30 de jun de 2014

Driblando proibição da Fifa nos estádios, venezuelanos pedem ajuda e alertam brasileiros.

Nenhum comentário:
Posted by Liberte Sua Mente on terça-feira, 30 Junho, 2014


Na partida Brasil x Chile deste sábado (28) em que o goleiro Júlio César salvou a pátria, no Mineirão, garantindo a classificação para as quartas de final da Copa 2014, torcedores venezuelanos presentes na torcida verde e amarela também defenderam sua pátria. Vestindo a camisa de seu país e burlando a censura da Fifa, estenderam na arquibancada uma faixa com as cores de sua bandeira onde se lia “Venezuela resiste”.

O registro foi replicado no Facebook por Daniel Alex obtendo muitas curtidas, compartilhamentos e comentários. “Faixa muito leve, tem que ser mais clara e dura contra o governo”, comentou o internauta Daniel Sagaidak. “Meu povo já não tem medo”, disse Omaira Aponte, de Caracas.

No jogo entre Argentina e Irã, no sábado anterior (21), também no estádio Mineirão, pelo Grupo F, venezuelanos também compareceram na torcida e fizeram um protesto pedindo socorro e alertando os brasileiros sobre a semelhança dos rumos políticos do Brasil com a Venezuela. Também burlando a vigilância da Fifa, exibiram na arquibancada uma bandeira de seu país onde se lia: “Tempo em derrubar uma ditadura: Ucrânia – 1 mês, Egito – 2 meses, Síria – 2 anos, Venezuela – ‘loading’, Brasil – ‘warning!’#S.O.S.Venezuela”.

Completamente ignorado pela mídia tradicional, o fato teve repercussão viral nas redes sociais. Tirada no estádio por torcedores venezuelanos amigos de Daniel Alex, a foto foi postada inicialmente no Twitter e em seguida republicada no Facebook, atingindo mais de 400 curtidas e 2.000 compartilhamentos.

O jornal Folha de São Paulo registrou mais protestos de venezuelanos em outros dois jogos da Copa do Mundo que também furaram a proibição da Fifa a manifestações políticas para reprovar o governo de Nicolás Maduro e a dura repressão às manifestações populares na Venezuela.

No duelo da terça-feira (24) entre Uruguai e Itália, na Arena Dunas, em Natal, pelo Grupo D, um venezuelano, um comerciante uruguaio radicado na Venezuela e mais dois uruguaios, vestindo camisas de ambas as seleções, estenderam a bandeira venezuelana com a inscrição “S.O.S.”. O comerciante, Álvaro Sanchez, 59, informou que precisou vaiajar para o Uruguai para conseguir comprar as passagens para o Brasil e os ingressos para os jogos.

Ele também estranhou as obras inacabadas e a falta de divulgação do Mundial aqui no país: “Acho que estão com medo dos protestos”.

No dia 14 de junho, no clássico Inglaterra x Itália, em Manaus, pelo Grupo D, uma faixa se destacava na arquibancada da Arena da Amazônia: “Venezuela Ditadura”. Uma bandeira da Venezuela também se misturava entre a das seleções da disputa e do Brasil. Pelo menos uma centena de venezuelanos estavam presentes, vestidos com a camisa de sua seleção e a bandeira venezuelana. A maioria deles vieram de carro, pela BR-174, e torceram para a Itália.

No dia seguinte (15), venezuelanos também marcaram presença no Maracanã, no Rio de Janeiro, para apoiar a Argentina na partida contra a Bósnia-Herzegovina, pelo Grupo F.

Dessa vez não houve notícia de que algum material de protesto tenha passado pela vigilância.

A seleção da Venezuela jamais obteve classificação para disputar uma Copa do Mundo, mas os venezuelanos vêm marcando forte presença neste Mundial, para torcer por outras seleções e também chamar atenção sobre a grave situação de violação dos direitos humanos em seu país.

Segundo fontes extraoficiais citadas pelo canal venezuelano NTN24, centenas de civis foram mortos até o momento pela Guarda Nacional Bolivariana e por milícias paramilitares chavistas armadas pelo regime cubano, como La Piedrita e Tupamaros, em ofensivas visando sufocar a maior onda de protestos no país em décadas.

O país experimenta uma escalada inflacionária extratosférica, excassez de alimentos e de produtos básicos, filas intermináveis, apagões constantes e um quadro de violência endêmica. A Venezuela teve 24.763 mortes violentas em 2013, segundo a ONG Observatório Venezuelano de Violência (OVV). As cifras oficiais de homicídios estão suspensas pelo governo desde 2003.


Fonte:epochtimes.com.br

http://lado-oculto-nova-ordem-mundial.blogspot.com.br/2014/06/torcedores-venezuelanos-protestam-no.html

29 de jun de 2014

Hermes Trismegisto, que talvez seja o primeiro dos Avatares a aportar neste planeta.

Nenhum comentário:
Posted by Liberte Sua Mente on domingo, 29 Junho, 2014


A filosofia hermética diz que "Os lábios da sabedoria estão fechados, exceto aos ouvidos do Entendimento". Durante os milênios os círculos esotéricos têm se pautado neste ensinamento para disseminar suas informações. Ensinamentos eram passados de Mestre para discípulo, disfarçados em inúmeros rituais e simbologias. Neste meio, um certo livro se destaca pelos seus ensinamentos, que formam a base de toda a magia, de todo o universo perceptível e imperceptível aos nossos sentidos: O Caibalion. Escrito por quem se autodenomina Os três iniciados, trata-se de uma compilação dos ensinamentos que (supostamente) vieram do Antigo Egito, por meio de Hermes Trismegisto, que talvez seja o primeiro dos Avatares a aportar neste planeta.

Transcreverei do próprio livro o texto de apresentação de Hermes:
"Entre os Grandes Mestres do antigo Egito, existiu um que eles proclamavam como o Mestre dos Mestres. Este homem, se é que foi verdadeiramente um homem, viveu no Egito na mais remota antiguidade. Ele foi conhecido sob o nome de Hermes Trismegisto. Foi o pai da Ciência Oculta, o fundador da Astrologia, o descobridor da Alquimia. Os detalhes da sua vida se perderam devido ao imenso espaço de tempo, que é de milhares de anos, e apesar de muitos países antigos disputarem entre si a honra de ter sido a sua pátria. A data da sua existência no Egito, na sua última encarnação neste planeta, não é conhecida agora mas foi fixada nos primeiros tempos das mais remotas dinastias do Egito, muito antes do tempo de Moisés. As melhores autoridades consideram-no como contemporâneo de Abraão, e algumas tradições judaicas dizem claramente que Abraão adquiriu uma parte do seu conhecimento místico do próprio Hermes. Depois de ter passado muitos anos da sua partida deste plano de existência (a tradição afirma que viveu trezentos anos) os egípcios deificaram Hermes e fizeram dele um dos seus deuses sob o nome de Thoth. Anos depois os povos da Antiga Grécia também o deificaram com o nome de Hermes, o Deus da Sabedoria. Os egípcios reverenciaram por muitos séculos a sua memória, denominando-o o mensageiro dos Deuses, e ajuntando-lhe como distintivo o seu antigo título Trismegisto, que significa o três vezes grande, o grande entre os grandes.

Nos primeiros tempos existiu uma compilação de certas Doutrinas básicas do Hermetismo, transmitida de mestre a discípulo, a qual era conhecida sob o nome de Caibalion, cuja significação exata se perdeu durante vários séculos. Este ensinamento é, contudo, conhecido por vários homens a quem foi transmitido dos lábios aos ouvidos, desde muitos séculos. Estes preceitos nunca foram escritos ou impressos até chegarem ao nosso conhecimento. Eram simplesmente uma coleção de máximas, preceitos e axiomas, não inteligíveis aos profanos, mas que eram prontamente entendidos pelos estudantes; e além disso, eram depois explicados e ampliados pelos Iniciados hermetistas aos seus Neófitos."

Um Mestre não se mede pelo número de seguidores, ou do que falam dele, mas sim do que ele fala e faz. No caso de Hermes, tudo o que temos é o Caibalion, mas este "livrinho" de 56 páginas é de tal profundidade e grandeza que tremo só de escrever sobre ele. O livro versa sobre os sete princípios herméticos, expostos no Caibalion, enquanto os iniciados fazem comentários sobre eles.

Os Princípios da Verdade são Sete; aquele que os conhece perfeitamente possui a Chave Mágica, com a qual todas as Portas do Templo podem ser abertas completamente.
(O Caibalion)
São eles o Princípio do Mentalismo, da Correspondência, da Vibração, da Polaridade, do Ritmo, da Causa e Efeito e do Gênero. Vejamos o primeiro, transcrito do livro:


I. O Principio do Mentalismo

O TODO é MENTE; o Universo é Mental
(O Caibalion)
Este Princípio explica que tudo é Mental, que O TODO é espírito, é incognoscível e indefinível em si mesmo, mas pode ser considerado como uma mente vivente infinita e universal. Ensina também que todo o mundo fenomenal ou universo é simplesmente uma Criação Mental do TODO, sujeita às Leis das Coisas criadas, e que o universo, como um todo, em suas partes ou unidades, tem sua existência na mente do TODO, em cuja Mente vivemos, movemos e temos a nossa existência. Este Princípio, estabelecendo a Natureza Mental do Universo, explica todos os fenômenos mentais e psíquicos que ocupam grande parte da atenção pública, e que, sem tal explicação, seriam ininteligíveis e desafiariam o exame científico.

Este Princípio explica a verdadeira natureza da Força, da Energia e da Matéria, como e por que todas elas são subordinadas ao Domínio da Mente. Um velho Mestre hermético escreveu, há muito tempo: "Aquele que compreende a verdade da Natureza Mental do Universo está bem avançado no Caminho do Domínio.
_____________________

Vemos aqui uma correspondência com um dos princípios elementares da física quântica, a Superposição coerente. Mas o que é isso?

Quando um elétron (ou qualquer outra partícula) é observado, ele se apresenta com propriedades físicas bem definidas: localiza-se em um ponto preciso do espaço, em um momento determinado, e seus atributos podem ser medidos (dentro de certos limites estabelecidos pelo princípio da incerteza de Heisenberg). Antes da medição ser feita, porém, essas propriedades e atributos não existem. O que existe é apenas a probabilidade de que o elétron apresente tais e tais características, bem como outras características opostas. Isto é, o elétron tanto pode estar no ponto x quanto no ponto y ou no ponto z, e assim por diante, para cada um de seus atributos (velocidade, momento angular, spin, etc.). Antes de medirmos os elétrons, todos esses atributos encontram-se entrelaçados, e é esse entrelaçamento que produz as ondas de probabilidade. Os físicos denominam isso de função de onda ou superposição coerente porque, nesse estado, todas as probabilidades do elétron se superpõem umas às outras. Durante o ato da medição o entrelaçamento se desfaz e, dentre todos os conjuntos de atributos possíveis ao elétron, apenas um torna-se "real". Esse momento em que a superposição de ondas se desfaz é o chamado colapso da função de onda. Enquanto o elétron não for medido, ele não tem nenhuma característica concreta. É a medição que cria as características do elétron e, assim, num certo sentido, é a minha observação que cria o elétron. Em outras palavras, a realidade que eu percebo é criada pela minha percepção. (fonte)


Uma partícula, que pensamos ser algo sólido, existe no que chamamos de superposição, espalhando uma onda de possíveis localizações, todas ao mesmo tempo. E quando você olha, ela passa a estar em apenas uma das possíveis posições. Ou seja: As coisas só se tornam constantes quando você olha pra elas. Quando não olhamos é como uma onda, quando olhamos é como uma partícula.

A superposição implica que uma partícula pode estar em dois ou mais lugares ao mesmo tempo.

É um conceito muito bizarro, mas é um dos pilares da física quântica. Essa constatação fez o renomado físico Stephen Hawking se perguntar: A distinção (entre o real e o imaginário) está apenas em nossas mentes?

No artigo A Revolução Quântica e a Física de Alta Energia, de Cláudio Roberto, vemos que, na realidade, a ciência não consegue provar que uma partícula subatômica exista antes de detectá-la, nem saber onde ela surgirá, mas apenas dizer que há uma probabilidade de ela existir e de aparecer em determinado local. Quatro hipóteses tentam explicar esse "problema de medição":

A interpretação de Copenhague diz que essa probabilidade é tudo o que podemos e o que há para saber; é algo absolutamente aleatório saber aonde a partícula aparecerá (teoria defendida por Niels Bohr e Werner Eisenberg); 
A Teoria das Variáveis Ocultas afirma que os eventos quânticos não são puramente aleatórios, mas que as partículas surgem em determinado local devido a razões ocultas que ainda iremos descobrir (defendida por Einstein, David Bohm e outros); 
A Hipótese dos Muitos Mundos afirma que, quando uma partícula aparece em determinado local, todas as outras probabilidades de ocorrências acontecem em outros Universos inteiramente diferentes. Essa hipótese, apesar de fantástica, foi desenvolvida num estilo matemático muito sofisticado (proposta por Everett, Wheeler e Graham); 
A conexão Matéria/Mente afirma ser possível que a própria mente do observador, no ato de medir, influencie a manifestação do evento; seria a mente o fator que interferiria no aparecimento e no local do aparecimento da partícula subatômica ou até a criaria (sustentada por Eugene Paul Wigner, Jack Sarfatti, Walker e Muses).

Einstein, que defendia a segunda teoria, sobre a primeira esbravejou: "Deus não joga dados com o Universo!". A imprevisibilidade quântica era demais para ele aceitar, embora Bohr e outros, usando as próprias teorias de Einstein, explicassem todas as suas objeções. A disputa entre as duas primeiras teorias significava provar se a mecânica quântica era imprevisível ou determinada, e as duas últimas deixavam transparecer que, se a primeira fosse correta, a minha mente teria a capacidade de escolher o meu destino, dentre todas as probabilidades existentes (livre-arbítrio). Até agora a ciência vem comprovando (com sucesso) a primeira teoria.

Tudo que chamamos de real é feito de coisas que não podem ser consideradas reais

(Niels Bohr)
No filme What the bleep do we know vemos o físico Amit Goswami explicar: "O mundo tem várias formas de realidade em potencial, até você escolher. Mas, como um objeto pode ter dois estados ao mesmo tempo? Em vez de pensarmos nas coisas como possibilidades, temos o hábito de pensar que as coisas que nos cercam já são objetos que existem sem a minha contribuição, sem a minha escolha. Você precisa banir essa forma de pensar, tem que reconhecer que até o mundo material que nos cerca - as cadeiras, as mesas, as salas, os tapetes - não são nada além de possíveis movimentos da consciência, e estou a todo tempo escolhendo momentos nesses movimentos para manifestar minha experiência atual.

É algo radical que precisamos compreender, mas é muito difícil, pois achamos que o mundo já existe independente da minha experiência. Mas não é assim, e a física quântica é bem clara. O próprio Eisenberg, depois da descoberta da física quântica, disse que os átomos não são objetos, são tendências. Em vez de pensar em objetos, você deve pensar em possibilidades.

Tudo é possibilidade subconscientemente".

Mas falar de partículas não ajuda muito a explicar as conseqüências da física quântica, portanto vamos procurar uma representação mais fácil de lidar, que encontrei num artigo da Scientifc American: Pega-se uma carta de baralho com a borda perfeitamente afiada e tenta-se equilibrá-la sobre a borda em cima de uma mesa. De acordo com a física clássica, a carta permanecerá, em princípio, equilibrada para sempre. Já de acordo com a física quântica (função de onda de Schrödinger), a carta cairá em poucos segundos, mesmo que se faça o máximo para equilibrá-la - e cairá simultaneamente para os dois lados, direito e esquerdo. Quando se põe em prática esse experimento com uma carta verdadeira, conclui-se que a física clássica está errada: a carta cai mesmo. Mas o que se vê é que ela cai para a direita ou para a esquerda, aparentemente ao acaso, e nunca para a direita e para a esquerda ao mesmo tempo, como a equação de Schrödinger quer nos fazer acreditar. Essa contradição enganosa é o próprio cerne de um dos mistérios mais originais e duradouros da mecânica quântica.

Mundos múltiplos

Em meados dos anos 50, americano Hugh Everet III, então estudante da Universidade de Princeton, decidiu rever o postulado do colapso em sua tese de doutoramento. Ele levou a idéia quântica até o limite, com a seguinte pergunta: "O que aconteceria se a evolução temporal do universo inteiro fosse sempre unitária?" Neste cenário, a função de onda evolui de forma determinista, não deixando nenhum lugar para o misterioso colapso não-unitário ou para Deus jogar seus dados. Neste caso, a nossa carta de baralho quântica estaria de fato em dois lugares ao mesmo tempo. Mais ainda: a pessoa que estivesse olhando para a carta entraria numa superposição de dois estados mentais diferentes, cada qual percebendo um dos resultados. Se apostasse dinheiro no palpite de que a carta cairia com a face voltada para cima, acabaria numa superposição de sorriso e cara fechada, pois ganharia e perderia a aposta simultaneamente.

Everett intuiu brilhantemente que os observadores desse determinista (mas esquizofrênico) mundo quântico poderiam perceber a velha e boa realidade com a qual estamos familiarizados. Mais importante: eles perceberiam uma aparente casualidade, que obedeceria a regras probabilísticas perfeitamente definidas. O ponto de vista de Everett ficou conhecido como a interpretação dos mundos múltiplos da mecânica quântica, porque cada componente da superposição que constitui um observador reconhece ou percebe o seu próprio mundo. Ao remover o postulado do colapso quântico, esse ponto de vista simplifica a teoria subjacente. Mas o preço que se paga pela simplicidade é a conclusão de que essas percepções paralelas da realidade são igualmente reais.

O trabalho de Everett foi ignorado por quase duas décadas. Muitos físicos confiavam que haveria de surgir uma teoria fundamental que mostrasse que o mundo era, afinal de contas, clássico em certo sentido, sem esquisitices do tipo "um corpo poder ocupar dois lugares ao mesmo tempo". Mas toda uma série de novos experimentos iria pôr fim àquela expectativa. O experimento de "escolha retardada", proposto por Max Tegmark e John Archibald Wheeler, demonstrou mais uma característica quântica da realidade que desafia as descrições clássicas: não apenas um fóton pode estar em dois lugares ao mesmo tempo, como também o experimentador pode escolher, depois do acontecimento, se o fóton estava em dois lugares ou somente em um. Em resumo, o veredicto da experiência é: a esquisitice do mundo quântico é real, gostemos disso ou não.

Ainda no filme What the bleep..., vemos Jeffrey Satinover falar sobre isso: "Agora você pode ver em inúmeros laboratórios pelos EUA objetos que são suficientemente grandes para serem vistos a olho nu e que estão em dois lugares simultaneamente. Pode-se até tirar uma foto disto! Suponho que se você mostrasse essa foto, as pessoas diriam 'Legal, posso ver essa luz colorida, um pouco ali, um pouco aqui... é a foto de dois pontinhos, o que tem demais? Estou vendo duas coisas.' Não! É uma coisa só em dois lugares ao mesmo tempo. Acho que as pessoas não se impressionariam, pois acho que elas não acreditam. Não que digam que sou um mentiroso, ou que os cientistas estão confusos. Acho que é tão misterioso que não dá para compreender o quão fantástico é. Todos viram Jornada nas Estrelas e o teletransporte, então se perguntam 'Mas e daí, o que isso quer dizer?' Mas temos que parar e pensar no que isso realmente significa. É o mesmo objeto e ele está em dois lugares ao mesmo tempo!"

Voltando ao artigo da Scientific American, vemos que o trabalho de Everett deixou uma pergunta crucial: se o mundo real tem superposições macroscópicas tão bizarras, por que não as percebemos? A resposta veio em 1970, por meio de um artigo de Heinz Dieter Zeh, da Universidade de Heidelberg, Alemanha. Ele mostrou que a equação de Schrödinger dá origem ao efeito de não-coerência. Nossa carta quântica derrubada está sempre recebendo o impacto de enxeridos fótons e moléculas de ar, que podem comprovar se a carta caiu para a direita ou para a esquerda, destruindo dessa forma a superposição e tornando-a inobservável.

Ou seja, o mundo está sempre contribuindo para que permaneçamos na ilusão de que as coisas são "normais", ou seja, que a carta vai cair com apenas um dos lados pra cima, mais ou menos como os agentes da Matrix garantem que os humanos permaneçam na ignorância (como no fim do episódio da casa mal-assombrada em Animatrix). Qualquer semelhança com a teoria de Maya dos budistas não é mera coincidência.

É como se o ambiente desempenhasse o papel de observador, causando o colapso da função de onda (uma simples molécula de ar sendo o suficiente). Para todos os fins práticos, essa minúscula interação muda a superposição para a situação clássica num abrir e fechar de olhos. Mas, como pode um fóton desempenhar a função de "observador"? Não requer uma "consciência", um "julgamento", pra interferir na realidade? Então o fóton TAMBÉM é parte da consciência?! E lá vamos nós de volta ao budismo, onde tudo, tudo MESMO, é vivo e possui consciência.

As noções gerais acerca da compreensão humana (...) ilustradas pelas descobertas da Física atômica estão longe de constituir algo inteiramente desconhecido, inédito, novo. Essas noções possuem uma história em nossa própria cultura, desfrutando de uma posição mais destacada e central no pensamento budista ou hindu. Aquilo com que nos deparamos não passa de uma exemplificação, de um encorajamento e de um refinamento da velha sabedoria.
(Robert Oppenheimer; pai da bomba atômica)
A religião do futuro será uma religião cósmica, baseada na experiência, e que recusa dogmatismos. Se houver alguma religião que possa lidar com as necessidades científicas, essa seria o Budismo.
(Albert Einstein)

A teoria da não-coerência explica por que não vemos rotineiramente superposições quânticas no mundo ao redor. Não é porque a mecânica quântica deixa intrinsecamente de funcionar para objetos maiores que um determinado tamanho mágico. Na verdade, é praticamente impossível manter objetos macroscópicos, como gatos e cartas de baralho, isolados a uma distância que impeça a não-coerência. Objetos microscópicos, ao contrário, são mais facilmente isoláveis de seu ambiente e assim preservam o comportamento quântico.

Se buscarmos um paralelo para a lição da teoria atômica, devemos nos voltar para aqueles tipos de problemas epistemológicos com os quais já se defrontaram, no passado, pensadores como Buda e Lao Tsé, em sua tentativa de harmonizar nossa posição como espectadores e atores no grande drama da existência.

(Niels Bohr; pai da mecânica quântica)

http://www.saindodamatrix.com.br

28 de jun de 2014

MICHELLE MAcGOWAN: UMA HEROÍNA DO AMOR - Cenas fortes de 3 crianças de Gana que sofrem de Ictiose

Nenhum comentário:
Posted by Liberte Sua Mente on sabado, 28 Junho, 2014


Isso me parece que é em algum lugar de Gana. Ha muitos casos semelhantes por vários lugares da Africa como ja sabemos. E o que para mim não faz o menor sentindo é ;lideres religiosos migrarem de lá para cá sob o pretexto de fazer a obra e pregar a palavra de "Deus" E justo aqui, no Brasil, em um país onde o numero de religiosos é o maior do mundo, principalmente a cristã evangélica. E escolhem habitar em lugares onde os meios de vida é condicionalmente melhor, ou até mais do que qualquer outro lugar!? Como pode um negócio desses? Pra não dizer que são um bando vagabundos exploradores e que ja sacaram que a fé é realmente um grande negocio, pra quem pretende se dar bem na vida por métodos calhordas, portanto seguem; abusam da ingenuidade de pessoas "desacerebradas" que agem cegamente compactuando com esse lixo hospedando-os de graça pelas casas dos outros, onde comem,bebem e folgam, sem dor de consciência e como se não bastasse, agem como tarados sexuais enrustidos, se revelam cobiçando a carne alheia como um predador que nunca viu carne pela frente,... mas o foco principal desses cães gulosos é extrair o máximo de dízimos e ofertas que puderem, almejando a glória e poder para si mesmos, e aqui meu amigo, no Brasil, é a mina de ouro das religiões pelos saqueadores da fé... Em algum lugar da Bíblia Jesus fala sobre esses...,Mas enfim...Quando o amor e a caridade verdadeira, deveriam ser o exemplo a partir desses que dizem seguir o maior homem que  existiu, assim não fazem.... o exemplo parte daqueles quem muitas das vezes não tem vinculo nenhum com religião, mas que simplesmente ama o próximo e faz assim como o mestre e maior de todos ensinou!
 Chada FM.

Vídeo: Michelle McGowan visita 3 Filhos de Kuuncheni que sofrem de Ictiose lamelar em Upper West Região de Gana.

MAKE AND ADAPTED BY LIBERTE SUA MENTE 

O QUE É A VERDADE?

Nenhum comentário:
Posted by Liberte Sua Mente on sabado, 28 Junho, 2014



Pergunta: Querido Osho, por vezes, enquanto estou apenas sentado aqui, surge a pergunta na mente: O que é a verdade? Mas, ao mesmo tempo em que a pergunta surge, eu percebo que não sou sequer capaz de perguntar. Nesses momentos em que a questão surge tão fortemente, se você estivesse por perto eu lhe faria a pergunta mesmo assim. E nesses momentos, se você não respondesse, apenas sinto que eu teria que agarrá-lo pela a barba ou pelo colar e perguntar: "O que é a verdade, OSHO?"


Osho: Essa é a pergunta mais importante que pode surgir na mente de alguém, mas não há resposta para isso. A questão mais importante, a questão mais fundamental - e suprema - não pode ter qualquer resposta. É por isso que ela é suprema.

Quando Pôncio Pilatos perguntou a Jesus “O que é a verdade?”, Jesus permaneceu em siêncio. Não só isso, a história diz que quando Pôncio Pilatos fez a pergunta “O que é a verdade?”, ele não esperou para ouvir a resposta. Ele saiu da sala e foi embora. Isso é muito estranho. Pôncio Pilatos também pensa que não pode haver uma resposta para a questão, é por isso que ele não esperou pela resposta. Jesus permaneceu em silêncio porque ele também sabe que a pergunta não pode ser respondida.

Mas essas duas compreensões não são as mesmas, porque essas duas pessoas são diametralmente opostas. Pôncio Pilatos pensa que a pergunta não pode ser respondida porque não existe algo tal como a verdade; então como seria possível a você dar uma resposta? Essa é a mente lógica, a mente romana. Jesus permanece em silêncio não porque a verdade não exista, mas porque a verdade é tão vasta, que ela não pode ser definida. A verdade é tão grande, tão enorme, que não pode ser confinada em uma palavra, não pode nem mesmo ser confinada na combinação de um milhão de palavras. Ela não pode ser reduzida à linguagem. Ela está lá, definitivamente. O indivíduo pode sê-la, mas não pode dizer algo sobre ela.

Por duas razões diferentes eles se comportaram quase da mesma forma: Pilatos não esperou para ouvir a resposta, ele já sabia que não há verdade. Jesus permanece em silêncio porque ele conhece a verdade, e sabe que nada é possível ser dito.

Chidvilas foi quem fez essa pergunta. A questão é absolutamente significativa. Não existe questão maior do que essa, porque não há religião superior à verdade. A questão tem de ser entendida, tem de ser analisada. Ao analisar a questão, e tentar compreender a pergunta em si, você pode ter um insight sobre o que é a verdade. Eu não vou responder isso, eu não posso responder a pergunta, ninguém pode responder. Mas podemos penetrar fundo na questão. Indo fundo na questão, a questão vai começar a desaparecer. E quando a pergunta tiver desaparecido, você vai encontrar a resposta lá no âmago do seu coração – você é a verdade, assim como você pode perdê-la? Talvez você apenas tenha se esquecido dela, talvez você tenha apenas perdido o rastro dela; você pode ter se esquecido de como entrar em seu próprio ser, em sua própria verdade.

A verdade não é uma hipótese, a verdade não é um dogma. A verdade não é hindu, nem cristã, tampouco mulçumana. A verdade não é minha nem sua. A verdade não pertence a ninguém, mas todo mundo pertence à verdade. A verdade significa aquilo que é: esse é exatamente o significado da palavra. Ela deriva de uma raiz latina, verus. Verus significa: aquilo que é. Em inglês, algumas palavras são derivadas da raiz latina verus: was, were – elas vêm de verus. Verus significa aquilo que é, sem interpretações. Quando entra a interpretação, o que você passa a conhecer é a realidade, e não a verdade. Essa é a diferença entre a verdade e a realidade. A realidade é verdade interpretada.

Assim, no momento em que você responde à questão “O que é a verdade”, a verdade se converte em realidade; ela já não é mais verdade. A interpretação entrou nela, a mente tornou-a colorida. E as realidades são muitas, existem tantas realidades quantas mentes possam existir. Existem multi-realidades. A verdade é uma porque é conhecida apenas quando a mente não está lá. É a mente que o mantém separado de mim, separado dos outros, separado da existência. Se você olhar através da mente, a mente vai lhe proporcionar uma fotografia verdade. Essa será apenas uma foto, uma imagem do que é. E, claro, a fotografia depende da câmera, do filme utilizado, dos elementos químicos, da forma como foi desenvolvido, de como foi impressa, de quem a fez... Mil e uma coisas entram no processo. Então a verdade é convertida em realidade.

A palavra realidade também é bela de ser compreendida. Ela vem da raiz res, que significa “coisa” ou “coisas”. A verdade não é uma coisa. Uma vez interpretada, uma vez que a mente a tenha agarrado, a tenha definido e demarcado, ela se torna uma coisa.

Quando você se apaixona por uma mulher, há ali alguma verdade – se você se apaixonou naturalmente, absolutamente sem querer, sem ter feito coisa alguma de sua parte, e sem ter pensado nisso de modo algum... De repente você vê uma mulher: você a olha nos olhos, ela também olha nos seus, e subitamente algo clica. Você não está fazendo nada daquilo, você está simplesmente tomado/possuído pelo que está acontecendo, e quando menos espera se vê completamente dentro daquilo. Aquilo nada teve a ver com você. Seu ego não está envolvido, ao menos não naquele início, quando o amor ainda é virgem. Naquele momento há verdade, e não há interpretação. É por isso que o amor permanece indefinível. 

Logo a mente entra, toma posse de você e começa a administrar as coisas. Você começa a pensar sobre a garota como sua namorada, você começa a pensar em como se casar, e começa a pensar sobre ela como sua esposa. Agora, tudo isso são coisas: a namorada, a esposa – essas são as coisas. A verdade não está mais lá, foi recuada para um plano secundário. As “coisas” passaram a ser mais importantes. O definível é mais seguro, o indefinível é inseguro. Você começou a matar/envenenar a verdade. Cedo ou tarde haverá uma esposa e um marido, que são suas coisas. Mas a beleza se foi, a alegria desapareceu, a lua de mel acabou.

A lua de mel termina no exato momento em que a verdade se torna realidade, quando o amor se torna um relacionamento. A lua de mel é muito curta, infelizmente – eu não estou me referindo sobre a lua de mel para onde vão você e seu cônjuge. A lua de mel é muito curta. Ela estava lá por um breve momento. A pureza e a beleza que ela carrega, aquela pureza cristalina, divina e transcendente – é pertencente à eternidade, não é do tempo. Não faz parte desta vida mundana, é como um raio trazendo luz para um lugar escuro. Ela vem do transcendental. É absolutamente apropriado chamar o amor de Deus, porque o amor é a verdade. A coisa mais próxima da verdade a que você pode chegar na vida comum é o amor.

Chilvilas pergunta: “O que é a verdade?”

A pergunta deve desaparecer; somente então você saberá.

Quando você pergunta “O que é a verdade?”, o que você está peguntando? Tente entender isso. Se eu digo que “A” é verdade, “B” é verdade, “C” é verdade... isso seria realmente uma resposta? Se eu disser que A é a verdade, então A certamente não pode ser a verdade: é apenas algo que estou usando como sinônimo da verdade. Se A for um sinônimo total e completo a verdade, então haverá uma tautologia. Então eu poderia dizer: “A verdade é a verdade”, mas isso de nada adiantaria, seria só uma tolice sem sentido. Se ambos forem exatamente o mesmo, ou seja, se A for exatamente a verdade, então isso significará que “a verdade é a verdade”. Por outro lado, se A for diferente, ao invés de exatamente a verdade, então eu estarei falsificando e enganando. Então dizer “A é a vedade” será apenas aproximado. E lembre-se, em se tratando da verdade, não pode haver nada que seja aproximado. Ou é a verdade, ou não é. Logo, mesmo que tentasse lhe responder com significado aproximado, eu não poderia dizer que A é a verdade.

Eu não posso nem mesmo dizer que "Deus é a verdade", pois se Deus é a verdade, isso seria uma tautologia, significando que "A verdade é a verdade". Nesse caso, apesar de eu estar lhe dizendo a resposta, não estaria dizendo realmente nada. Se, todavia, Deus é diferente da verdade, então eu poderia dizer alguma coisa, mas então eu estaria dizendo algo errado/falso. Porque, se Deus é diferente da verdade, como Ele poderia ser a verdade? Se eu disser que minha resposta é aproximada, linguisticamente parece tudo bem, mas não é certo. "Aproximado" significa que um pouco de mentira está lá, que há algo falso lá. Do contrário, o que mais poderia impedir uma verdade cem por cento? Se é 99 por cento verdade, então existe algo que não é verdade. E a verdade e a mentira não podem existir juntos, assim como a escuridão e a luz não podem existir juntos - porque a escuridão nada mais é do que ausência. Ausência e presença não podem existir juntos, mentira e verdade não podem existir juntos. A inverdade nada mais é do que a ausência da verdade.

Portanto, nenhuma resposta é possível. Foi por isso que Jesus permaneceu em silêncio. Mas se você puder olhar para o silêncio de Jesus com simpatia profunda, você perceberá que há uma resposta. O silêncio é a resposta. Jesus está dizendo: "Fique silencioso, assim como eu estou silencioso, e você vai saber". Note que ele não está dizendo isso com palavras. Esse é um gesto muito, muito Zen. Naquele momento em que Jesus permaneceu em silêncio, ele se colocou muito perto da abordagem Zen, e também da abordagem budista. Naquele momento ele era um Buda. Em sua vida, Buda nunca respondeu a perguntas como esta. Ele tinha 11 perguntas enumeradas: aonde quer que ele fosse, seus discípulos iam na frente e declaravam às pessoas: "Buda está vindo, mas nunca perguntem a ele essas 11 questões" - questões que são fundamentais, questões que são realmente significativas. Você poderia perguntar qualquer outra coisa e Buda se prontificaria imediatamente a responder. Mas não pergunte sobre o fundamental, porque o fundamental pode apenas ser experimentado. E a verdade é de todo o mais fundamental, o mais essencial; a própria substância da existência é o que é a verdade.

Analise bem a questão. A questão é realmente significativa, e está surgindo em seu coração: "O que é a verdade?". Um desejo de conhecer aquilo que é está surgindo. Não deixe de lado a sua pergunta, vá bem fundo nela. Chidvilas, sempre que a pergunta surgir novamente, feche os seus olhos, e olhe atentamente para a questão. Deixe que a questão esteja muito, bastante focada... "O que é a verdade?"... E deixe haver grande concentração. Esqueça tudo, como se toda a sua vida dependesse dessa única pergunta – "O que é a verdade?". Permita que isso se torne uma questão de vida ou morte. E não tente respondê-la, porque você não sabe a resposta.

Muitas respostas podem vir para você, a mente sempre tentará supri-lo com respostas. Mas veja o fato de que você não conhece a resposta – é justamente por isso que você está perguntando. Isso não é óbvio? Então, como pode a sua mente fornecer a resposta? Perceba esse fato e tenha-o em mente. A mente não sabe, não conhece; desse modo, sempre que ela vier com respostas, diga a ela: "Fique quieta". Você não conhece a resposta, daí a sua pergunta.

Portanto, não seja enganado pelos brinquedos da mente. Ela o provê com muitos brinquedos; ela diz: "Veja, está escrito na Bíblia. Veja, está escrito nos Upanishads. A resposta é X. Veja, Lao Tzu escreveu que Y, essa é a resposta." A mente pode atirar todos os tipos de escrituras sobre você, pode fazer citações, pode usufruir da memória. Em sua vida, você ouviu falar sobre bastantes coisas, leu muito sobre várias coisas; a mente carrega todas essas memórias. Ela pode repetir tudo de forma mecânica. Mas olhe de perto para este fenômeno: a mente não sabe realmente nada, e tudo o que a mente está repetindo nada mais é do que conhecimento emprestado.

Cuidado com a mente. A mente fará citações, ela tentará provar de todas as formas possíveis ter a resposta certa pra tudo. A mente sabe tudo sem saber nada. A mente é um fingidor, uma enganadora. Olhe para este outro fenômeno (a isso eu chamo insight): não é uma questão de pensamento. Sempre que você pensar sobre isso, é novamente a mente. Você deve ver (intensamente e de uma vez por todas) através de toda atuação, de todo funcionamento e do mecanismo da mente. A sua visão tem de apreender tudo de uma vez, do contrário sua visão será superficial. E uma visão superficial não é realmente uma visão, é um pensamento. Você tem de compreender/olhar profundamente para o fenômeno: para o funcionamento da mente, o modo como a mente atua/trabalha. Ela toma conhecimento emprestado daqui e dali, e segue acumulando conhecimento da mesma forma como um ferro velho acumula todo tipo de entulho. A mente é como o dono de um ferro velho. Ela se enche de conhecimento, e sempre que lhe ocorre uma pergunta que é realmente importante, a mente o providencia com uma resposta sem importância – fútil, superficial, lixo.

Um homem comprou um papagaio em uma loja de animais. O proprietário da loja garantiu a ele que o pássaro iria aprender a dizer “alô” em apenas meia hora. Ao voltar para casa ele passou uma hora cantando “alô” para o pássaro, mas o pássaro não tinha pronunciado uma palavra sequer. Quando o homem foi desistindo e se afastando em grande frustração, o pássaro disse: “o número está ocupado.”

Um papagaio é um papagaio. Ele deve ter ouvido aquelas palavras na loja de animais. E este homem seguia dizendo “olá, olá, olá”, e durante todo o tempo o pássaro estava escutando, apenas esperando ele parar. Então ele poderia dizer, “o número está ocupado!”.

Você pode continuar perguntando à mente, “O que é a verdade, o que é a verdade, o que é a verdade?”. E no instante em que você parar, a mente imediatamente dirá: “o número está ocupado”, ou algo parecido. Tenha cuidado com a mente.

A mente é o diabo, ela é o demônio, não existe nenhum outro. E é a sua mente. Essa percepção/insight tem de ser desenvolvido: de olhar inteiramente para ela de uma única e só vez, inteiramente, totalmente, por completo. Corte a mente em duas com um golpe forte e afiado da espada. Essa espada é a presença, a consciência. Corte a mente em duas e siga em frente atravessando-a, para além dela! E, ao atravessá-la, se você puder ir além da mente, e um momento de não-mente eclodir para você, subitamente você verá a resposta – não uma resposta verbal, não um texto citado entre aspas, mas uma resposta autenticamente sua, uma experiência. A verdade é uma experiência existencial.

A questão é imensamente significante, mas você tem que ser muito respeitoso para com a questão. Não tenha pressa para encontrar qualquer resposta, caso contrário alguns entulhos acabarão por matar a resposta. Não permita que a sua mente destrua a sua pergunta. A maneira que a mente tem de destruir a pergunta é fornecendo uma resposta sem vida, sem experiência.

Você é a verdade! Mas a realização/constatação disso somente pode acontecer quando você estiver em completo e total silêncio, quando não há nem mesmo um único pensamento, quando a mente não tem nada a dizer, quando não há nem mesmo uma única ondulação em sua consciência. Quando não há ondulação em sua consciência, sua consciência permanece sem distorções. Quando há uma ondulação, existe uma distorção.

Basta ir a um lago. Fique em pé sobre a margem do lago, e olhe para o seu reflexo. Se houver ondulações no lago e o vento estiver soprando, o seu reflexo ficará trêmulo. Você não poderá definir onde exatamente estão as coisas – qual parte é o seu nariz e qual parte são os seus olhos – poderá apenas tentar adivinhar. Mas quando o lago está silencioso e o vento não está soprando e não há uma única ondulação na superfície do lago, de repente você está lá. Inteiramente, em absoluta perfeição, o seu reflexo está lá. O lago se torna um espelho.

Sempre que houver um pensamento em movimento em sua consciência, as coisas ficarão distorcidas. E há muitos pensamentos, milhões de pensamentos estão correndo continuamente, e para eles sempre é a hora do rush. Todas as vinte quatro horas do dia são a hora do rush, e o tráfego continua infindavelmente por todas as horas do dia. E cada pensamento está associado com milhares de outros pensamentos; eles estão todos de mãos dadas relacionando-se entre si, completamente interligados, e toda essa multidão está correndo em volta de você. Como você pode saber o que é a verdade? Saia dessa multidão.

Isso é o que é meditação, é disso que a meditação se trata: uma consciência sem mente, uma consciência sem pensamentos, uma consciência firme sem oscilações, límpida como um lago. Então subitamente a resposta está lá em toda sua beleza e bendição. Então a verdade é conhecida – chame-a Deus, Nirvana, ou use qualquer outro nome que você preferir. De repente ela está lá, simplesmente; e está lá na forma de uma experiência. Você está nela e ela está em você.

Utilize bem a sua pergunta. Tire dela todo o proveito possível. Torne-a cada vez mais penetrante e focada; coloque tudo em jogo a fim de que a mente não possa enganá-lo com suas respostas superficiais. Uma vez que a mente desaparecer, quando ela não mais estiver jogando com seus velhos truques, você vai saber o que é a verdade. Você saberá disso em silêncio. Você saberá em um estado de consciência sem pensamentos.

27 de jun de 2014

FIFA SERVE COMIDA ESTRAGADA PARA VOLUNTÁRIOS NA ARENA PERNAMBUCO

Nenhum comentário:
Posted by Liberte Sua Mente on sexta-feira, 27 Junho, 2014



Os voluntários não gostam de ser maltratados?

Não se sentem honrados em serem explorados para que empresas como a FIFA ganhem bilhões!
Ta ai o pagamento, tenho pena não.
Na partida da última sexta-feira, na Arena Pernambuco, A Fifa foi noti
ficada pela Apevisa (Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária) por oferecer comida estragada a funcionários, voluntários e torcedores que estavam no jogo.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco,
82 pessoas precisaram de atendimento médico no estádio da Copa do Mundo e 320 quilos de alimentos foram apreendidos pela Vigilância.

E quem pensa que o problema aconteceu só em Pernambuco, está enganado. Outros estados como Brasília, Curitiba, Cuiabá, Belo Horizonte e Fortaleza também foram afetados com os alimentos padrão FIFA.


Segue o link para leitura da matéria: http://bit.ly/1wfMnvT
Curta e faça parte da OCC Alerta Brasil
https://www.facebook.com/organizacaodecombateacorrupcao
Siga-nos no Twitter
https://twitter.com/occ2013
Google+:https://plus.google.com/u/0/b/113541204460576930973/113541204460576930973/posts
@ae

26 de jun de 2014

Você Não Vai Acreditar no Que Estava Dentro do Tubo de Esgoto. Um Resgate Emocionante

Nenhum comentário:
Posted by Liberte Sua Mente on quinta-feira, 26 Junho, 2014

VOCÊ NÃO VAI ACREDITAR NO QUE TINHA DENTRO DO TUBO DE ESGOTO. UM RESGATE EMOCIONANTE…

Não há dúvidas de que esse vídeo vai te emocionar. A alegria que o cachorro sente quando sai do tubo é espetacular! Confira esse resgate emocionante.
Realmente, você não vai acreditar no que tinha dentro desse esgoto. Para matar sua curiosidade, sim, havia dois cães dentro do esgoto e um homem coincidentemente ouviu o barulho de um deles enquanto o outro já estava morto.


Resgate Emocionante!

Trata-se de um resgate casual, onde um homem ouviu um barulho vindo de uma encanação de esgoto e resolveu conferir o que era, quando ele foi ver percebeu que havia um animal dentro do tubo, foi ai que o homem iniciou o resgate.



Quem ai largaria todos os seus afazeres para dar atenção à um simples barulho em uma tubulação? Provavelmente poucas pessoas, graças a Deus que esse homem está entre essas pessoas que se preocupariam em salvar a vida do animalzinho.
Assim que o homem começou a quebrar a tubulação ele viu aquela carinha linda do cachorrinho tentando sair do local, nesse momento ele teve ainda mais vontade e força para continuar quebrando tudo para finalmente libertar o animal.
Vídeo Que Vai Te Emocionar
Não há dúvidas de que esse vídeo vai te emocionar muito. A alegria que o cachorro sente quando sai do tubo é espetacular! Não existe nada que se compare a emoção de saber que pudemos salvar a vida de um ser tão especial.
Veja no vídeo as cenas fortes do resgate emocionante do cachorrinho.



O vídeo foi parar no Youtube e já possui centenas de milhares de visualizações. Todos que veem estão compartilhando em homenagem ao nobre homem que salvou a vida deste pequenino.
Infelizmente um outro cachorro que estava lá com ele veio a falecer antes de ser resgatado. Tudo indica que os animais estavam ali dentro a cerca de dois dias.

http://www.blogativo.net/?p=5292

ONDE ESTÁ A VERDADE?

Nenhum comentário:
Posted by Liberte Sua Mente on quarta-feira, 26 Junho, 2014




Onde está a verdade? 

Ela está em todos os lugares, mas nada a detém. Ela está no simples e no complexo, no fácil e difícil, naquilo que entendemos e naquilo que sequer imaginamos, no mistério, no milagre, no cotidiano, no simples, no que não damos importância. 

Tudo carrega um pouco dela, tudo, mas nada é a verdade, inclusive nós, portadores da verdade em meio a própria contradição do ser, não somos a verdade, mas ela está em nós, existimos nela, somos parte dela.

Não se encaixota a verdade, não se apreende o que é. Por isso olho sempre com desconfiança quando me deparo com sistemas, métodos, passos que nos garantam acesso a ela. Desconfio de todo o grupo que diz “nós temos a verdade, ela pertence a nós e todos os que estão fora das nossas rodas estão condenados”.

Nossas mentes ruidosas facilmente projetam o que não se pode projetar em um objeto, uma pessoa, uma religião, uma filosofia, no que quer que seja, porque assim fica mais fácil tomar posse, controlar, dizer “é meu”.

Então nosso ego se sacia, se sente importante, vira referência diante dos pobres coitados que não conhecem a verdade como eu conheço. Esse, sem saber, está longe dela.

A verdade se expressa de várias maneiras, por muitas linguagens, não se prende a um código, uma cartilha, um manual, uma corrente. Quem se prende a qualquer uma dessas coisas achando que está fixado na verdade ainda não aprendeu que a verdade não é fixa, ela se movimenta, se expande, caminha sempre.

Todos podemos experimentar fragmentos da verdade, uns mais outros menos, todos podemos nos expor a ela, uns mais, outros menos, e o que define esse mais e menos está longe de ser minha capacidade ou possíveis “méritos” como potencial portador da verdade, mas, sobretudo, minha capacidade em perceber o simples, olhar o cotidiano, experimentar no hoje, no agora, a verdade que irradia de tudo, até da contradição, até da dor, até do que chamo de mentira, até mesmo de mim. Quem tem olhos para ver?


(F. Siqueira) 

Menina de 6 anos trata epilepsia usando maconha medicinal

Nenhum comentário:
Posted by Liberte Sua Mente on quinta-feira, 26 Junho, 2014


Depois de vários tratamentos, os pais de Charlotte Figi apelaram para uma medida pouco convencional no Colorado (EUA). A fim de tratar uma forma rara de epilepsia (Síndrome de Dravet), eles passaram a tratar a menina americana de 6 anos com óleo de maconha medicinal. 

Deu certo.

"Charlotte está comendo e bebendo sozinha pela primeira vez em anos. Ela está dormindo bem toda a noite. O seu comportamento de automutilação, choro, movimentos repetitivos, violência, fuga do contato olho no olho, insônia, falta de contato social é coisa do passado. Ela tem a mente tranquila, está focada, não tem mais déficit de atenção. Charlotte monta em cavalos, patina, pinta, dança, faz caminhadas. Pela primeira vez ela fez amigos. Seu cérebro está sendo curado. Ela está saudável. Ela está feliz", contou Paige Figi, a mãe da menina, em um blog para auxiliar pessoas que passam pelo mesmo problema.

De acordo com Paige, com oito meses de tratamento com maconha medicinal, os desmaios semanais de Charlotte foram reduzidos de 300 para três. Ela salientou que o programa alternativo foi aprovado por neurologistas e pediatras.

Em 2000, eleitores do Colorado aprovaram uma lei que obriga o estado a fornecer tratamento com maconha medicinal. 

O caso de Charlotte levou Sanjay Gupta, o famoso médico e comentarista de saúde da CNN, a se desculpar por ter tido impressões precipitadas sobre os benefícios da maconha medicinal. Ele escreveu um artigo chamado "Por que eu mudei minha opinião sobre a erva".

Fonte: OGlobo /Sá

25 de jun de 2014

Pesadelo orwelliano: os cientistas agora capazes de criar ou apagar as memórias à vontade

Nenhum comentário:
Posted by Liberte Sua Mente on quarta-feira, 25 Junho, 2014


Eu estou bem sem você. Você iria me apagar? Eu te conheço? 

Realidade Orwelliana: os cientistas agora podem criar ou apagar à vontade

"Em uma série de estudos recentes perturbadores, os cientistas mostraram o poder de criar e apagar memórias" à vontade. "
Mais recentemente, em um estudo realizado por pesquisadores da Universidade da Califórnia, San Diego (UCSD) e publicado online na revista Nature em 1 de Junho, os pesquisadores foram capazes de apagar memórias específicas do cérebro de ratos, e depois reintegrá-los.
"Podemos formar uma memória, apagar essa memória e podemos reativá-lo, à vontade", disse o autor sênior Roberto Malinow.


Criando medo

Como em muitos estudos de memória, os pesquisadores usaram ratos que tinham sido geneticamente modificados para fazer suas células cerebrais sensíveis à luz. Os pesquisadores bombardeados cérebros dos ratos com a luz, e, ao mesmo tempo entregando um choque elétrico doloroso. Os pesquisadores continuaram esta prática até que a estimulação das células nervosas só foi suficiente para produzir uma resposta de medo. Os pesquisadores então usaram uma série separada de pulsos ópticos de memória suprimindo para estimular os mesmos nervos. Quando os nervos foram re-estimuladas na forma original, os ratos não mostrou medo. Em seguida, os investigadores estimulado os nervos com ainda uma outra série de impulsos ópticos, estes concebido para ajudar as memórias de formar. Os ratos mais uma vez mostrou uma resposta de medo quando a estimulação inicial foi repetida. autor principal Sadegh Nabavi exultava com a capacidade de controlar os centros de medo do cérebro. "Nós podemos fazer com que um animal para ter medo e, em seguida, não tem medo e, em seguida, ter medo de novo estimulando os nervos em freqüências que fortalecem ou enfraquecem as sinapses ", disse Nabavi.

Total Recall ?

Em um estudo publicado na revista Biological Psychiatry em setembro de 2013, os pesquisadores do campus de Florida do The Scripps Research Institute, foram capazes de apagar deliberadamente específicas memórias no cérebro de camundongos e ratos. Eles fizeram isso por inibir a ação de certas moléculas no cérebro durante a manutenção da formação da memória. Os pesquisadores afirmaram que testes mostraram que nenhum outro do que aqueles direcionados memórias foram afetados pelo procedimento, embora é claro que isso não pode ser comprovada. Memória pesquisadores estão promovendo tais estudos como um benefício potencial para aqueles que sofrem de dependência de drogas ou estresse pós-traumático, ignorando as implicações de tal tecnologia, se usada não consensualmente. "Nossas memórias nos fazem quem somos, mas algumas dessas memórias pode tornar a vida muito difícil", disse Courtney Miller, investigador principal do estudo Flórida. "Não muito diferente no filme Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças , estamos à procura de estratégias para eliminar seletivamente evidência de experiências passadas. " Talvez ainda mais friamente, um artigo de Julho de 2013 no periódico Ciência contou com resultados a partir de um MIT estudo que demonstrou um método para a criação de falsas memórias. Os pesquisadores criaram uma associação nos cérebros de ratos entre estar em uma sala específica, a estimulação do nervo óptico, e um choque elétrico. Os ratos foram em seguida, mudou-se para uma sala separada, onde o mesmo nervo foi estimulado. Quando os ratos mais tarde retornou a esta sala, eles agiram como se lembrava de receber um choque elétrico lá. "Quer se trate de uma falsa ou verdadeira memória , o mecanismo neural do cérebro subjacente a recordação da memória é o mesmo ", disse o pesquisador Susumu Tonegawa. Esta manipulação da memória pareceu interferir com a memória do original sala dos ratos, no entanto. Ratos cujas memórias tinham sido adulterado não mostrou tanto medo da sala onde tinham realmente experimentado o choque como ratos cujas memórias estavam intactos. "Agora que podemos reativar e alterar o conteúdo de memórias no cérebro, podemos começar perguntando questões que antes eram do domínio da filosofia ", disse o principal autor Steve Ramirez. "Estas são as perguntas uma vez que aparentemente sci-fi, que agora podem ser experimentalmente abordados no laboratório." 


http://www.davidicke.com/headlines/orwellian-nightmare-scientists-now-able-to-create-or-erase-memories-at-will/
http://www.naturalnews.com/045690_memory_implants_induced_loss_medical_ethics.html#

Aspartame Indústria de laticínios empurrando para esconder aspartame na nova definição de "leite"

Nenhum comentário:
Posted by Liberte Sua Mente on quarta-feira, 25 Junho, 2014


(NaturalNews) Em um esforço para obter mais crianças a beber leite processado, a indústria de laticínios convencional está empurrando os EUA Food and Drug Administration (FDA) para alterar a definição de leite para permitir a adição discreta de adoçantes artificiais tóxicos como o aspartame. De acordo com uma petição apresentada no Registro Federal no início deste ano, a meta da indústria de laticínios é mudar o "padrão de identidade" para o leite de modo que possa ser modificado e adoçado para atrair mais consumidores jovens. Quer seja devido ao aumento de alergias ou um desgosto simples por seu sabor processado, as vendas de leite convencionais caíram cerca de 25 por cento em os EUA desde 1975, e os padrões de consumo continuam a diminuir em todo o país. Assim, o Milk Producers Federation Nacional e Internacional Dairy Foods Association estão pedindo simplesmente redefinir a palavra "leite" para incluir outras coisas como chocolate com sabor artificial e adoçado e bebidas de leite de morango. Se a indústria recebe o seu caminho, então não só estes e outros alimentos processados de repente ser agrupados na categoria de "leite", mas os ingredientes químicos contidos nestes produtos não tem que ser claramente delimitada na parte frontal dos pacotes. Longe vão os dias, em outras palavras, de "baixa caloria" bebidas a ser claramente identificados -. "Leite" produtos vendidos para as crianças seria permitida para conter todos os tipos de ingredientes escondidos que poderiam causar-lhes danos "A frente do rótulo é realmente o que ajuda os consumidores a tomar decisões rapidamente ", diz Sonya Angelone, um nutricionista que falou em nome da Academia de Nutrição e Dietética, citado pela CBS San Francisco . "As pessoas não querem ir ao supermercado e gastar um monte de tempo tentando decifrar os rótulos e descobrir o que está lá dentro ou o que poderia não estar lá."

Os adoçantes artificiais como o aspartame não são seguros e não têm lugar no infantil "leite"

Além do fato de que a proposta é incrivelmente enganoso em seu núcleo, há ainda uma falta de evidência substancial para provar que os aditivos químicos a indústria está esperando para se esconder no leite são ainda seguros em primeiro lugar. Aspartame, que é talvez o adoçante artificial mais conhecida no mundo, tem sido demonstrado repetidamente para causar dores de cabeça crônicas, danos neurológicos, câncer e, sim, até mesmo ganho de peso e obesidade, as mesmas coisas que são colocados no mercado como supostamente combate. "O aspartame é um aditivo alimentar química perigosa, e seu uso durante a gravidez e por crianças é uma das maiores tragédias modernas de todos ", diz o Dr. Janet Starr Hull, autor do livro Doce Veneno: Como Most Popular Adoçante artificial do mundo está matando Somos . "A pesquisa ea história do aspartame é conclusiva como causa de doença e reações tóxicas no corpo humano. " Mesmo a Academia parece concordar, tendo reconhecido em uma carta ao FDA que a segurança a longo prazo de muitos adoçantes não nutritivos como aspartame, mesmo quando consumida em níveis muito baixos, nunca foi cientificamente confirmado em jovens, o desenvolvimento de crianças. Como muitos outros, a Academia se opõe ao laticínio proposta da indústria para redefinir leite, eo grupo está pedindo à FDA para agir no interesse público, rejeitando-o. "natureza singular do Leite e as suas características essenciais de pureza e integridade exigir que os consumidores são facilmente feitas conhecimento de quaisquer alterações à sua identidade na parte da frente da embalagem (como a rotulagem atual de adulterações de gordura), incluindo se ele é aromatizado ou adoçado com adoçantes não nutritivos ", escreve a Academia em sua carta ao FDA, o que você pode leia na íntegra aqui: 



http://cbssanfran.files.wordpress.com/ .
Learn more: http://www.naturalnews.com/042949_milk_definition_aspartame_dairy_industry.html#ixzz35etfrzZQ

PRESIDENTE DILMA VAIADA E XINGADA NOS ESTÁDIOS E LULA DIZ QUE É A IMPRENSA QUE INVENTA

Nenhum comentário:
Posted by Liberte Sua Mente on quarta-feira, 25 Junho, 2014


*A presidente Dilma foi aconselhada PELOS SEUS PRÓPRIOS ASSESSORES, a não abrir a boca, durante a abertura da copa, CERTOS de que ela seria vaiada pelo povo presente ao estádio. A cúpula do PT foi consultada e também concordou.
*Consideremos o seguinte: Como pode um governante que diz ter elevado índice de popularidade temer vaias de um local que é do povo, como é o ambiente do futebol?
*O governo, para justificar os elevadíssimos gastos do dinheiro público com a construção dos estádios, sempre disse que estava fazendo aquilo pelo POVO, e todos nós sabemos que estádio de futebol é mesmo local de POVO.
*De repente aparece o Lula dizendo que aquelas vaias não eram do POVO, e sim das tais elites, que ele sempre fala, mas nunca identifica quem realmente é.
*Ué, então era mentira do governo que os gastos com os estádios era para o povo, já que no fundo eles queriam mesmo era construir luxo para comportar as tais elites?
*No mesmo discurso Lula disse também que aquilo ali fora inventado pela tal "imprensa golpista". Só que não diz qual foi o veículo de imprensa que conseguiu convencer o povo do estádio do Corinthians, do Mineirão e de outros estádios a vaiar a presidente.
*Gente, que diabo de contradição é essa? Será que o Lula está pensando que todo brasileiro é besta e que não raciocina?.


Make by Liberte Sua Mente 

24 de jun de 2014

Jacque Fresco entrevistado por Larry King (1974). Considerado por muitos como um Da Vinci da actualidade. Como Einstein e Buckminster Fuller

Nenhum comentário:
Posted by Liberte Sua Mente on terça-feira, 24 Junho, 2014


"Jacque Fresco é considerado por muitos como um Da Vinci da actualidade. Como Einstein e Buckminster Fuller, Jacque é um futurista autodidata que se descreve na maioria das vezes como um "generalista" ou "multi-disciplinar" - um estudante de muitas matérias inter-relacionadas. Ele é um inventor prolífico, tendo passado toda a sua vida (ele tem agora 90 anos) concebendo invenções em várias escalas que implicam o uso de tecnologia inovadora. Como futurista, Jacque não é apenas um conceptualista e um teórico, mas ele também é engenheiro e designer e o criador do Modelo Economico/Social amplamente divulgado hoje como o único capaz de colocar a actual sociedade doente no caminho duma sociedade civilizada: Economia Baseada em Recursos."

VÍDEO:
Make by Liberte Sua Mente

Pare Coreano / CÃES E GATOS EBULIÇÃO chineses ALIVE - promessa do milênio das Nações Unidas!

3 comentários:
Posted by Liberte Sua Mente on terça-feira, 24 Junho, 2014


SE, a Ásia ainda fervente vivos, gatos e Secretário dogs.UN - Geral Ban Ki Moon afirma: "Nós não devemos deixar os bilhões que olham para a comunidade internacional a fulful a promessa da Declaração do Milênio para um mundo melhor. " Um mundo melhor?

Então pare de chinês e coreano tortura deliberada para Tortura Sopa cão! Tortura de satisfação, comida e dinheiro. Tudo sobre o mercado negro. Isso
é muito muito muito ruim. Os coreanos amo Tortura Sopa Dog. Sopa de tortura cão não pertence Millenium. Sopa de tortura Dog foi desenvolvido há 2.000 anos por uma sociedade doente baseado no medo, amargura, raiva e ressentimento. O antigo ressentimento é tão arraigado agora, e projetado em cães. Nós todos vimos as fotos de cães de ebulição vivo. Cães e gatos não merecem este crime henious de tal morte dolorosa. Eu me queimado com água fervente e realmente dói. Imgaine sendo sendo cozido vivo! Eu falei com jovens coreanos que dizem que "sim, os cães devem ser mortos com DOR EXTRA, porque torna o sabor da carne melhor." Essas pessoas precisam de educação. Não é uma doença, em sua sociedade. Até que você corrigi-lo, você irá falhar nas metas da ONU Millenium de ensino real. favor trabalhar com a UNESCO para educar jovens coreanos e jovens chineses, que torturar animais para uma boa degustação e carne tenra, é bárbaro e não pertence em objetivos de Desenvolvimento do Milênio, de uma sociedade educada. Essas pessoas ainda estão culpando cães, projetando seu ódio e raiva, em cães, que foi decidido há 2.000 anos atrás, quando ...

Video posted by Liberte Sua Mente

http://www.thepetitionsite.com/862/504/041/your-mille/#sign

23 de jun de 2014

Uma verdade terrível sobre o desaparecimento de crianças

Nenhum comentário:
Posted by Liberte Sua Mente on segunda-feira, 23 Junho, 2014




Segundo o site Desaparecidos do Brasil, neste país, a cada 11 minutos, uma criança desaparece sem deixar rastros. São mais de 40 mil casos de desaparecimento por ano, sem contar os casos não-oficiais. Estas estatísticas se repetem em vários outros sites, incluindo os sites independentes/alternativos.

O relatório oficial da deputada Andreia Zito, a CPI das Crianças Desaparecidas, confirma que somente no Brasil, são mais de 50 mil casos de desaparecimento por ano, e no mundo, 1,2 milhões por ano.

A explicação mais comum do desaparecimento de crianças é fuga de casa devido à maus tratos, exploração sexual, tráfico de órgãos, adoção ilegal, e muitos dizem sobre "quadrilhas especializadas" em raptar crianças.

Estas explicações não fazem muito sentido. Tudo bem que muitas famílias são pobres, têm histórico de uso de drogas e maus tratos, mas isso não justifica tanta criança desaparecer assim. A exploração sexual em si pode ser um forte motivo, o problema é que menos de 10% dos casos as crianças são encontradas. Para onde elas vão? Se são mortas, onde deixam os corpos? Em relação às quadrilhas especializadas, são milhares de relatos de crianças que somem misteriosamente, e pelas características do desaparecimento, as evidências sugerem um raptor especializado nisso, alguém inteligente, e possivelmente com ajuda de outras pessoas. Mas para que eles iam querer raptar tanta criança assim? São perguntas que não tiveram resposta definitiva... até agora.

Veja a história contada por uma policial americana chamada Kiya.

Ela trabalhou por muitos anos com casos de abdução relacionados aos Illuminati.Sim, ela confirma a existência deste grupo secreto, que trabalha nos mais altos cargos da sociedade, principalmente o governo e grandes empresas.

No ano 2000, ela foi alvo do governo americano e foi forçada a se afastar de seu cargo. Então ela decidiu trabalhar por conta própria, e começou a investigar intensamente os Illuminati.

Em seu artigo Charactesistics of an Illuminati Abduction (Características de uma Abdução Illuminati), ela descreve:

A criança a ser sequestrada ficará sob vigilância até meses antes do rapto real ocorrer. Raramente alguém na família testemunha isso, ou se o fizerem, eles atribuem nenhum significado para isso na época. Os Illuminati são loucos por vigilância - são literalmente obcecados com vigilância. Eles vão saber tudo sobre o seu filho, incluindo um apelido que seu filho possa ter. Eles saberão qual caminho o seu filho faz para a escola e o método de transporte. Eles vão conhecer a agenda do seu filho, bem como todos os horários da sua família.

Na grande maioria destes raptos, a criança vai estar sozinha no momento que ela for raptada.

A criança raptada terá desaparecido dentro de uma questão de 2-8 minutos, parecendo ter "desaparecido sem deixar vestígios". Estes são sequestradores profissionais que sabem o que estão fazendo, pois eles estão fazendo isso há décadas!

Há evidências crescentes que estes sequestradores trabalham em equipe com uma mulher envolvida. Ela pode não estar envolvida até que a criança seja colocada em um carro de transferência e não estar presente no rapto real.

Muitas vezes, a criança vai ser drogada para ser subjugada imediatamente. Os Illuminati parecen favorecer duas drogas para fazer isso - o clorifórmio ou o GHB. Na maioria das vezes, parece que o clorifórmio é usado.

Mais recentemente, esses sequestradores se tornaram tão descarados que estão seqüestrando crianças em seus próprios quartos com a família dormindo na casa.

Na maioria das vezes a criança vai ser sequestrada pouco antes ou em um feriado satânico. Isto é especialmente verdade para as crianças que são raptadas para o sacrifício de ritual satânico, a não ser que seja forçada a entrar no anel pedófilo Illuminati. Além disso, muitas vezes a criança vai ser sequestrada pouco antes de seu próximo aniversário. (O feriado satânico mais importante é o próprio aniversário)

Pode haver rumores de atividade satânica na área geográfica do rapto. Em alguns casos, quando restos foram encontrados, os sinais de rituais satânicos foram deixados para trás. Enquanto o seu primeiro impulso pode ser para descartar isso, eu recomendo que você não o faça.

Os próprios policiais ajudam a encobrir esses crimes para que o dedo da suspeita nunca aponte para o governo Illuminati e/ou a aplicação da lei. 

De tempos em tempos, aqueles que "sabem demais" no que diz respeito à investigação de seu filho serão imediatamente assassinados para silenciá-los permanentemente sobre o que sabem. 

É raro uma criança ou seus restos mortais serem encontrados depois de raptada por esses profissionais.

Para aqueles que nunca ouviram falar nos Illuminati, eu sei que é difícil acreditar que um grupo secreto que controla tudo o que acontece na sociedade. Ainda mais que eles realizam rituais satânicos!

Mas para aqueles que estudam sobre eles, isso tudo faz sentido. É um fato bem conhecido que seitas secretas como A Skull and Bones, os Maçons e outras sociedades secretas, realizam rituais secretos, e muitos destes envolvem a invocação de criaturas sobrenaturais. Todas estas sociedades secretas são partes do grande grupo dos Illuminati.



O ritual de sacrifício é algo que acontece desde os tempos antigos, e todas as culturas que o realizam, dizem que a morte da criatura sacrificada "alimenta" de certa forma certos seres sobrenaturais, alguns chamados de demônios ou espíritos ou deuses. O objetivo, portanto, do sacrifício, é invocar estas criaturas e dar-lhes este "alimento", para que em troca, possam ser recompensados com favores ou poderes sobrenaturais.


Neste livro, o autor Leo Montenegro denuncia que crianças estão sendo mortas em rituais satânicos.
Você pode ver algumas informações interessantes neste artigo.
Na literatura ocultista, como no livro Magicka de Aleister Crowley, e muitos outros livros ocultistas, descrevem o porquê do sacrifício com crianças.



No livro Filho do Fogo escrito por Daniel Mastral, ele confessa ter participado de um ritual onde ele havia sacrificado uma menina de 6 anos, da qual drenaram o sangue e misturaram com uma farinha feita do crânio e do fêmur de um outro sacrifício.

Será que tudo isso é verdade? Fica a seu critério. Só peço que tenha um pensamento científico a respeito disso: não se prenda a apenas uma teoria, veja os fatos por todos os ângulos, pesquise por si mesmo, consulte outras fontes, e não se esqueça que tudo que você acredita pode estar errado.


http://noticias-alternativas.blogspot.com.br/2013/12/uma-verdade-terrivel-sobre-o.html
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
▲ Topo