3 de ago de 2014

Método para o despertar da consciência

Posted by Liberte Sua Mente on segunda-feira, 04 Agosto, 2014


É necessário despertar a consciência. O ser humano vive adormecido e ignora este estado de profundo sono. Porém se falamos de despertar a consciência precisamos saber definir o que é consciência. Muitas pessoas tem uma ideia equivocada sobre o que é estar consciente ou não.

Qualquer pessoa jamais ignoraria que um boxeador ao cair nocauteado sobre o ringue perde a consciência. Quando o pugilista volta a si ele readquire a consciência novamente. É preciso compreender que existe uma grande diferença entre a personalidade e a consciência.

Quando nascemos possuímos uns três por cento de consciência e uns noventa e sete por cento repartíveis entre subconsciência, infraconsciência e inconsciência. Podemos aumentar estes três por cento de consciência mediante trabalhos conscientes e padecimentos voluntários. Não é possível acrescentar consciência mediante procedimentos físicos ou mecânicos.

Para compreendermos melhor isso é necessário entender que possuímos vários tipos de energias dentro de nós.

Primeira: energia mecânica.
Segunda: energia vital.
Terceira: energia psíquica.
Quarta: energia mental.
Quinta: energia da vontade.
Sexta: energia da consciência.
Sétima: energia do espírito puro.


Por mais que multiplicássemos a energia do tipo mecânica, jamais despertaríamos a consciência. Por mais que incrementássemos as forças vitais dentro de nosso organismo, nunca despertaríamos a consciência. Muitos processos psicológicos realizam-se dentro de nós sem que, para isto, intervenha a consciência. Por mais que disciplinássemos a mente, esta por sua vez jamais despertará a nossa consciência.

Mesmo que multiplicássemos a força da vontade até o infinito, esta não despertaria a nossa consciência.

Só podemos despertar a consciência com trabalhos conscientes. Para isso devemos iniciar nosso trabalho interior agora, neste exato momento. Nunca adiar para amanhã o trabalho interior. Devemos morrer de instante em instante de momento a momento.


Sempre alertas aos mais distintos tipos de defeitos psicológicos que se manifestam em nosso interior. E para isso precisamos praticar os ensinamentos do mestre a todo instante para que a chama de nossa consciência continue acesa e iluminando nosso caminho. E este despertar se dá de duas formas: Subjetivamente e Objetivamente.

O despertar subjetivo se dá quando começamos a realizar as primeiras práticas de desdobramento astral, mantras, concentração etc. Estas experiências nos dão forças para seguirmos nosso caminho, porém ainda não estamos despertos.

São apenas alguns momentos de consciência que experimentamos. Despertamos por um momento no astral, visitamos um templo, falamos com um mestre e quando acordamos de manhã continuamos adormecidos, identificados com as coisas da vida diária.

O despertar subjetivo nos dá muitas forças para seguirmos o trabalho interno e a essência se alimenta disso, porém neste método o despertar não é continuo, temos pouca capacidade de investigação, permanecemos pouco tempo despertos, precisamos apelar sempre para os mantras para sairmos em astral, e mesmo despertos no astral facilmente nos identificamos e logo adormecemos novamente.

Qual é o elemento para erradicarmos esses problemas? A Consciência.

O despertar da consciência objetiva vem com a morte do ego. Precisamos aproveitar os impulsos de nossas experiências para aumentar nossa consciência e para isso precisamos nos disciplinar aqui no mundo físico, trazer a consciência para o nosso dia a dia, para as coisas que fazemos, nos manter alertas como o vigia em época de guerra, nos auto-observando, eliminando os pequenos detalhes que aparecem a todo momento, levar a concentração objetiva para tudo aquilo que fazemos.

Para aqueles que pensam que a consciência vai se despertar numa sala de práticas, durante a noite enquanto dormimos, ou na presença de um Mestre, estes estão profundamente equivocados, a consciência objetiva vem com a disciplina e com o morrer de momento em momento, de instante a instante, durante o dia, no nosso trabalho, em nossa casa, com nossos amigos, no melhor ginásio psicológico que uma pessoa pode querer: nossa vida.

O despertar objetivo vem com a continuidade de propósitos, com a auto-observação constante. Quando adormecemos e desdobramos conscientes, mantemos a consciência, não nos identificamos com as figuras do astral, aumentamos nossa capacidade de investigação. Quando acordamos pela manhã continuamos com a consciência desperta e seguimos nosso dia sem nos identificarmos com as coisas.

Não há mais identificação, pois morremos de instante a instante.

Todo o processo do despertar começa no método subjetivo. Em nossos 3% de consciência está toda a capacidade de iniciarmos o trabalho interno. Sim, é pouco, só 3%, mas lembre-se que Davi (os míseros 3% de Essência) conseguiu matar Golias (os 97% de subjetividades mentais).

Devemos estar sempre atentos, suplicando a nosso Pai e à nossa Mãe internos para que nos deem forças e iluminação para podermos despertar objetivamente em todas as dimensões da Natureza.


http://www.gnosisonline.org/psicologia-gnostica/metodo-para-o-despertar-da-consciencia/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, será muito legal...meu muito obrigado!! Volte Sempre!!!

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...