1 de fev de 2015

ANUNNAKI- CRIADORES DA RAÇA ADÂMICA

***ANUNNAKI- CRIADORES DA RAÇA ADÂMICA***
Os criadores da raça adâmica são seres de outro mundo tecnologicamente evoluídos, mas têm compreensão limitada em relação ao que o ser humano conhece como espiritualidade. Eles surpreenderam com as criaturas humanas que criaram mesmo estando estas à mercê de Leis próprias ao planeta Terra, quando se mostraram com tamanha sensibilidade não esperada e com espiritualidade. Quando se mostraram também propicias às informações e novos conhecimentos, que geraram energias através de novas frequências mentais e que poderiam até mesmo superá-los em seus conhecimentos fundamentados na racionalidade cientifica e na manipulação da matéria.

O ser humano extrapolou os seus criadores alienígenas, poderia até ter também vida física praticamente eterna, se não tivesse sido impedido geneticamente por eles. Tornou-se um ser especialmente espiritual. Com sensibilidade proveniente de suas frequências emocionais tornou-se portador d’alma, expressando-a através desta sua luz a sua essência divina – o que os seus criadores não esperavam.

A emoção quando harmonicamente direcionada eleva todos os padrões vibracionais,. mas todos os sentimentos gerados pela energia emocional, os criadores não os conheciam.
O que muitos chamam de governo oculto, um poder atuando como poder paralelo ao poder legalmente constituído, ele é formado pelos filhos dos filhos, dos filhos destes criadores originais, que através da biotecnologia se conservam quase eternamente em seus corpos físicos.
Eles estão aqui desde eras remotas em bases espalhadas por todo o planeta e são eles que lideram e dominam de fato os seres humanos, mesmo tendo aparência diferente destes. Apesar de terem utilizado da genética, para criar o homem à sua imagem e semelhança, eles não conseguiram fazer com que o ser humano ficasse como eles, que possuem postura e fisionomia feias, pelos padrões de beleza dos seres humanos.
A humanidade é muito mais bonita que eles – tanto o homem quanto a mulher, que possuem também muito mais habilidades, pela sua frequência mental e pela sua ascensão associada à sua espiritualidade.
A cada 19 anos o ser humano completa um ciclo de aprendizado e de sabedoria, então aos 38 ele já vive outro ciclo de aprendizado com novos conhecimentos e novos comportamentos, com 76 ele já está em outro padrão evolutivo e possuidor ainda mais de sabedoria.
Assim, estes períodos de sua vida se não tivessem sido limitados para alguns poucos períodos, a potencialidade criadora do ser humano iria paulatinamente crescendo e já entorno dos 150 a 200 anos a sua capacidade intelectual seria possivelmente comparada à dos seus criadores – podendo até desenvolver habilidades mentais, capazes de manipular a matéria através do pensamento.
Por isto, para não mais viverem tempos de Matusalém com idade de 969 anos e de outros com idades até ainda maiores, eles foram tolhidos por aqueles que criaram os seus corpos, no que poderia ser a sua rápida ascensão evolutiva e futura competição com eles, Programaram um tempo de vida curto para os seres humanos, que passaram a viver entre 70 e quase 100 anos, no máximo 120 anos, para que não pudessem adquirir o conhecimento universal.
Estes criadores vêm aqui de tempos em tempos originados de um grande corpo celeste. E nestas suas vindas para Terra, colonizaram-na e nela criaram. Após o último “dilúvio universal” com o movimento de precessão da Terra, nem todos regressaram ao seu mundo de origem. Depois de certo tempo de espera na orbita da Terra voltaram e pousaram suas naves nos montes mais altos.
Grandes cidades, muralhas e templos erguidos por estes seres, ainda estão sob as águas. Estão ainda embaixo dos mares, porque a inclinação do planeta não voltou totalmente. Nesta sua inclinação durante o dilúvio o planeta chegou a 58% de inclinação, mas voltou e estabilizou-se em uma inclinação de 23%. Neste vai e vem em sua inclinação, a Terra foi literalmente varrida por toda uma gigantesca montanha de gelo e de água que do norte veio para o sul, varrendo tudo
Os seres das 49 raças que acompanham os dimensionais em seu compromisso não são os criadores. São outros seres que agiram como um “conselho cósmico”, quando viram que os criadores obtiveram sucesso ao criarem a criatura humana (que não puderam impedir) e quando esta começou como casal procriar já como raça adâmica gerando descendentes inteligentes e belos, a partir daí, as 49 raças decidiram que gerações posteriores de seres humanos estariam com elas envolvidas, por já possuíam (já como dimensionais) condições de sustentarem em seus corpos físicos frequências de seres universais – e, de terem a mesma energia delas.
Os criadores geneticamente manipuladores da matéria são possuidores de espírito, de inteligência e de conhecimentos, mas não são seres emocionais e nem possuidores d’alma como os seres humanos.
O que é realmente eterno no dimensional é a sua essência (divina), que dela a sua alma direcionada pelos seres das 49 raças não permite que ele morra e desapareça. Não deixa que ele perca até mesmo o seu corpo físico, se transmutar.
Transmutando-se, ele realmente não mais morre, não porque conserva o seu corpo físico manipulando-o geneticamente, como fazem os criadores, mas porque se transforma, colocando seu corpo físico em outra frequência de vibração, que o torna imperecível.
A raça adâmica é possuidora d’alma, que seus criadores alienígenas não a possuem – Imagem da Internet
Os seres humanos ainda estão sujeitos a atuação dos seres que geneticamente os criou, mas agora como uma atuação feita de forma sorrateira – como um poder oculto. Por exemplo, quando emitem na atmosfera muitas substâncias químicas para que possam continuar controlá-los ou, quando usam de outros estratagemas também com este mesmo objetivo.
Estes descendentes dos criadores originais agem a partir de bases por eles montadas em todo o planeta. Eles como são cientes de que são diferentes dos seres humanos, muitas vezes utilizam de estratagemas para se disfarçarem. Colocam boné para esconder protuberâncias em sua cabeça, óculos para não mostrarem o formato de seus olhos e roupa, que cobre o máximo a textura diferente de sua pele, para que não possa ser observada e identificada.
Na Terra estes seres que realmente mandam e não têm a necessidade de trabalharem para sua sobrevivência. Eles não precisam do que o ser humano necessita, o que eles buscam neste planeta é apenas matéria prima.
No final do de 2014 o cinturão magnético que envolvia e protegia a Terra foi desativado e, quando então, tanto os criadores quanto outros seres do espaço puderam entrar como sair deste planeta, o que durante alguns milhares de anos não podiam fazer. Os que estavam na Terra ficaram acumulando em suas bases a rapinagem das riquezas naturais do planeta – principalmente minerais e vegetais, que com a sua tecnologia foram energeticamente condensando-os, para facilitar posteriormente o seu transporte.
Entretanto, todos os descendentes dos criadores iniciais provavelmente não irão embora, porque não devem deixar este planeta, onde os seres humanos são tidos por eles como criaturas para a sua serventia e a Terra como seu patrimônio.
Para estes alienígenas descendentes dos criadores originais os seres humanos são seus trabalhadores, mesmo que estes assim não se percebam. Mesmo que não percebam também que são por eles não só manipulados, como podem ser ainda eliminados através de suas tecnologias, quando bem entenderem.
Se eles acharem que a população humana está em quantidade excessiva, eles podem utilizar de alguma substância química, agente virótico e outras formas que possam atuar fisicamente no planeta, para através de cataclismos exterminarem grande parte dela. Eles sabem, que de qualquer forma todas as pessoas vão mesmo morrer, umas mais cedo e outras um pouco mais tarde – são poucas que passam dos 90 anos e quando chegam aos 70 anos, já não podem fazer muita coisa.
Para os seus criadores os seres humanos ao nascerem, já estão programados para morrerem. Normalmente os seres humanos com a idade de 60, 70 anos não conseguem mais fazer muitas atividades físicas, praticarem esportes, terem uma vida física verdadeiramente saudável. Então, se chegarem aos 90 anos é uma façanha, porque já ultrapassaram os limites desta programação. E com 110, 120 é quase uma impossibilidade atual humana de continuar fisicamente vivendo – o que não acontece com seus criadores, que praticamente não morrem, tendo em vista o tempo de vida dos seres humanos, que vive à mercê da morte.
Entretanto os dimensionais conscientes e atuantes em sua interação com as realidades paralelas que os direcionam, eles já estão começando mudar este estado de coisas, quando recebem informações e substancias (tecnologias) que ajudam no prolongamento de suas vidas, tanto pela eliminação de doenças, quanto para corrigir deficiências genéticas ainda presentes em seus corpos físicos.
Os criadores se valem de moldes físicos, porque lidam, sobretudo, com a matéria que dela são feitos e que dela se valem também para geneticamente se remodelarem e perpetuarem. Os seres das quarenta e nove raças são seres já em frequências sutis e muitíssimo mais evoluídos. São energias que vibram e mostram aos olhos humanos, plasmando-se em forma de silhuetas, dando através delas a ideia do que querem passar – mas, mesmo nesta sua interação com a realidade física, sempre obedecem as Leis para a terceira dimensão.
O ser humano dimensional já consciente de sua verdadeira capacidade mental e condição vibracional – e, com elas atuando, já sabe que só através de sua transmutação alcançará a sua condição de ser universal, que busca as dimensões superiores.
Apenas como ser universal que ele se livrará definitivamente das faixas astrais como um ser ainda não transmutado (não vibracionalmente completo), por não ter levado também para as realidades paralelas uma percentagem da matriz energética de seu corpo físico.
Este processo de sua transformação vibracional irá começar para alguns dimensionais no ano de 2018 e vai até o ano de 2028. Assim, eles devem preservar os seus corpos físicos saudáveis, porque só nesta condição que conseguirão através deles este seu intento.
Alguns seres humanos dimensionais conscientes de sua verdadeira condição de possuidores de alma – ou, de portadores da luz, já estão anos interagindo com frequências paralelas à realidade física e que vêm proporcionando-lhes transformações em seus corpos, tornando-os energeticamente diferentes em relação aos corpos de outros seres humanos comuns (planetários).
Em outras eras as pirâmides tiveram importância relevante na transmutação dos seres humanos dimensionais. Hoje esta importância está sendo buscada na pirâmide em construção na cidade de Zigurats – Corguinho – MS/BR. Neste espaço tecnologias fornecidas pelas realidades paralelas serão manipuladas com este objetivo, de acordo com outras Leis Universais que serão momentaneamente para ali direcionadas.
Abaixo de algumas destas pirâmides milenares construídas com sua forma inserida na Geometria Universal e nelas em um determinado ponto marcado pela Matemática Universal, dois dimensionais de polaridades diferentes (homem e mulher), ali ficavam e harmonicamente se completavam através de suas energias de kundalini em ascensão.
A energia resultante que ali geravam, somando à energia elétrica estacionária no ambiente da pirâmide e com a frequência vibracional da malha magnética do planeta, possibilitava os dois chegassem ao momento exato as suas transmutações, quando criavam uma frequência, que nela as células de seus corpos começavam vibrar aceleradamente, indo além de seus limites físicos na terceira dimensão e “inserindo-as” à frequência na quarta dimensão.
O momento final para o processo de transmutação favorecido pelas realidades paralelas em ambiente piramidal, só acontecia depois que este casal de dimensionais era trabalhado tanto em seus corpos físicos quanto os seus corpos bioenergéticos. Mas, para entrar na pirâmide e chegar neste instante, cada um tinha antes que se esforçar para conseguir o necessário padrão evolutivo – consciência razão. Manter também alta carga elétrica de seu corpo físico e nele ainda conservar baixo o seu nível de toxina
Dentro do campo energético vibracional gerado pela pirâmide, este casal de dimensionais entrava em intensa aceleração físico mental, com este processo energético proporcionando mais velocidade aos dois no tocante aos seus ciclos cerebrais (hertz) e produzindo em seus corpos físicos mais aceleração vibracional, que os tornavam fontes incríveis de energia.
Os corpos destes dois dimensionais para que pudessem estar dentro da pirâmide neste processo físico e mental de transmutação, deveriam ser saudáveis para que conseguissem sujeitar a intensidade energético vibracional que estariam sujeitos sob o domínio de outras Leis Universais e para que pudessem também já com os seus corpos transmutados, mostrassem como “deuses” neste processo autoacionado com o domínio sobre a matéria e, neste caso, com o domínio sobre a matéria de seus próprios corpos, que não seriam mais desfeitos e teriam preservadas suas memórias, para que se tornassem eternos.
Então, eles já com seus corpos em frequências mais sutis, poderiam plasmar outras formas, mudando suas aparências e se mostrando instantaneamente em vários locais, não mais limitados às Leis que regem o espaço-tempo para a terceira dimensão.
O ser transmutado (ser humano dimensional) não morre mais, porque suas células já estão suficientemente aceleradas na frequência da quarta dimensão, portanto não estão mais sob a tutela de Leis Universais para a terceira dimensão, que ainda sob a regência destas Leis acontece a morte física. Acontece a destruição do corpo físico humano que na realidade física é constituído noventa por cento de densidade (matéria) e apenas dez por cento de energia.
Pela física quântica o ser transmutado passa não mais pertencer ao mundo das partículas, do denso, da matéria, da racionalidade e dos sentidos voltados à realidade física – do mental concreto. Ele começa existir com menos densidade e com mais energia (sutileza) no mundo das ondas, do bioplasma, da percepção e da intuição – do mental sutil. E nesta sua nova condição mental vibratória pode “acessar por inteiro” as dimensões superiores, apenas ficando pelo tempo que desejar na terceira dimensão, respeitando as Leis Universais para este plano de existência, mas sem mais morrer.
O dimensional deve se preparar para a sua transmutação adquirindo cada vez mais informações, que com elas possa ampliar os seus conhecimentos e se conduzir mais harmonicamente em seu dia a dia, na medida em que vai exercitando as suas habilidades mentais (sua paranormalidade). E neste caminhar ele deve procurar conhecer e desenvolver os seus dois hemisférios cerebrais, para que buscando em frequências mentais mais aceleradas suas habilidades, possa com elas interagir melhor com as realidades paralelas.
O ser humano já pode manipular óvulos e espermatozoides em laboratórios para direcionar a fecundação “in vitro” e gerar em condições que deseja outras criaturas (como faziam também seus criadores). Mas, neste caso ele está apenas criando novas formas de criaturas com novas características. Está apenas manipulando a matéria, como faziam seus criadores, mas não lhe dando verdadeiramente vida.
A Energia que se mostra como energia da kundalini – energia da vida, vibrando nas células reprodutoras, é que realmente as estimula à vida como biologicamente o ser humano a vê. A ciência humana não gera esta energia divina preexistente, oriunda do que ele chama de Deus. Apenas utiliza-se dela para que em ressonância criativa ao manipular a matéria, crie fisicamente novas formas de vida.
O conceito religioso de Deus como está exposto foi criado para manter grande parte da humanidade mentalmente entorpecida, racionalmente limitada e emocionalmente manipulável por uma “fé cega” através de verdadeira lavagem cerebral e, se por acaso as pessoas se decepcionam com determinada religião e passam para outra, apenas mudam de local físico, porque neste novo endereço o seu entorpecimento mental continua praticamente o mesmo, para serem conduzidas por outros manipuladores, que conscientes ou inconscientes procedem em sintonia com os interesses dos criadores de seus corpos.
É triste perceber a hipocrisia, quando se constata que o local por onde andou Jesus de Nazaré – O Mensageiro de Deus, ali é chamado de Terra Santa!… Local santo, sagrado?… Pode ser realmente santa aquela região com tanta violência, crueldade e conflitos constantes com mortes motivadas por conceitos e preconceitos religiosos?… A fé cega própria de religiosos fundamentalistas não só ali, mas em outras partes do mundo, ela é perigosa, é destrutiva por se alicerçar na ignorância e na intolerância humanas e não na harmonia e sabedoria divinas!… Ignorância e intolerância servindo aos interesses deste poder oculto.
A fé cega não permite que estes religiosos tenham bom senso, deixando-se conduzir por crenças e dogmas. E eles não aceitam outra explicação, a não ser aquela que a sua vaidade religiosa os fazem como parte de um povo especialmente escolhido e protegido de Deus. Mas, como existem outras religiões que seus seguidores também pensam desta mesma maneira e vaidosamente assim procedem, é muito fácil acontecer entre estes segmentos religiosos que dizem agir em nome de “seu” Deus, agressividade, embates, guerras e mortes. Eles não estão com Deus, estão fazendo “o jogo” de este poder que os manipulam da “sombra”.
Imagem logo após um bombardeio na Faixa de Gaza. – Imagem da Internet
Os dimensionais precisam reativar a força que neles foi desligada quando no inicio de sua criação – quando como raça adâmica os seus corpos físicos humanos foram criados. Esta força foi desligada pelos seus criadores, que cortaram as hastes superiores de seus cromossomos, para aumentar a sua capacidade de multiplicação na Terra. Para aumentar sua fertilidade e o seu poder de atração através de seus hormônios – e ainda, para limitar o seu tempo de vida.
Jesus de Nazaré – O Cristo, não veio salvar ninguém, ele veio passar informações, que com elas, ai sim, cada um pudesse realmente se salvar. Ele foi e continua sendo um ser muito especial possuidor da “tecnologia” que o capacitava não mais morrer. Assim, como um ser que se transmutou, ele estará de volta para se mostrar de novo à humanidade.
Os conceitos de fé e de esperança do “novo ser humano” nesta nova Era de Ouro, não devem ser mais conduzidos pela dependência de conceitos religiosos, que com eles existe realmente, são seres humanos manipulando outros seres humanos. A religião uma estratégia humana para dominar, ela é conduzida para aparentemente dar esperança, como se de fato mostrasse ao ser humano uma luz no final do túnel. Como pudesse transformá-lo em uma chama viva que não vai mais apagar. Mas, esta chama, esta luz no final do túnel jamais será alcançada, se ele morrer de transmutar. Ela só será alcançada se ainda vivo e, nesta condição, conseguir transmutar como fez Jesus de Nazaré, que foi apenas supliciado na cruz.
O novo homem deve ele mesmo trazer a luz para si. Cada um é o seu próprio Deus e nesta condição, que ele faça o seu mundo, faça o seu universo, faça a sua estrada bem feita – faça a sua caminhada. E, o que ele está plantando é o que vai colher, inclusive, poder se expressar na frequência da energia crística a sua universalidade e divindade – e, transmutar-se.
Portal Pegasus



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, será muito legal...meu muito obrigado!! Volte Sempre!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
▲ Topo