecido como “cone de sombra” projetado pela Terra. Na imagem abaixo podemos ter uma idéia de como funciona esse fenômeno

Quando ocorre o eclipse lunar, a Lua está na penumbra (apenas parte da iluminação solar é bloqueada) ou na umbra (não há iluminação direta do Sol). Na imagem abaixo podemos ver claramente essas duas regiões:

Todos os anos ocorrem de 2 a 5 eclipses lunares e eles podem ser de 3 tipos: penumbral, parcial e total. No penumbral parte da Lua ou toda a Lua está na região da penumbra, no parcial parte da Lua está na penumbra e parte na umbra, por fim no eclipse total toda a Lua está na região da umbra. A imagem abaixo detalha bem essa diferença:

A Lua na posição 1 não está passando por um eclipse, a Lua 2 está em eclipse penumbral, a Lua 3 em eclipse parcial e a Lua 4 em eclipse total.
Um eclipse lunar total (também denominado profundo) é exatamente uma “lua de sangue”, quando a Lua assume um aspecto vermelho-alaranjado devido a refração e dispersão da luz do Sol na atmosfera terrestre, que desvia apenas certos comprimentos de onda responsáveis por tal coloração, fenômeno equivalente ao que ocorre todos os dias no nascente e poente do Sol, quando o céu também adquire um aspecto avermelhado.
Dito isso, o fenômeno da “lua de sangue” ou eclipse lunar total ocorre pelo menos uma vez a cada 5 anos e de raro não tem nada como alguns sites e blogs andam divulgando por aí.
A NASA disponibiliza em seu site uma extensa lista com todos os eclipses lunares, separados por séculos, desde 2 mil A.C até o ano 3 mil (ou seja, daqui a quase mil anos). Eis a lista com os links:
Lista da NASA de eclipses lunares de 2 mil AC a 3 mil DC
A lista com os eclipses lunares entre 2001 e 2100 (século 21) pode ser vista no link a seguir:
Lista de eclipses lunares 2001-2100 da NASA

Nessa lista temos as seguintes letras associadas ao eclipses:
Penumbral = N
Parcial = P
Total = T

Sendo que os eclipses totais mais intensos são sinalizados como T+ (cor da Lua mais vermelha e menos alaranjada) e os menos intensos sinalizados como T- (cor da Lua mais alaranjada e menos vermelha)
Em 7 de agosto de 2036 teremos um eclipse lunar total profundo (T+). Antes disso, em 11 de fevereiro de 2036 também teremos um eclipse lunar completo (Lua de Sangue). Ou seja, um pouco antes e um pouco depois do ápice da Tribulação (abril de 2036) teremos luas de sangue.
Ao analisar a profecia contida no sexto selo, tanto no blog como no livro, a referência ao escurecimento do Sol não diz respeito a um eclipse, mas sim ao tanto de fumaça que a queda do asteróide causará, transformando o dia em noite por algumas horas, pois tal queda (que acontecerá no oceano) causará tamanho impacto nas placas tectônicas que teremos grandes atividades vulcânicas, especialmente no Etna. Da mesma forma, a lua vermelha diz respeito ao aparecimento de um “planeta artificial” que será apenas a materialização temporária, por algumas horas, da agrégora do Sol das Trevas ao redor do Apophis antes que ele caia na Terra, este será o segundo Sol da profecia de Nostradamus (maiores detalhes no livro A Bíblia no 3º Milênio). As estrelas caindo, como dito na profecia, dizem respeito a verticalização do eixo da Terra, causando nos encarnados a sensação de que o céu e suas estrelas estão em abrupto movimento, quando na verdade será a Terra que estará em abrupto movimento em relação às estrelas no céu.
Mais sobre essa série de eventos pode ser lida no link abaixo sobre o falso profeta:

Cronologia de Nostradamus

Vale também ressaltar que existem duas profecias bíblicas que falam sobre a “lua de sangue” ANTES do auge dos eventos, o que poderíamos encaixar segundo os estudos do blog no eclipse lunar total que acontecerá em fevereiro de 2036. Eis as duas passagens:
“O Sol se converterá em trevas e a lua em sangue, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor” (Joel 2:31 e Atos 2:20)
Detalhe que poucos meses antes de abril de 2036, teremos um eclipse solar total em 2 de setembro de 2035, ou seja, um espaço de pouco mais de 6 meses separa um eclipse total do Sol e um eclipse lunar total, do auge dos eventos do Apocalipse em 2036.
Uma correlação interessante que podemos fazer com a lua de sangue ou “lua umbralina” é com a profecia de Nostradamus sobre os dois papas, mostrando que algum grande evento acontecerá enquanto tivermos dois papas na Igreja. Essa profecia pode ser vista aqui:

Os dois papas na profecia de Nostradamus

A profecia fala da existência de dois papas até março, ou seja, pode ser março de 2014, março de 2015 ou até mais a frente, dependendo do tempo que Bento XVI, o papa emérito, sobreviver.
Até março de 2016 teremos 4 eclipses lunares totais (luas de sangue) nas seguintes datas:

15 de abril de 2014
08 de outubro de 2014
04 de abril de 2015
28 de setembro de 2015

Depois teremos somente em janeiro de 2018 um novo eclipse lunar total.
mapa astral, mapa natal, mapa zodiaco
O mapa do dia 15 de abril, no exato horário que acontecerá o fenômeno, mostra uma configuração astrológica extremamente tensa: uma grande cruz formada por Urano, Júpiter, Marte e Plutão, sendo que Urano está na casa 10 em Áries em conjunção com Mercúrio mostrando dificuldade nos diálogos entre os líderes mundiais, um período mais propício a atos intempestivos.

http://profeciasoapiceem2036.blogspot.com

Um comentário:

Deixe seu comentário, será muito legal...meu muito obrigado!! Volte Sempre!!!